Ser Você Mesmo Não Precisa Ser Vergonhoso, Pode Ser Apenas Seu Estilo

Ser você mesmo

Ser Você Mesmo

“Seja você, mesmo que seja estranho, seja você, mesmo que seja bizarro” (Pitty)

Olá novamente, vamos falar da incansável busca pela identidade na adolescência?

Pois é, uma das tão faladas características do adolescente é a busca pela identidade através do grupo.

Ou seja, o individuo se junta a determinado grupo e adota as características do mesmo na tentativa de se sentir inserido e parte de algo quando na realidade deveria ser o contrário.

Ser você mesmo deveria ser razão de orgulho, não de vergonha.

O que contribuiria inclusive para que pudéssemos quebrar os estigmas que envolvem o ser adolescente.

Muito falamos sobre o que o adulto precisa fazer, porém ainda estamos engatinhando nas discussões sobre o que o próprio jovem pode assumir como responsabilidade na luta pelo respeito e compreensão de si.

Ser Você Mesmo Sim, sabemos que é extremamente normal que se queira sentir parte de algo, afinal o isolamento leva ao:

  • Adoecimento;
  • À depressão;
  • À sensação de não pertencimento.

O que ninguém em sã consciência gostaria de passar, mas forçar ser alguém que não é também pode adoecer uma pessoa e é pra isso que eu quero te alertar, então CUIDADO!!!

Você está na vida escolar, acadêmica, pouco sabe sobre si mesmo.

Até porque passamos grande parte da nossa vida adulta buscando as mesmas respostas que você procura agora, ainda que nós adultos sejamos orgulhosos demais para de fato admitir que muitas vezes nos sentimos tão perdidos como quando éramos adolescentes.

Ser Você Mesmo Dito isto, apesar do pouco que sabe sobre si, é provável que a esta altura já saiba reconhecer aquilo que o deixa mais desconfortável ou o que gera maior sensação de familiaridade e conforto.

Logo quando você se veste como a colega popular, toma uma bebida alcoólica para que não te chamem de careta (será que ainda usam essa expressão?) ou até mesmo fuma um cigarro porque a turma dos descolados costumam fazer o mesmo, você está deliberadamente assumindo sua parcela de responsabilidade naquilo que chamamos de individualidade e depois não há reclamação no mundo que sustente o remorso ou arrependimento.

Sim, pode ser que seja você a pessoa que se veste bem e é copiado, ou pode ser que tomar bebida alcoólica e fumar um cigarro faça parte do Hall das coisas que o fazem sentir-se completos, mas aí é que está, você saberia me responder as seguintes perguntas:

Quem é você?

O que você gosta de fazer?

Qual característica sua fará com que os demais o reconheçam apenas ao ser mencionada?

Você sabe o que te gera desconforto?

Você costuma fazer algo única e exclusivamente porque outra pessoa o fez e se tornou popular por isso?

Ser Você Mesmo Após responder todas as perguntas gostaria muitíssimo que você parasse e refletisse, pois ainda há mais uma pergunta de extrema importância:

Ser você mesmo

O que você já fez pelos outros que hoje faz você se arrepender de ter feito?

Parou?

Refletiu?

E agora?

Será que você já poderia afirmar com ao menos 85% de certeza de que você é um indivíduo único e não influenciável?

Infelizmente, apesar do quanto eu me esforce para que meus textos saiam em forma de bate papo, eu somente posso imaginar sua resposta, e com o que tenho na imaginação é que sigo lembrando que não é tudo que hoje parece o máximo que de fato o é, pois se tem uma coisa que vamos aprendendo com o amadurecimento é que as pessoas:

  • Fingem;
  • Fingem emoções;
  • Fingem segurança;
  • Fingem ser descoladas;
  • Fingem que não se importam com a opinião alheia;
  • Fingem que são quem não são;
  • E especialmente fingem estar confortáveis com coisas que na realidade não estão.

Ser Você Mesmo Arrastando consigo uma legião de pessoas que acreditam em seu fingimento e que tentam reproduzir os seus padrões.

Sendo assim, retomo algo que já falei em textos anteriores, que a idade não tem a ver com maturidade.

O que nos traz o conforto de que você pode e deve se fazer presente nesse mundo como bem entender, afinal, gente pra dizer o que você deve fazer não falta.

Sei que tudo o que é contrário ao senso comum gera a sensação de que você tem um propósito, mas honestamente não acredito que você queira passar os seus dias se dedicando a contrariar alguém ou alguma coisa, preferindo assim a crença de que:

  • A compreensão;
  • A liberdade;
  • E o diálogo aberto.

Seja mais significativo do que ser mais um na multidão.

Ser Você Mesmo Sei que ao escrever assim posso parecer extremamente exagerada, afinal quem foi que disse que se esforçar para ser “normal” não é válido?

Todavia, percebo por experiência própria que realizar a jornada de se descobrir te faz ganhar inúmeros pontos extras no jogo da vida, além de contribuir para que você alcance aquilo que lhe faz bem muito antes de muita gente que se dedica exclusivamente a ser mais um.

Bem, após esse papo todo só posso esperar com todas as forças que minhas palavras o façam refletir.

Se ficou alguma dúvida ou descontentamento, ressalto que estou sempre por aqui para aquele bate papo, ainda que no virtual e não ainda no real.

Leia também o artigo sobre autoaceitação na Adolescência: https://opsicologoonline.com.br/autoaceitacao-na-adolescencia/

Grande abraço e até o próximo texto!

[captura]

Ellen de Oliveira Moraes Senra – CRP 05/42764

Psicóloga especialista em Terapia  Cognitivo Comportamental, autora do livro digital Adolescer sem Vacilo: Compreendendo o Universo Adolescente

Experiência no atendimento clínico a Crianças e Adolescentes individual ou em grupo.

Contatos: Tel/Whatsapp (21)97502-4033

Email: ellenmsenra@gmail.com

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Carlos Costa

Carlos Costa

Psicólogo há 3 anos (CRP-06/122657), coach, empreendedor, músico, poeta e escritor. CEO e fundador do portal e plataforma “O Psicólogo Online”. Através de seus cursos e materias vem contribuindo com a psicologia e com os profissionais psicólogos para uma melhor prática da psicologia online no Brasil e com a valorização da profissão. É criador da plataforma de atendimento online “O Psicólogo Online” que auxilia psicólogos a agendarem e receberem por suas sessões de forma simples e segura.

Artigos recentes