Skip to main content
Remédio Para Emagrecer

Remédio Para Emagrecer, Funciona? Descubra a Verdade Sobre os Remédios Para Emagrecer!

Tempo estimado de leitura: 5 minutos

Remédio para emagrecer, funciona?

Segunda-feira é de lei: dia de cumprir a promessa de começar a dieta da blogueira do instagram e de voltar a malhar.

Quem nunca foi ao supermercado com uma listinha de produtos com poucas calorias? Remédio para emagrecer

  • Shake,
  • fruta,
  • barrinha de cereal,
  • verdura,
  • cookie,
  • aveia,
  • granola,
  • adoçante,
  • chá verde/preto/vermelho/azul e outras as cores que você quiser.

Remédio para emagrecer

Tem de todos os tipos e sabores, mas, tudo tem de ter os famosos rótulos: fit, light, diet, zero açúcar, baixo teor de gordura, zero lactose, sem glúten, etc etc etc.

Você sai com o carrinho lotado, cheio de esperança na cabeça e o bolso vazio – já que esses produtos são caros.

Porém… Remédio para emagrecer

Pode ser que com o passar dos dias e semanas, você não tenha alcançado o seu objetivo, que é o de emagrecer.

Ao subir na balança, apenas uma pequena diferença de gramas.

Então você pensa: “Poxa, me esforcei esse tempo todo para nenhum resultado? Não é possível!”.

O desespero ainda piora depois que você desabafa com sua amiga e descobre que ela já eliminou 5kg. Remédio para emagrecer

Mas, para a sua surpresa, a best friend deixa escapulir que teve uma santa “ajudinha”: tomou um remédio para emagrecer.

Na verdade, era um psicofármaco que tinha um mecanismo de ação que agia no controle da ansiedade, e, por conseguinte, ajudava no emagrecimento.

Então, você que “não é boba nem nada”, encontrou um jeito de conseguir a receita e comprou o remedinho “milagroso”.

E não é que funcionou mesmo? Remédio para emagrecer

Remédio Para Emagrecer
Remédio Para Emagrecer

Em um curto espaço de tempo o seu apetite diminuiu e você notou as calças mais largas e a silhueta mais afinada.

Assim, passados alguns meses e com o objetivo adquirido, você, finalmente, resolve parar de tomar – imediatamente – o “milagroso”. 

Entretanto, os sintomas de ansiedade e o seu apetite retornaram em maior intensidade e o peso na balança voltou a te assombrar. Remédio para emagrecer

Mais uma vez você é pega de surpresa e descobre que, na verdade, o tal “milagroso” de milagre não tem nada, provoca é uma baita ilusão.

Eu sei que você já passou por isso e, se serve de consolo, você não foi o(a) único(a).

Uma das reflexões que proponho com esse texto é a de que devemos desconfiar de métodos que se dizem milagrosos no que se refere ao emagrecimento.

Remédio para emagrecer Há toda uma indústria por trás desse panorama que lucra – e muito – com o comércio de produtos fit.

Nesse mundo tecnológico em que vivemos atualmente, a internet se transformou em um ramo extremamente prático para quem deseja anunciar o seu produto/serviço, assim como também para o consumidor.

Logo, o que sempre foi alvo de curiosidade, encontrou um terreno ainda mais fértil para se propagar – principalmente sobre o universo que rodeia a beleza, o corpo, a estética e os padrões sociais.

Em relação aos psicofármacos que têm “fama” de emagrecer, cuidado!  Remédio para emagrecer

Pelo fato da maioria precisar de receita médica, isso já impõe certa atenção, já que o indivíduo precisa ser avaliado clinicamente antes de tomar os comprimidos e é um perigo passar por esse processo sem orientação de um médico.

Na bula dos remédios existe uma lista com os possíveis efeitos colaterais que estes podem ocasionar e é interessante que alguns apresentam a diminuição e/ou aumento do apetite como um dos efeitos.

E aí você se pergunta:

– “Mas como um medicamento pode aumentar e diminuir o apetite ao mesmo tempo?” Remédio para emagrecer

Você chegou ao ponto onde eu queria: cada indivíduo possui um organismo e, justamente por isso, cada um irá reagir de maneira distinta perante a ingestão de um componente químico.

Remédio para emagrecer

Remédio Para Emagrecer
Remédio Para Emagrecer

Pode ser que para a sua amiga o psicofármaco tenha provocado o efeito colateral de diminuição do apetite, mas isso não significa que você terá a mesma reação.

Da mesma forma que um antidepressivo pode influenciar na qualidade de sono de alguém e em você ocorrer o contrário, provocando insônia.

Em minha experiência clínica enquanto psicóloga, percebo que muitos sujeitos têm a tendência de projetarem-se nos outros, ou seja, desejam tornarem-se semelhantes aos outros.

Se pararmos para observar, teremos diversos exemplos nas mais diversas áreas de nossa vida: no trabalho, no relacionamento amoroso, nas amizades e também na maneira como lidamos com a questão corporal! Remédio para emagrecer

Quando falamos de corpo, consumimos não só alimentos, mas também padrões, comportamentos, roupas e atitudes, sendo que na maioria das vezes, buscamos nos equiparar com uma imagem ideal criada pelos veículos midiáticos.

O fato de alguém querer seguir a dieta do blog ou de tomar o mesmo remédio da amiga não é uma simples coincidência.

É apenas a ponta do iceberg de uma questão ampla e relevante para os dias atuais, já que a imagem corporal está sendo difundida de forma estereotipada, e a pessoa que não se enquadra no padrão socialmente imposto sente-se, frequentemente, inferiorizada.

Remédio para emagrecer Logo, esse cenário polarizado reflete a nossa dependência de aprovação alheia.

Remédio Para Emagrecer
Remédio Para Emagrecer

Reflete a nossa insegurança quanto à nossa autoimagem.

Reflete a nossa ansiedade em escolher o caminho mais fácil e rápido a fim de alcançar o objetivo proposto.

E mais: reflete o nosso profundo e mais remoto desejo de ser aceito em um grupo, no caso, o grupo dos corpos esbeltos.

Nesse sentido, o sintoma que surge nesse contexto pode ser uma forma de laço social e, em vez de eliminá-lo de uma vez, é necessário abrir mais espaço para discussão.

Em tempos hipermodernos, o corpo é tratado como um “corpo rascunho”, que pode ser modelado e remodelado a gosto de seu “proprietário”, no intuito de alcançar o modelo ideal.

Vivemos uma cultura do excesso de obediência das normas de um corpo sob medida e perfeito. Sim!

Um corpo FEITO – literalmente – pelas cirurgias plásticas e/ou pelas dietas malucas acompanhadas pelo uso de remédios sem orientação.

Surge, então, uma questão: Qual a medida do sujeito do desejo?

Qual a SUA medida?

Ela realmente existe?

Qual o lugar que a singularidade e a diferença ocupa em meio a esse padrão de “todos iguais”?

Remédio para emagrecer Na ilusão de uma suposta felicidade, pagamos um preço muito alto na tentativa de atingir um ideal de beleza inalcançável.

Portanto, finalizo esse texto com a seguinte indagação: os estereótipos sociais preenchem ou escancaram ainda mais o vazio existencial?

Recomendo que você leia também: A Relação Entre Industria Farmacêutica, Capitalismo e Psicofármacos!

Fernanda Martins é psicóloga (CRP 04/45295), formada pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais – campus Coração Eucarístico.

Bastante interessada pela temática sobre os psicofármacos, é idealizadora do projeto “Janela Psicológica”.

Sua proposta é tornar a psicologia acessível, rumo ao universo da mente humana por meio da janela – interna de cada um.

Atua na área clínica em Santo Antônio do Monte / MG e realiza atendimentos com crianças, jovens, adultos e idosos, além de desenvolver trabalho no âmbito da educação infantil na escola “Viver e Aprender”.

Quer conhecer mais sobre seu trabalho? Acesse e entre em contato:

Instagram / Facebook / YouTube: Janela Psicológica

Email: fernanda.martins.psicologa@gmail.com

Telefone: (037) 9 9937-6154

Compartilhe esse artigo!

Carlos Costa

Psicólogo (CRP 06/122657), Coach, Empreendedor, Músico e Poeta. Idealizador do projeto O Psicólogo Online que tem por objetivo produzir conteúdo informativo e educativo sobre psicologia, saúde mental e assuntos relacionados, além de prestar serviços de orientação psicológica online.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.