Skip to main content
Tratamento Para Esquizofrenia

6 Melhores Tratamentos Para Pessoas Que Têm Esquizofrenia.

Tempo estimado de leitura: 5 minutos

tratamentos para esquizofrenia

Quais as melhores formas de tratamento para as pessoas que têm esquizofrenia?

A terapia é indicada para esses pacientes?

Muitas pessoas pensam que apenas o tratamento medicamentoso é suficiente para o tratamento da esquizofrenia, mas não é bem assim.

Segundo Gabbard (1998) não existe o tratamento de esquizofrenia, mas todas as intervenções terapêuticas devem ser adaptadas as necessidades individuais do paciente.

O mesmo autor acrescenta ainda que, todo paciente que tem esquizofrenia luta com problemas nas relações interpessoais e isso pode mudar muito durante o curso do transtorno.

Quais os 6 tratamentos indicados para o paciente que tem esquizofrenia? 

#1 – Farmacoterapia tratamentos para esquizofrenia

O tratamento medicamentoso é fundamental para o tratamento da esquizofrenia, para estabilização do paciente e controle dos sintomas.

As medicações funcionam muito bem para os sintomas positivos, entretanto os sintomas negativos e os relacionamentos interpessoais são mais difíceis de serem controlados com a medicação, mas outros tratamentos podem ajudar.

#2 – Psicoterapia individual 

Psicoterapia Para Pessoas Com Esquizofrenia!
Psicoterapia Para Pessoas Com Esquizofrenia!

A psicoterapia vai ajudar muito o paciente a entender o que ele passa e a lidar com os sintomas negativos do transtorno.

As pesquisas demonstram que a média dos pacientes que fazem a terapia, associada a medicação e outros tratamentos obtém um maior benefício em sua estabilização.

Porém, ainda é difícil o paciente se engajar em um processo terapêutico.

Aqueles que aderem a terapia tem um maior controle do seu transtorno e sua estabilização.

Na terapia tem-se um espaço para colocar suas angústias, medos e aprender a conviver com suas limitações. tratamentos para esquizofrenia

#3 – Psicoterapia de grupos tratamentos para esquizofrenia

A participação em grupos com outras pessoas que tem esquizofrenia é muito indicada e tem ótimos resultados.

Após os sintomas positivos terem sido estabilizados (com o tratamento farmacológico) a participação em grupos pode ser iniciada. tratamentos para esquizofrenia

As trocas em grupos ajudam o paciente a resgatar sua confiança, a ter um apoio, a se sentirem reinseridos de volta ao convívio com outras pessoas.

No grupo os participantes podem conversar livremente sobre o que sentem, sobre suas preocupações e medos, seus sintomas, sem serem julgados ou excluídos.

#4 – Terapia ocupacional

A terapia ocupacional ajuda o paciente a trabalhar seu corpo, sua psicomotricidade, seus movimentos, a mente, a não ficar parado, melhorando a autoestima, além de interagir com outros participantes.

#5 – Intervenções familiares

A participação familiar, o apoio é essencial para auxiliar os pacientes e ajudá-los na sua estabilização.

Nas intervenções familiares ou grupos de psicoeducação a família pode tirar suas dúvidas, colocar seus medos e aprender sobre o transtorno, o que vai facilitar e favorecer a estabilização do paciente, prevenindo recaídas;

#6 – Internação hospitalar

Tratamento Para Esquizofrenia 3

A internação muitas vezes é o melhor caminho para ajudar o paciente a estabilizar.

Quando o paciente está em surto, quando não aceita as medicações a internação vai ajudar esse paciente a se reestruturar, a controlar seus sintomas.

Quando está internado o paciente está sob vigilância médica, é obrigado a tomar seus remédios, que aos poucos vai entrando no organismo e assim, pode-se ir trabalhando a sua aceitação.

A internação oferece um ambiente seguro para o paciente e para os outros, uma proteção enquanto ele está em crise.

Com suas defesas restauradas, aos poucos o paciente vai retornando ao seu estado, possivelmente melhor e medicado.

Além disso na hospitalização o paciente participa de grupos, psicoterapia, o que ajuda muito a trabalhar a aceitação da medicação.

Para GABBARD (1998), a hospitalização prolongada pode ser o local ideal para o melhor entendimento do paciente e para exame do que está por trás da não aderência do paciente.

tratamentos para esquizofrenia Precisamos entender melhor a importância da Psicoterapia na esquizofrenia, para que mais pacientes possam ser beneficiados desse tratamento.

Primeiramente o profissional deve ter muita paciência, entender que o processo será mais lento do que com outros pacientes, o paciente será mais introvertido e por isso exigirá do profissional uma posição mais ativa e que ele saiba lidar com as frustrações, pois nem sempre se conseguirá grandes mudanças na terapia de quem tem esquizofrenia.

A psicoterapia com a pessoa que tem esquizofrenia procura oferecer à pessoa uma ajuda para que ela possa se orientar com os recursos próprios, enfrentar a vida, seus conflitos e suas questões.

O terapeuta também precisa ter contato com a família, trocar informações sobre o paciente, saber como ele está, manter a parceria, família e terapeuta.

Sem o apoio familiar será mais difícil ajudar o paciente.

Objetivos da Psicoterapia na Esquizofrenia: tratamentos para esquizofrenia

  1. Oferecer continência e suporte ao paciente;
  2. Oferecer informações sobre o transtorno e modos de lidar com ele;
  3. Restabelecer o contato com a realidade. O paciente deve ser capaz de reconhecer experiências reais e diferenciá-las das alucinatórias ou delirantes. Isso pode ser alcançado por meio do teste de realidade, feito pela intervenção direta do terapeuta ou pelos próprios pacientes no caso de psicoterapia de grupo;
  4. Integrar a experiência psicótica no contexto de vida do paciente, ou seja, dar um sentido à experiência psicótica;
  5. Identificar fatores estressores e auxiliar o paciente a lidar com os eventos da vida;
  6. Desenvolver maior capacidade de diferenciar, reconhecer e lidar com diferentes sensações e sentimentos;
  7. Crescimento emocional associado à mudança nos padrões de comportamento, resultando em melhora na qualidade de vida e na adaptação social fora do setting terapêutico;
  8. Conquista de maior autonomia e independência. Aumentando-se a capacidade de gerenciar a própria vida, melhora-se também a autoestima;
  9. Diminuição do isolamento. A oportunidade de experimentarem contatos positivos, individualmente ou em grupo, pode possibilitar a diminuição do autismo;
  10. Observação dos pacientes. Pode-se observar, durante o processo psicoterapêutico, o funcionamento e o comportamento dos pacientes- de esquiva, de inibição, de desconfiança ou de inadequação – como também, a presença de sintomas psicopatológicos- delírios, alucinações, auto referência, depressão, entre outros.

Resumindo, precisamos entender que para ajudar melhor e de forma mais eficaz a pessoa que tem esquizofrenia o tratamento integrado é a melhor alternativa.

O medicamentoso não pode faltar, com certeza, mas a terapia, a participação em grupos de psicoeducação, a terapia ocupacional e a internação, quando necessária, fecham essa assistência e apoio ao paciente.

Além da ajuda aos familiares, nas intervenções.

tratamentos para esquizofrenia Algumas pessoas não conseguirão fazer todas modalidades, porém deve-se tentar, e ao menos a terapia e a medicação devem ser incluídas, dessa forma a estabilização vem mais fácil.

Talvez no início o paciente resista um pouco, mas aos poucos ele vai entendendo os benefícios da terapia e vai aderindo ao tratamento.

Claro, cada caso é um caso, alguns não conseguem realmente aderir a terapia, talvez seja muito para eles, e tudo bem.

O importante é não desistir de buscar essa ajuda, de acreditar e ir de coração aberto.

Acredite que você pode melhorar e conviver de forma mais amena com a esquizofrenia.

Um grande abraço e até logo!

Psicóloga Daniela da Silva

Transtorno mentalaniela da Silva – Psicóloga com Orientação Psicanalítica (CRP 07/23218). Atua nas cidades de Cachoeirinha e Gravataí/RS, como Psicóloga Clínica e também palestrante.

Atendimento direcionado para familiares de pessoas que tem esquizofrenia; relações familiares- pais e filhos.

Email: danipsicologa@outlook.com;

Facebook: Psicóloga Daniela da Silva

Instagram: psicologa_danieladasilva;

Tel / WhatsApp: 51-84059491;

Blog: www.alemdaesquizofrenia.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.