Até quando ficará na zona de conforto?

Muito se ouve falar sobre zona de conforto, mas será que é algo positivo para a vida de uma pessoa?
Close up portrait young annoyed angry woman with bad attitude

Muito se ouve falar sobre zona de conforto, mas será que é algo positivo para a vida de uma pessoa?

Em primeiro lugar vamos ver o que realmente é a zona de conforto!

 É uma série de pensamentos, comportamentos e atitudes de uma pessoa que já está acostumada a ter, ou seja, é a repetição de comportamentos e padrões estabelecidos para si mesmo.

Mas essa repetição de atitudes e comportamentos podem prejudicar a pessoa em qualquer local, como por exemplo, em casa, em seu trabalho e nas diversas atividades cotidianas e isso com o tempo poderá trazer diversos prejuízos a sua saúde e consequentemente seu bem-estar.

Como reconhecer se está nessa zona de conforto? Existem vários sinais de que a uma pessoa esteja em sua zona de conforto.

Um dos sinais típicos é a falta de energia, pois a pessoa não tem forças e nem ânimo ao acordar, parece que nada daquilo faz sentido em sua vida, mesmo assim é uma área conhecida.

As crises de ansiedade fazem parte dessa zona de conforto. Lembrando que ansiedade é algo decorrente dessa vida agitada e tribulada de todos, mas quando passa a prejudicar a sua rotina, leva a essa crise de ansiedade e tendo a possibilidade de desenvolver Transtornos de Ansiedade.

O estresse é outro aspecto bem recorrente, principalmente quando a pessoa não consegue lidar com essa situação. Não deixe os problemas profissionais irem com você para casa, aprenda a separar as situações.

A pessoa quando está na zona de conforto apresenta uma falta de paciência com os outros e até consigo mesmo.

Conhece pessoas que reclamam de tudo e de todos? Pois é! Esse é um sinal da zona de conforto.

Com certeza tudo isso leva a uma grande insatisfação pessoal.

Sabemos que viver nessa zona de conforto pode trazer prejuízos a vida de uma pessoa. Dentro desses prejuízos, o indivíduo pode sofrer consequências perigosas devido a permanência nessa zona de conforto.

Essas consequências podem ser inúmeras, como por exemplo, o desperdício do seu próprio talento. Já parou para pensar, quantos talentos estão sendo desperdiçados?

O maior problema dessa situação é que a pessoa fica estagnada, paralisada nessa acomodação e simplesmente não faz nada para mudar. Mudar para que?

Os prejuízos podem ser incalculáveis devido a problemas referentes a saúde física e emocional de uma pessoa.

Isso tudo traz um grande impacto negativo na vida de um ser humano, tanto no aspecto pessoal como no profissional.

Analise se está passando por essa situação! Vai continuar nessa zona de conforto mesmo vendo todas essas consequências prejudiciais a sua integridade física e emocional?

Já refletiu? Está disposto a sacudir a poeira e sair dessa mesmice que se tornou a sua vida?

A zona de conforto é um local já conhecido, mesmo que seja uma situação desconfortável.

Quando se vivencia essa zona de conforto, muitas vezes não querem mudar, porque acreditam em ter o controle daquela situação.

Então se questionam: Por que mudar? Se estou em um território já conhecido? Essa situação está tão cômoda!

Parece muito estranho pensar nisso, mas a pessoa fica estagnada, realmente sem ações, mesmo não estando feliz em sua vida, porque na realidade é uma zona já conhecida mesmo sendo ruim e nada confortável.

Muitas pessoas têm medo do desconhecido, então optam por ficar nessa situação cômoda.

Agora já refletimos muito sobre as consequências que essa zona de conforto pode prejudicar a vida de uma pessoa! Será possível reverter essa situação? Será possível sair dessa zona de conforto? Sim, basta querer e se mexer, ou seja, entrar em ação o quanto antes, pois de nada vale, querer mudar e não fazer nada em busca dessa mudança.

Então o primeiro passo para mudar é estar disposto a isso. Avalie sua vida em todos os aspectos, como o pessoal, profissional, familiar. O que pode ser mudado nesses aspectos?

Agora que já analisou completamente esses aspectos, escreva suas metas que devem ser atingidas. Já escreveu? Releia atentamente e vamos para segundo passo, subdividir essas metas em submetas, assim ficará mais fácil atingir seus objetivos. Dê um passo de cada vez!

Toda mudança deve ser com cautela e gradativamente para que não ocorra o risco de você desistir desse projeto de mudança em sua vida.

Agora que já tem essas submetas, entre em ação, que será o primeiro passo para a reviravolta em sua vida.

Não tenho medo de se arriscar, tenha coragem para isso e deseje do fundo do seu coração sair dessa zona de conforto, essa zona conhecida.

Um outro passo muito importante é estar preparado e desejar eliminar seus medos e receios que perturbam a sua tranquilidade e consequentemente a sua vida.

Agora vamos para o plano de ação, coloque essas estratégias em prática e sempre pense muito em você.

A melhor maneira de querer mudar e colocar-se em primeiro lugar na sua vida, pois você estando bem, poderá ajudar qualquer pessoa.

Chegou a sua hora! Resgate e retome atividades prediletas. O que você fazia antes que te dava prazer e que parou de fazer?

Reviva esses momentos com essas atividades prazerosas! Reserve um tempo para seu próprio lazer. Afinal, você merece! Ou você duvida disso? Permita-se ser feliz!

A atividade física é muito boa para te devolver aquela energia que está faltando em sua vida. Não dê desculpas para si mesmo, faça exercícios físicos, caminhada, exercite-se ao ar livre. Tudo que fizer para você será de grande valia!

Quantas você já disse para você mesma que não sabe fazer nada e que não tem nenhum potencial? Pare agora!

Acredite! Todos nós temos potencial, o seu pode estar guardado ai dentro de você, só esperando ser resgatado e aflorado.

Desafie suas habilidades e capacidades e saiba que está dentro de você!

Como descobrir tudo isso? Investindo em seu autoconhecimento! Como? Leia, estude mais, descubra-se.

Caso esteja difícil sair dessa zona de conforto faça psicoterapia para ajudar nessa busca pelo seu autoconhecimento.

Agora pense bem! Está disposto a sair dessa zona de conforto? Então coloque todas essas dicas em prática o quanto antes.

Leia também: Tristeza ou depressão no relacionamento?

 

Paula Espíndola é psicóloga clínica CRP 06/50889. Especialista em Psicopedagogia Clínica e Institucional. Experiência em atendimentos sobre quaisquer relacionamentos, principalmente os relacionamentos amorosos.

Respondendo dúvidas no Canal do YouTube PAULA ESPÍNDOLA PSICÓLOGA sobre relacionamentos feita através das redes sociais, a seguir:

Paula Lúcia de Freitas Espíndola – CRP 06/50889

Sigam minhas redes sociais:

Sites:

http://insightpsique.com.br

https://paulaespindolapsicologa.com/

https://sites.google.com/view/paulaespindolapsicologa/p%C3%A1gina-inicial

Blog:

https://www.relacionamentospsicologia.com.br/

Fanpage:

https://www.facebook.com/paulaespindolapsicologa/?modal=admin_todo_tour

https://www.facebook.com/Insightpsique/

https://www.facebook.com/paula.espind…

Redes sociais:

https://www.instagram.com/paulaespind…

https://www.instagram.com/relacionamentoabusivopsi/?hl=pt-br

https://opsicologoonline.com.br/ser-mu…

https://www.youtube.com/paulaespindolapsicologa

Grupos do Facebook:

https://www.facebook.com/groups/terapiaparacasais/ Grupo no Facebook: Grupo Terapia para casais https://www.facebook.com/groups/EmBus…

https://www.facebook.com/groups/relacionamentoabusivosilenciodatolerancia/?ref=bookmarks

https://www.facebook.com/groups/MADAmulherescarentesedependentes/

https://www.facebook.com/groups/autoestimaepsicologia/

https://www.facebook.com/groups/EmBuscaDeRelacionamentosSaudaveis/?ref=bookmarks

E-Books (livros digitais):

https://go.hotmart.com/T6764134B

https://go.hotmart.com/X8812559Y

https://go.hotmart.com/B8632369X

 

E-mail: paula.psicologa@bol.com.br

E-mail: paulaespindolapsicologa@gmail.com

Para participar da lista de transmissão do WhastApp envie uma mensagem para eu cadastrar: (11)98313-2371

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn