Relacionamentos de Verão: Será Que Tem Futuro?

Relacionamentos de verão

Relacionamentos de verão.

Relacionar-se, ter uma boa companhia é sempre bom, independente da estação do ano.

Mas será que os relacionamentos de verão tem futuro?

Durante o verão no Brasil, temos muitas festas e comemorações, como o Natal, Ano Novo, Carnaval e muitas pessoas aproveitam essa época para tirarem férias.

Vamos imaginar que você conseguiu aquelas férias tão esperada.

Então vamos começar a refletir nos relacionamentos começando pelas férias.

Será que os relacionamentos de férias tem futuro?

Isso depende de muitos aspectos.

Mas é um fato!

Que muitos desses relacionamentos de férias iniciam de uma maneira bem complicada e conturbada.

Mas por que será?

Relacionamentos de verão.Porque muitos casais começam essa relação querendo apenas uma bela e gostosa curtição, aproveitando e curtindo ao máximo esses momentos.

Relacionamentos de verão
Relacionamentos com muita curtição.

Mas será que isso é errado?

Não!

Desde que ambos estejam cientes dessa apenas curtição.

Caso fique somente em uma curtição, senão for para ter continuidade, ou seja, ter investimento e prosseguir com essa relação, que seja uma lembrança inesquecível.

Muitos dessas uniões ocorrem na praia, lugar muito propício para o amor.

Agora eu te pergunto:

Relacionamentos de verão.“-Será que amor de verão sobe serra?”

Quem nunca escutou essa expressão popular?

Posso afirmar com toda certeza que namoro de praia sobe serra sim!

Afinal, conheci meu marido durante as férias em uma praia.

Lembro dos comentários dos amigos, que diziam que não subiria a serra.

Então eu me questiona:

Será que é realmente verdade tudo isso?

Pois é!

Relacionamentos de verão.Descobri que não!

É apenas uma expressão popular.

Deixando meu relacionamento de lado, vamos focar agora nos outros relacionamentos.

Você pode estar se perguntando:

Será que aconteceu somente com ela?

Claro que não!

Então vamos analisar essa situação.

Se o sentimento realmente existir, sei lá, se mexeu realmente com você, se o cupido atingiu seu coração com a flecha do amor, claro que poderá dar certo essa relação.

Relacionamentos de verão.Mas para isso é necessário que este sentimento seja correspondido também, porque só um querer essa relação, não terá futuro.

Relação de verão
É necessário que haja reciprocidade para começar uma relação.

Mas quando ambos querem, com certeza ganhará força esse relacionamento.

Afinal…

O que vale é o amor e não o local onde encontramos a pessoa.

Entregue-se ao seu novo amor para ser feliz!

Agora vamos imaginar uma outra situação.

Você está namorando e as férias chegaram.

Você fez de tudo para que ele também fosse para essa viagem de férias.

Ah! Mas não deu certo!

Pode ser por vários motivos como, questões de trabalho dele ou simplesmente porque seus pais não deixaram.

Relacionamentos de verão.Isso acontece muito quando os jovens estão namorando e alguns pais acabam boicotando essa relação.

Então vem a indagação:

Será que vou conseguir conviver com as saudades durante as férias?

Ah!

Conseguirá sim, pode ser difícil, mas não impossível.

Principalmente porque atualmente temos muitas maneiras de comunicação.

Aproveite as redes sociais para que vocês possam matar aquela saudade que dói no peito.

Mas lembre-se aproveite esse momento para contarem as novidades das férias, mas curta esse momento, sem crises de ciúmes e insegurança.

Confie mais em seu potencial e nesse amor.

Leia também este artigo completamente de como confiar na sua relação e no seu parceiro: https://opsicologoonline.com.br/como-confiar/

Relacionamentos de verão.Tenha autoconfiança!

Relação de verão
“Eu acredito em mim.”

Um aspecto muito importante também são as ligações por telefone, porque devido ao abuso e exagero das mensagens, as pessoas estão esquecendo de falar ao telefone e escutar a voz da pessoa amada.

Agora se possível faça videochamada, porque assim além de ouvir a voz do seu parceiro, poderá ainda olhar para ele.

Ah… Como é bom!

Mas também aproveite suas férias, curta o momento para relaxar, colocar as ideias no lugar e guarde um pouquinho da sua energia para se jogar nos braços do seu parceiro quando retornar dessa viagem.

Estou refletindo sobre várias possibilidades de relacionamento para que você escolha a que melhor se encaixe com a sua história.

Agora vamos ver outra situação de relacionamento durante essa época.

Relacionamentos de verão.Você começou a namorar durante as suas férias, ficaram apaixonados, sentimentos correspondidos, mas moram longe.

E agora o que devo fazer?

Quando retornar das férias, analise como foi esse relacionamento, pensando com calma e sem aquela euforia e desespero de estar junto dele.

Será que vale a pena investir nessa relação?

Caso ambos entrem em um acordo, aqui entra o famoso e doloroso relacionamento à distância, que é aquele que nesse caso por motivo da distância não podem ficar juntos.

Questione-se:

Será que tenho estrutura psicológica para encarar esse tipo de relacionamento?

Lembre-se que autoconfiança será fundamental para essa união e também terá que confiar no seu parceiro.

Relacionamentos de verão.Como eu sempre falo, para esses relacionamentos à distância sempre será necessário em algum momento marcarem alguns encontros presenciais e não esqueçam de fazerem planos para esse encontro tão desejado e esperado.

Relação de verão
Encontro presencial.

Analisamos bem as possibilidades dos relacionamentos de férias, mas e quando isso acontece no Carnaval?

Carnaval!

Uma data tão esperada por tantas pessoas.

O Carnaval é um momento de muita alegria, diversão, colocar as nossas emoções para fora, deixar as fantasias correrem pelos nossos pensamentos e impulsos.

Nessa época, as pessoas esquecem das obrigações do cotidiano, dando margem para aflorar as emoções, os impulsos, desejos, sem nem pensar nas consequências desse feriado.

O Carnaval é meio mágico, faz muitos esquecerem dos julgamentos, críticas que poderão sofrer e se jogam com tudo e se rendem as suas emoções e desejos.

Relacionamentos de verão.É necessário ter uma boa reflexão nas suas atitudes, porque o Carnaval acaba e depois restará uma grande e dolorosa ressaca moral, que é bem difícil de encarar.

Vamos imaginar que você realmente encantou-se por alguém durante o Carnaval.

Agora você deve estar se questionando:

Será que o relacionamento de Carnaval poderá ter continuidade, terá futuro?

Isso depende muito!

Analise bem a situação para ver se esse sentimento também está sendo correspondido para não entrar em nenhuma  relação dolorosa.

Muitas pessoas vão para o Carnaval com o propósito de diversão e cometem muitos excessos.

Falando nesses excessos!

Relacionamentos de verão.Vale ressaltar a importância do uso de preservativos para os atos sexuais, não só nessa época, mas também nas demais situações.

Isso evitará qualquer surpresa desagradável e indesejável, como, por exemplo, uma gravidez inesperada e até alguma doença.

Reflita em suas atitudes, porque o Carnaval e as férias acabam, mas a sua consciência, com certeza, será retomada.

Pense nisso!

Independente de férias ou Carnaval, quando há um amor correspondido, sempre é válido e salutar investir nesse relacionamento amoroso.

Seja feliz!

Descubra que tipo de pessoa que você é nos seus relacionamentos amorosos: https://opsicologoonline.com.br/relacionamentos-amorosos/

Paula Espíndola.

 

[thrive_leads id=’498′]

 

Paula Espíndola é Psicóloga clínica CRP 06/50889. Especialista em Psicopedagogia Clínica e Institucional Experiência em atendimentos sobre quaisquer relacionamentos, principalmente os relacionamentos amorosos.

Respondendo perguntas  no Canal do Youtube PAULA ESPÍNDOLA PSICÓLOGA sobre relacionamentos feitas através das redes sociais, a seguir:

http://insightpsique.com.br

https://www.insightpsiqueonline.com.br/

https://www.facebook.com/Insightpsique/

https://www.instagram.com/paulaespindolapsicologa

https://www.youtube.com/channel/UCsAhzuEEAIuXFRt4Uymn6sg

 

 

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Carlos Costa

Carlos Costa

Psicólogo há 3 anos (CRP-06/122657), coach, empreendedor, músico, poeta e escritor. CEO e fundador do portal e plataforma “O Psicólogo Online”. Através de seus cursos e materias vem contribuindo com a psicologia e com os profissionais psicólogos para uma melhor prática da psicologia online no Brasil e com a valorização da profissão. É criador da plataforma de atendimento online “O Psicólogo Online” que auxilia psicólogos a agendarem e receberem por suas sessões de forma simples e segura.

Artigos recentes