Skip to main content
Ranger Rosa

Nem Todos Podem Ser a Ranger Rosa!

Tempo estimado de leitura: 4 minutos

Olá! Ranger Rosa

Cá estou eu novamente e enquanto escrevo esse texto reflito sobre a minha vida até o dia de hoje.

Afinal é meu aniversário e é isso que fazemos em dia de aniversário, um balanço da vida, daquilo que fizemos e de tudo que ainda queremos fazer, pois bem, me peguei pensando em um programa que assistia na minha infância/adolescência e que ainda passa hoje em dia.

Claro que numa versão bem diferente da que passava na minha época, o nome do programa era Power Rangers e contava a história de cinco jovens que ganharam poderes para lutar contra o mal, todos tinham nome é claro, mas na verdade os destacávamos pelas cores de seus uniformes. Ranger Rosa

Na época, todas as meninas queriam ser a ranger rosa, pois além da cor ser linda, a personagem era popular e a clássica mocinha que precisa de ajuda mesmo tendo força e superpoderes.

Hoje avalio como é curioso o quanto nossa perspectiva muda conforme vamos ganhando maturidade.

Pois se um dia eu quis ser a ranger rosa, hoje percebo que parecia muito mais com a ranger amarela, pois essa sim era um exemplo de força, determinação e disciplina.

Ranger Rosa A personagem ajudava a família, praticava artes maciais e era muito inteligente e, creio eu, que seja esse o exemplo que nós mulheres de qualquer idade deveríamos almejar e não aquela menininha fútil que se preocupava muito mais com a aparência e a popularidade do que com as coisas que determinariam o seu caráter.

Veja bem, nada contra a ranger rosa ou quem ainda hoje em dia se identifica com ela, afinal de contas seus penteados e maquiagem ainda hoje são preditores de cuidado e autoestima, mas será que só o cuidado estético pode definir a vida de alguém?

Pois é senhores, nem todos podem ser a ranger rosa e que bom que não podem, pois assim descobrimos variações de cores muito mais interessantes e que acompanham personalidades muito mais agradáveis de se lidar.

Até porque a infância e a adolescência hoje enfrentam um novo cenário que se diferencia gritantemente do cenário que eu enfrentei no mesmo período da vida.

E é graças a isso que hoje temos mulheres de garra, decididas e donas do próprio corpo e do próprio futuro.

Hoje não temos adolescentes que dizem sim quando querem dizer não, pelo menos não aquelas que recebem orientação e a devida atenção, não aquelas que acreditam em si.

Ranger Rosa As mulheres de hoje, em todas as idades são guerreiras natas, pois parece que já nascem aprendendo a lutar de salto alto e isso é algo que (me perdoem os homens) não é para qualquer pessoa.

Com esse texto de hoje venho convidar você mulher adolescente a enxergar tudo que há de bom em você.

A perceber que não é de extrema importância seguir um determinado padrão, pois você não é uma modelo famosa e tão pouco precisa se encaixar nas histórias de princesas da Disney, pelo contrário, atualmente é a Disney que está se encaixando nos novos padrões femininos a nível mundial.

Não sei se repararam, mas se antes tínhamos princesinhas que eram mimadas por sua família, que sabiam lavar, passar e cozinhar e viam essas atribuições como obrigatórias.

Se antes nós tínhamos aquela moça delicada que ficava a mercê do beijo do príncipe encantado, hoje nós temos princesas que atiram flechas com o objetivo de lutar pela escolha do que será feito com a sua vida e o seu futuro.

Temos princesas que quebram encantos e feitiços com o amor verdadeiro, porém fraternal e não mais com aquela ideologia de que um homem precisa vir ao seu encontro e salvar a sua vida.

Temos ainda princesas que são guerreiras por natureza e que enfrentam os seus medos não importa qual sejam.

Ranger Rosa Logo, se até uma das maiores empresas da indústria cinematográfica se adaptou ao novo formato, porque nós mulheres não podemos deixar de lado os padrões para nos adequarmos ao gosto masculino e passamos a fazer com que os homens de qualquer idade se adequem aos nossos padrões?

Perceba que minha escrita de hoje não é uma crítica ao homem ou ao machismo, mas sim um convite à promoção da autoestima feminina, pois se não nós quem irá lutar por esse novo ideal?

Você não precisa ser quem não quer ser, não precisa fingir nada para agradar ao outro.

Não precisa se envergonhar com seu corpo, seu cabelo, a cor de seus olhos, a sua escolha profissional, não tem que justificar a roupa que escolhe vestir e tampouco se usa ou não usa maquiagem.

Você é o que tem de mais valioso e não importa que lhe digam o contrário, pois só te convencem daquilo que você se permite acreditar.

Então hoje essa reflexão vai te chamar a atenção para os fatos mais recentes, pois aquela linda mulher com o corpo escultural não passa de um efeito de edição de imagem.

Aquele cabelo majestoso que não possui um único fio desarrumado não é real e justamente por isso devemos aceitar que temos nossas estrias, celulites, sobrepeso, pouco peso, cabelos crespos, lisos, cacheados, olhos puxados ou arregalados em excesso, mas tudo bem, pois essa é a nossa assinatura no mundo e se fossemos todas Rangers rosa não seríamos tão interessantes quanto hoje podemos dizer que somos.

Ame-se mais!

Admire-se mais!

Encante-se mais com você mesma!

Viva sem medo!

Crie expectativas, mas permita quebra-las, pois você é de carne e osso, mas a notícia boa é que se reconstrói a cada nova experiência.

Assim termino então nosso papo de hoje, com um abraço, um convite e um pedido: Vamos nos valorizar!

Grande abraço e até o próximo texto.

Ellen de Oliveira Moraes Senra – CRP 05/42764

Psicóloga especialista em Terapia  Cognitivo Comportamental, autora do livro digital Adolescer sem Vacilo: Compreendendo o Universo Adolescente

Experiência no atendimento clínico a Crianças e Adolescentes individual ou em grupo.

Contatos: Tel/Whatsapp (21)97502-4033

Email: ellenmsenra@gmail.com

Carlos Costa

Psicólogo (CRP 06/122657), Coach, Empreendedor, Músico e Poeta. Idealizador do projeto O Psicólogo Online que tem por objetivo produzir conteúdo informativo e educativo sobre psicologia, saúde mental e assuntos relacionados, além de prestar serviços de orientação psicológica online.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.