Skip to main content
valóres olímpicos

Valores Olímpicos ou Dissabores Olímpicos… de Que Lado Você Está?

Tempo estimado de leitura: 3 minutos

Valores Olímpicos

Valores Olímpicos ou dissabores olímpicos, de que lado você está?

“O respeito, a coragem, a determinação, a inspiração e a igualdade são valores olímpicos por excelência” Katia Rubio

Estamos convivendo com a atmosfera olímpica.

E digamos que o clima está meio pesado no Brasil e no mundo para se contagiar pela energia positiva e realizadora que deveria acompanhar um evento mundial tão importante como as Olimpíadas.

Hoje constatei, ao assistir a passagem da tocha olímpica em São Paulo, das mãos de um grande amigo, para as mãos de uma grande amiga, que estamos desanimados: O povo brasileiro apagou!

Fui com as crianças do Instituto Remo Meu Rumo, que ensina remo e canoagem na Raia Olímpica da USP, para crianças e adolescentes com deficiência.

Eles estavam muito entusiasmados em ver a Dra Patricia Moreno, ortopedista que os opera e acompanha no Instituto de Ortopedia da USP e fundadora do IRMR, receber a tocha olímpica das mãos do Sr Candido Leonelli, o Presidente do Instituto.

Valores Olímpicos
Valores Olímpicos

As crianças faziam a maior farra na Avenida República do Líbano.

Com bandeiras do Brasil e com tochas olímpicas infláveis, gritando da calçada para os carros que passavam: “BUZINA! BUZINA!”

Valores Olímpicos
Valores Olímpicos

O farol abria e fechava, os carros passavam rápido e pelos meus cálculos, uns 5% atenderam aos clamores daquelas crianças e buzinaram.

A grande maioria passou impassível, em silêncio. Valores Olímpicos

As crianças estavam entusiasmadas demais!

Fazendo festa pra cada carro que passava e simbolicamente pediam para os carros:

VAMOS FESTEJAR JUNTOS!

OLHA COMO EU ESTOU FELIZ!

FAÇA BARULHO POR MIM!

PELA MINHA ALEGRIA!

É UM GRANDE DIA!

Mas o desânimo parece ter contaminado o povo brasileiro. Falta alegria na alma.

Cada um fechado no seu carro, na sua visão crítica dos acontecimentos.

Mas emoções são contagiantes… e alguns motoristas olharam para as crianças, ficaram contagiados pela alegria e buzinaram!

Um pedido tão simples:” BUZINA!” Valores Olímpicos

Mas a energia para buzinar de alegria estava bem baixa…

Buzinar mesmo, com vontade, nas grandes cidades, só quando já faz dois segundos que o farol ficou verde e o carro da frente continua parado…

Refletindo sobre os valores olímpicos e sobre os dissabores olímpicos… para qual lado vamos olhar?

Simplificando:

Vamos dizer que os valores estão ligados aos atletas e treinadores, que estão chegando para disputar a Rio 2016.

Seus objetivos de vida perseguidos com garra, abnegação, dedicação, e muito treinamento, por anos e anos.

Vamos dizer que os dissabores olímpicos estão ligados aos políticos.

Que aproveitaram a ocasião para provar mais uma vez, que são movidos por interesses nada nobres e nada éticos.

Proponho: Vamos direcionar nosso olhar para os atletas?

Vamos deixar que a emoção deles nos contagie?

Vamos aproveitar a ocasião e nos preencher de valores olímpicos: O respeito, a coragem, a determinação, a inspiração e a igualdade?

Estamos vivendo tempos sombrios… é como se fosse proibido sentir alegria.

É proibido buzinar de alegria?

Vamos viver a intensidade dos atletas, cada conquista olímpica celebrada sem ter vergonha de ficar feliz com a felicidade do outro!

Coragem para romper a couraça!

“Não conseguimos segurar uma tocha para iluminar o caminho de outra pessoa, sem clarearmos o nosso próprio.” Ben Sweetland

Quer conhecer o trabalho do Instituto Remo meu Rumo?

https://www.facebook.com/InstitutoRemoMeuRumo

Ana helena

Para atendimento psicológico online com a Ana Helena Puccetti clique aqui!

Clique aqui e baixe o E-book Amor pelo Esporte de Ana Helena Puccetti

amor ao esporte
amor ao esporte

Ana Helena Puccetti é Psicóloga pela Universidade Mackenzie, CRP 06/62163-8.

Pós-graduação em Psicologia da Atividade Física e do Esporte pela UNIFMU, Life Coach pelo Instituto Holos, Capacitação em Mediação de Conflitos pelo IASP, Psicologia da Emergência pela PUCRS.

Remadora desde 1984, conquistou o primeiro título sul-americano de remo feminino sênior pelo Brasil, no four skiff (Paraguai, 1997).

Atualmente participa de competições de remo máster, tendo vários títulos brasileiros, sul americanos e duas medalhas de ouro na FISA World Masters Regatta.

É diretora do “Instituto Remo meu Rumo”, que oferece a prática de remo para crianças deficientes.

Contatos:

https://www.facebook.com/psicologaanahelena/#

anahelenap@gmail.com

Compartilhe esse artigo!

Carlos Costa

Psicólogo (CRP 06/122657), Coach, Empreendedor, Músico e Poeta. Idealizador do projeto O Psicólogo Online que tem por objetivo produzir conteúdo informativo e educativo sobre psicologia, saúde mental e assuntos relacionados, além de prestar serviços de orientação psicológica online.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.