Skip to main content
TPM e Emagracimento

Você Sabia Que a TPM Pode Afetar o Seu Emagrecimento?

Tempo estimado de leitura: 6 minutos

Muitas vezes passa pela nossa cabeça o quanto ter uma vida saudável pode ser chato.

Pensamos nisso quando medimos toda a liberdade que temos quando não se está de dieta, regime ou reeducação alimentar.

Quando nos propomos a realizar algo passamos a nos preocupar com tudo de forma muito mais exagerada:

  • exercícios físicos,
  • compras no mercado,
  • preparo dos alimentos,
  • cuidados para não consumir certos alimentos,
  • cuidado com bebidas alcoólicas,
  • o peso,
  • as medidas,
  • nossa aceitação na sociedade…

Entre tantas outras coisas que nos preocupamos no dia a dia. Se pararmos para pensar em tudo realmente ficamos loucas.

Mas no caso de nós mulheres o que na maioria das vezes foge totalmente do nosso controle é a TPM.

Ela muitas vezes nos faz querer desistir de tudo, pois nesse período grande parte das mulheres sofre com diversos sintomas que muitas vezes desconhecem ser por conta da TPM.

A tensão pré-menstrual (mais conhecida pela sigla TPM) é um conjunto de sintomas típicos em mulheres, que surgem geralmente nos dias que antecedem à menstruação e atinge mais de 70% das mulheres brasileiras, segundo o Ministério da Saúde.

É caracterizada por seus sintomas intensos ou não, que geralmente consistem em: irritabilidade, depressão nervosa e ansiedade elevada no campo emocional, além de manifestações físicas, como sensibilidade nos seios, fadiga, dor no abdômen e na cabeça.

Normalmente os sintomas desaparecem já no primeiro dia do fluxo menstrual.

A causa principal da TPM ainda não é conhecida, mas é possível relacionar as características com as alterações hormonais femininas durante o ciclo menstrual, que interferem no funcionamento do sistema nervoso central.

Sintomas da Tensão Pré-Menstrual

TPM e Emagracimento
TPM e Emagrecimento

Os sintomas podem variar de mulher para mulher e também de ciclo para ciclo.

Para a maioria delas, a TPM é apenas um incômodo temporário, mas algumas apresentam quadros severos da tensão que podem gerar problemas de convivência e comprometimento da qualidade de vida.

Imagina-se, portanto, que algumas mulheres sejam mais sensíveis às flutuações hormonais que outras.

Entre os sintomas frequentes da TPM estão:

  • Ansiedade
  • Tensão
  • Dificuldade para dormir
  • Fadiga
  • Irritabilidade
  • Alterações de humor
  • Depressão
  • Aumento do apetite
  • Vontade de comer guloseimas ou comidas diferentes
  • Dores de cabeça
  • Agressividade
  • Acne
  • Ganho de peso (devido à retenção de líquido)
  • Inchaço abdominal
  • Sensibilidade e inchaço em mamas
  • Inchaço nas extremidades do corpo, como mãos e pés
  • Dor na pélvis

Sintomas menos comuns da Tensão Pré-Menstrual

  • Alteração nos hábitos intestinais
  • Aumento da frequência urinária
  • Sudorese fria
  • Náuseas
  • Reações alérgicas
  • Infecções do trato respiratório
  • Dificuldade para se concentrar
  • Lapsos de memória
  • Ataques de choro
  • Alergia
  • Tonturas e desmaios
  • Gases
  • Perda de apetite
  • Diminuição da libido
  • Palpitações
  • Baixa autoestima
  • Calor excessivo

Por muitas vezes os sintomas mais severos da TPM são confundidos com sintomas de cunho psicológico como compulsão alimentar (recomendo que leia também: Compulsão Alimentar: Entenda Como Ela Afeta o Seu Psicológico!) fome emocional, ansiedade, depressão, etc.

Onde devido a variação hormonal em muitos casos a mulher sente mais fome do que o normal e acaba associando os mesmos com alguns transtornos psicológicos como a compulsão alimentar ou síndrome do pânico por exemplo.

Tipos de TPM

Nem todas as mulheres apresentam os mesmos sinais durante a TPM, tamanha é a quantidade de sintomas apresentados, que levou à separação da tensão pré-menstrual em cinco tipos diferentes, que podem inclusive ocorrer simultaneamente, conforme descrito a seguir.

 

TPM A

É a TPM tipicamente relacionada à ansiedade.

A alteração do hormônio reflete na maioria das vezes na elevação do estresse.

Os principais sintomas são ansiedade, tensão, dificuldade para dormir, irritabilidade, desatenção e alterações de humor.

 

TPM C

A TPM tipo C está ligada principalmente à compulsão e desejo alimentar.

Mulheres que comem mais durante essa fase estão inseridas nesse grupo.

Os sintomas que se encaixam na TPM C são aumento de apetite, dores de cabeça, cansaço, tontura e vontade de comer doces ou comidas diferentes, como forma de recompensar o cérebro com a sensação de prazer para preencher o déficit causado por desregular os hormônios.

 

TPM D 

A tensão pré-menstrual do tipo D provoca sintomas depressivos nas mulheres.

Os principais sinais dessa TPM são: raiva sem razão, crises de choro, baixa autoestima, insônia, ansiedade, agressividade e falta de concentração.

 

TPM H

 A TPM do tipo H recebe esse nome por estar relacionada ao termo hidratação, já que essa versão da tensão pré-menstrual está ligada principalmente com a retenção de líquidos.

Mulheres que se encaixam nesse grupo apresentam ganho de peso (por conta da retenção de líquido), sensibilidade e inchaço dos seios, inchaço abdominal, nos pés e mãos.

 

TPM O

Existem outros sintomas, menos frequentes, mas que também estão relacionados à tensão pré-menstrual.

Esses sintomas foram agrupados em um grupo chamado TPM tipo O, e os principais são: alteração nos hábitos intestinais, aumento da frequência urinar, suor excessivo, dores generalizadas, náuseas e alergias.

 

A TPM apresenta um pico de incidência entre os 20 e 35 anos de idade.

Há vários fatores que possivelmente podem aumentar esse tipo de crise em mulheres durante o ciclo menstrual, entre elas:

  • Histórico de TPM na família;
  • Idade, sendo que os sintomas ficam mais intensos na fase adulta e vão reduzindo com o envelhecimento;
  • Ansiedade, depressão ou outros problemas psiquiátricos;
  • Sedentarismo;
  • Má alimentação;
  • Estresse;
  • Alta ingestão de cafeína, gorduras, açúcares e sal;
  • Sono irregular;
  • Tabagismo ou excesso de álcool.

Há casos (até 8% do total) em que mulheres sofrem com sintomas tão fortes durante a TPM que podem ser incapacitantes e gravemente comprometedoras na rotina, e onde a TPM é classificada como desordem disfórica pré-menstrual (TDPM).

Em situações como essa, as mulheres podem chegar a não conseguir nem ficar em pé de tanta dor e apresentar explosões de raiva e crises de ansiedade.

A paciente com transtorno disfórico pré-menstrual, ao contrário da paciente que sofre de TPM comum, tem dificuldades para se relacionar e por conta disso acaba se envolvendo em conflitos que trazem prejuízos na vida íntima e profissional.

Assim, para auxiliar no diagnóstico, o médico investigará a intensidade dos sintomas durante o ciclo e poderá recomendar medicações e mudanças mais específicas.

Tratamentos com pílula anticoncepcional para regular as taxas hormonais e antidepressivos apresentam resultado positivo e têm melhorado muito a qualidade de vida das mulheres que sofrem dessa disfunção.

A grande maioria das mulheres consegue um bom controle dos efeitos negativos da TPM com medidas medicamentosas.

Mas em certas situações em que todos os tratamentos falham a cirurgia para remoção dos ovários deve ser considerada e proposta para as mulheres que não desejam mais ter filhos.

Como os sintomas da tensão pré-menstrual variam demais de pessoa para pessoa, não há um tratamento específico que atenda a maioria das acometidas por essa situação.

De qualquer forma, é fundamental  sempre consultar um médico, de preferência ginecologista, e relatar a ele todos os sintomas e sinais evidentes.

O que se propõe, são formas de controle dos sintomas que, em alguns casos, podem ser bastante eficazes, além da prescrição ocasional de medicamentos que aliviem o mal-estar causado por esse período, como antidepressivos, remédios para dor e anticoncepcionais (já que este último mantém os níveis de estrógeno sempre elevados, evitando a queda brusca que ocorre antes da menstruação e causa os sintomas).

O principal é nunca se automedicar ou usar receitas populares, mas sempre procurar ajuda de um especialista capacitado.

Passando o período menstrual se alguns sintomas como ansiedade, irritabilidade, depressão, comer compulsivamente principalmente no período da noite persistirem, procurem o auxilio de um psicólogo para poder lhe orientar nestas questões.

Recomendo que você leia também: Como Emagrecer Com Saúde? Controlando Suas Emoções!

Giuliana Ghiraldello

Giuliana Ghiraldello CRP 06/129.394,  Psicóloga Clínica, idealizadora do Emagrecimento em Ação.

Consultora em emagrecimento, palestrante, orientadora profissional e de carreira.

Trabalho com atendimentos psicoterapêuticos individuais e em grupo em meu consultório particular e online.

Atendimento infantil, adolescentes, adultos e dependência química.

Orientação Psicológica online.

Administro o grupo online – Desafio: Emagrecendo a Mente e Desafio 21 Semanas – Emagrecimento em Ação

Contatos: Fanpage: Emagrecimento em Ação

Contatos: Fanpage: https://www.facebook.com/PsicologaGiulianaGhiraldello

Telefone: (11) 9 8925-8110 Whatssap

Email: psicóloga.giuliana@gmail.com

Instagram: @emagrecimento_em_acao

Carlos Costa

Psicólogo (CRP 06/122657), Coach, Empreendedor, Músico e Poeta. Idealizador do projeto O Psicólogo Online que tem por objetivo produzir conteúdo informativo e educativo sobre psicologia, saúde mental e assuntos relacionados, além de prestar serviços de orientação psicológica online.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.