Será possível superar uma traição?

Existem vários motivos e fatores que levam uma pessoa a trair a outra.O mais comum é quando um vê esse relacionamento com uma certa monotonia e deseja mudar isso.
Couple fighting

Quantas pessoas sofrem por causa de uma traição? Com certeza muitas!

A traição é a quebra da fidelidade, da confiança e da lealdade prometida ao parceiro, ou seja, é tudo que se faz sem o conhecimento do seu parceiro.

Essa traição pode ser física, virtual, emocional e até financeira.

As pessoas sofrem porque ficam ressentidas com o fato ocorrido. E quem não ficaria?

Mas por que será que as pessoas traem?

Existem vários motivos e fatores que levam uma pessoa a trair a outra.

O mais comum é quando um vê esse relacionamento com uma certa monotonia e deseja mudar isso.

Muitos acham mais fácil ir em busca de uma aventura do que conversar com parceiro e expor o que está sentindo para que ambos tentem reverter isso.

Isso tem muito a ver com a sua própria insatisfação pessoal na realização de seus desejos, expectativas e fantasias.

Alguns vão atrás do novo, ou seja, uma busca incessante pela novidade e curiosidade do desconhecido, aquela vontade de querer variar um pouco.

Será que está feliz com sua própria vida? Será que não chegar a culpa somente no parceiro?

Autoafirmação tem muito a ver com essa necessidade de trair o outro para se sentir cada vez mais importante na vida dos outros.

Será que se sente importante para si mesmo?

Muitos traem como uma válvula de escape para alguma situação que está incomodando.

Existe também a traição pelo simples fato de se vingar do outro, a pessoa fica revoltada por saber que foi traída e quer descontar na mesma moeda.

Acredite! Quem sofrerá mais será você mesma.

Falamos tanto da pessoa traída, mas como será que se sente o traidor? As pessoas têm reações diferentes.

Algumas vezes, ser um traidor pode ser um traço de personalidade, aquele indivíduo que promete que não irá mais trair e não as cumpre.

Na maioria das vezes, a traição é uma busca por alguma resposta devido a conflitos internos mal resolvidos.

Quanto ao fato de o traidor sentir-se culpado pode ser uma questão de caráter e valores que a pessoa possui, tanto o homem como a mulher.

Não podemos ignorar o fato de que a sociedade é bem mais flexível com os homens, vê as traições das mulheres como algo imoral.

Antes de envolver-se em uma traição, deve-se questionar o que quer realmente para si e reavaliar seus princípios e valores.

Então reflita bem em todo o contexto do seu relacionamento e em caso de traição entenda o real motivo que levou a essa traição.

A traição traz um certo sentimento de humilhação, gerando muita decepção, angústia e sofrimento.

Como sei que estou sendo traída? Geralmente a pessoa que trai deixa alguns sinais dessa traição. Mas quais seriam esses sinais?

Frequentemente passa a ter atrasos para chegar em casa, sempre com desculpas. Além de apresentar vários compromissos para sair ou se atrasar, algo fora do comum.

A mudança de humor fica evidente, passa a ficar mais irritado e estressado, tudo parece que incomoda.

Não demonstra mais interesse e vontade para o ato sexual, o que não ocorria anteriormente.

De uma hora para outra, começa a ter uma preocupação excessiva com sua aparência, começa a se arrumar mais, investir mais em si.

Fique atenta as atitudes suspeitas, ou seja, algo diferente do que fazia habitualmente.

Nenhuma traição é fácil, pois é um processo doloroso, porque as pessoas gostam de ser amadas e acolhidas.

Deve-se estar convicta que a traição pode definir o caráter e princípios da pessoa.

E quanto a ser amante? Esse com certeza terá prazo de validade, mais cedo ou mais tarde terá um fim.

Por isso é fundamental que a amante se enxerga nessa posição, sem criara falsas esperanças e expectativas. Será que está se enxergando na sua verdadeira posição nessa relação?

Sugiro que antes de envolver-se em qualquer traição, use a empatia. Como assim?

Aprenda a se colocar no lugar do outro, tenha empatia, que é a capacidade de se colocar no lugar do outro racional e emocionalmente. Está disposta a isso?

Agora a pergunta que não quer calar! Como superar uma traição? Será possível?

Acredito que sim, desde que esteja disposta a isso, ter muito diálogo para poder internalizar muito bem o que ocorreu.

Nenhuma traição é fácil, pois é um processo doloroso. E por quê?

Porque as pessoas gostam de ser amadas e acolhidas, dentro um ombro para contar, desabafar, trocar, compartilhar, ceder.

O relacionamento é uma troca mútua, queremos carinho e atenção, consequentemente termos de estar dispostos a isso também.

Enquanto se pensa na traição, deve-se olhar para si, analisar e observar quais são as suas prioridades para que não fique distante da sua essência e dos seus valores.

Agora que você já encarou essa traição, aqui vão algumas dicas para superar isso, mesmo não sendo uma situação fácil.

Aprenda a lidar com suas emoções, é claro que não é uma tarefa fácil, mas o caminho é aprender a controlar seus pensamentos, que gera emoção, levando a comportamentos para chegar por fim ao resultado.

Percebe como é esse caminho? Vamos recapitular! Pensamento, gera emoção, que gera comportamento, que gera resultado.

Outro aspecto importante é a vingança! Não queira se vingar na mesma moeda, não passe por cima dos seus valores para atacar o outro, pois isso afetará diretamente a você e facilmente irá se arrepender.

Na traição, ambos têm uma parcela de culpa, mas muito cuidado para não se culpar em tudo.

Mas será que devo continuar nessa relação? Essa resposta está aí dentro, somente você poderá ter essa decisão. Analise todo seu relacionamento e se questione se vale a pena manter essa relação.

Está realmente disposta a isso? Passar uma borracha nessa situação? Lembrando que perdoar não é esquecer, mas caso queira perdoar isso será libertador a você mesma.

O diálogo terá um papel fundamental nessa decisão, mas isso requer uma troca com fala e escuta, sem ataques e julgamentos que não levará a nada, somente a mais angústia e sofrimento.

Caso esteja muito difícil enfrentar essas dificuldades procure a psicoterapia ou até mesmo a terapia de casal que é muito válida nesse momento.

A traição não deve ser esquecida, mas tem que reelaborar e ressignificar a sua história.

Leia Também: Traição no Relacionamento: É legal Levar Adiante o Compromisso?

Paula Espíndola é psicóloga clínica CRP 06/50889. Especialista em Psicopedagogia Clínica e Institucional. Experiência em atendimentos sobre quaisquer relacionamentos, principalmente os relacionamentos amorosos.

Respondendo dúvidas no Canal do YouTube PAULA ESPÍNDOLA PSICÓLOGA sobre relacionamentos feita através das redes sociais, a seguir:

http://insightpsique.com.br/

https://www.facebook.com/Insightpsique/

https://www.facebook.com/paulaespindolapsicologa/?modal=admin_todo_tour

https://www.instagram.com/paulaespindolapsicologa

https://www.youtube.com/paulaespindolapsicologa 

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn