Terapia na gravidez

Do ponto de vista emocional, durante a gestação, por causa da ação dos hormônios e da mudança de vida e de perspectivas, a mulher torna-se mais sensível, é uma montanha-russa de emoções.
Happy pregnant woman, space for text

Toda mulher que sonha em ser mãe fica imaginando como será a gravidez, o parto, os cuidados com o bebê, a imaginação voa longe né?

Engravidar é uma dádiva, um mix de sentimentos ao descobrir a gravidez, planejada ou não.

É um fenômeno que envolve mudanças físicas, emocionais, cognitivas; mudando a estrutura familiar com o nascimento de mais um membro.

Essas mudanças podem ser assustadoras e o casal pode se sentir perdido e sem orientação, ao mesmo tempo que ouve os “pitacos” dos familiares e amigos.

Do ponto de vista emocional, durante a gestação, por causa da ação dos hormônios e da mudança de vida e de perspectivas, a mulher torna-se mais sensível, é uma montanha-russa de emoções.

O relacionamento do casal é afetado. Além disso,  a gestação é um momento propício para o autoconhecimento, que traz à tona imagens da própria infância, problemas de relacionamento com os próprios pais, sendo uma ótima oportunidade para “ir fundo” nessas questões que, bem resolvidas, tornarão mais fácil e prazeroso o cotidiano familiar.

Além disso, essa nova vida e a responsabilidade que está surgindo podem causar medo e ansiedade.

Um acompanhamento psicológico vai ajudar a passar por isso com mais tranquilidade e compreensão de si mesma, e a lidar com as novidades e emoções (que são muitas).

O homem “grávido” também fica sujeito ás variações emocionais, e é um momento que irá trazer questionamentos, incertezas e idealizações para o homem, além das angústias em presenciar as transformações sofridas pela mulher.

Nesse período é importante ter um apoio psicológico ao casal, em grupo ou individual.

Muitos temas poderão ser abordados pelo casal gestante em psicoterapia, como a sexualidade, as dificuldades ou mudanças na forma de se relacionarem, expectativas, maneira de combater o estresse da fase, o modelo de pai ou mãe que cada um traz em sua história de vida, entre outros.

Quanto mais preparados os pais estiverem durante a gravidez, melhor irão lidar com a nova vida que chegará com o nascimento de um filho.

 Mesmo no  planejamento da gravidez, a orientação psicológica já pode trazer ganhos significativos.

Por ser uma fase em que estão envolvidos sentimentos de ansiedade e expectativa na tentativa de se engravidar, um psicólogo poderá ajudar a manter estes níveis de estresse mais baixos, o que pode tornar o processo mais simples.

 É importante ressaltar que, em alguns casos, pode acontecer o quadro de depressão pós-parto, e esse acompanhamento será ainda mais importante  durante e após essa fase.

Assim como o médico acompanhará toda a gestação para cuidar do desenvolvimento físico da mãe e do bebê, é importante também o acompanhamento de um psicólogo para cuidar do emocional da mãe e do pai.

Por isso, a Psicologia tem um papel tão importante nessa nova fase.

Algumas pessoas não dão tanta importância ao acompanhamento psicológico das gestantes, mas é uma grande ajuda para aprender a lidar com todas as mudanças que estão por vir.

 

Maíra Pedroso Soares, psicóloga CRP 06/92334.

Especialista em Psicologia Hospitalar e Neuropsicologia, atua na clínica atendendo crianças, adolescentes; adultos, casais e portadores de deficiência; faz avaliação e reabilitação neuropsicológica; realiza atendimento e orientação a gestantes no pré e pós parto.

Contatos:

Email:mairaps@yahoo.com.br

(11) 99671-4078

Fanpage:https://www.facebook.com/mairaps21/

Instagram: maira_pedroso.soares

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn