Skip to main content
personalidade dependente

Personalidade Dependente: A Dificuldade em Romper a Dependência Emocional

Tempo estimado de leitura: 4 minutos

Personalidade Dependente

Olá pessoal! Personalidade Dependente

Para iniciar esse artigo vamos aprofundar um pouco na essência da palavra Dependência que, segundo o dicionário, significa:

  1. Que depende ou está subordinado; que está sujeito;
  2. Depender de algo; viciar-se; viver de;
  3. Situação daquele ou daquilo que tem sua existência ou correto funcionamento condicionado a outro elemento ou fator.

Perceberam que os três significados levam sempre a algo externo, nunca para si mesmo? O primeiro ainda cita a frase “que está sujeito”, colocando o indivíduo em total posição de submissão – e é exatamente isso que acaba acontecendo. Personalidade Dependente

A pessoa dependente demonstra grande dificuldade ao lidar consigo mesma e com as circunstâncias cotidianas, sem a ajuda ou a presença de outra pessoa.

Recomendo ler também: Afinal, o Que é Dependência Emocional?

Por existir grande necessidade de aprovação não costumam tomar grandes atitudes ou decisões sem o aval de outra pessoa.

Com o tempo isso pode se agravar, levando o sujeito a acreditar que a presença do outro é essencial para seu bem-estar e segurança pessoal, desviando o relacionamento do casal (ou não), para situações cada vez mais destrutivas.

É importante entender que, muitas vezes, o relacionamento é distorcido e, o objeto amado da pessoa que tem a personalidade dependente, é usado e tem a devida importância justamente porque está ali naquela posição, porém, quando o relacionamento é rompido, a pessoa tende a buscar outro relacionamento ou outra pessoa que possa suprir e fornecer o cuidado que necessita, preenchendo assim o vazio que ficou. Personalidade Dependente

Além disso, quando a pessoa passa a viver cada vez mais em prol das necessidades e desejos da outra, cada vez menos se conhece e, por não se conhecer, não se respeita e não se valoriza.

É essencial prosseguir em busca de seu verdadeiro eu, só assim saberá suas potencialidades e terá ferramentas para trabalhar com elas.

Com base nessas questões podemos compreender quão doloroso pode ser essa relação, mas, por outro lado, ela também apresenta algumas gratificações, como por exemplo, a segurança emocional que o outro oferece, a presença física quando necessitamos ou estamos carentes, o auxilio em diversas situações, entre outras.

Mas eu diria que a maior delas e a mais frequente, é o medo de sair do terreno “conhecido” e voltar-se para o novo, o “desconhecido”. Personalidade Dependente

Devido a esses fatores que acabamos de discorrer é que se torna tão difícil romper com a dependência emocional e isso é totalmente compreensível, pois, assim como não é fácil se desvincular de outros tipos de dependência, não seria diferente se tratando da emocional.

Recomendo ler também: Fim de Relacionamento? Conheça as 5 Fases do Luto Amoroso!

Uma ajuda profissional o auxiliará no entendimento sobre os motivos que trouxeram essa insegurança, a sensação de incapacidade e, a partir disso,

Fortalecer as potencialidades gerando independência de alguns fatores, circunstâncias ou situações.

Digo isso porque não significa que deve ficar sozinho, basta acreditar em si mesmo, em suas opiniões e emoções. Personalidade Dependente

Um bom primeiro passo é se abrir com o outro, seja você dependente ou co-dependente.

Muitas vezes a pessoa já observou certos tipos de comportamento, porém pode ficar sem jeito de falar por não querer magoar ou perder a pessoa.

Personalidade Dependente

Por outro lado, se pensarmos que um relacionamento está sendo construído com base nesses medos – de mágoa ou perda – será que estamos construindo um relacionamento saudável?

A comunicação é a base e, se não me sinto à vontade em dividir algo com o outro, devo repensar que tipo de relacionamento almejo para mim.

Se vocês já conversaram sobre o assunto e deixaram claro o sentimento que um tem para com o outro, ainda assim podem enfrentar algumas dificuldades.

Um comportamento muito comum é das pessoas se afastarem e novamente se envolverem.

E essa inconstância acaba sendo mais dolorida, pois não há compreensão a fundo de como vocês estão lidando com a relação. Personalidade Dependente

E, para encerrar, gostaria de trazer um último fator que é bem delicado, porém muito comum.

A pessoa de personalidade dependente pode perceber o quão a relação é destrutiva, devido aos seus pensamentos e/ou comportamentos, porém não tem vontade de mudar.

Por mais que ela fale que quer fazer as coisas de maneira diferente ou que quer trabalhar na mudança, no fundo isso é só para lidar com a consciência dela, para deixar tudo menos intenso e pesado.

Porém, na realidade, a pessoa está tão envolvida, que não quer vivenciar algo diferente do que está vivendo e assumir isso, quando não tem apoio, também é um processo doloroso.

Essas são as principais dificuldades na hora de romper um relacionamento do qual um depende emocionalmente do outro.

Apesar da intensidade com que elas se apresentam, quando eu identifico isso e dou um passo para cuidar de mim e me amar verdadeiramente, esses fatores perdem sua força, pois sua base será outra, o amor próprio. Personalidade Dependente

Beijos,

Karol

Para Orientação Psicológica Online com a Karol Clique Aqui!

karolKaroline Lima é Psicóloga (CRP 06/121579), mora na capital de São Paulo, atua na clínica atendendo crianças, jovens e adultos e realiza orientação psicológica online. É palestrante e apaixonada por saúde emocional nas relações.

Contatos:

E-mail – karoline.lima-psi@hotmail.com
Telefone – (11) 94779-3309
Instagran: @karol.limas
Os segredos das mulheres inteligentes: Aprenda a se valorizar e a evitar relacionamentos destrutivos
Julia Sokol

Compartilhe esse artigo!

Carlos Costa

Psicólogo (CRP 06/122657), Coach, Empreendedor, Músico e Poeta. Idealizador do projeto O Psicólogo Online que tem por objetivo produzir conteúdo informativo e educativo sobre psicologia, saúde mental e assuntos relacionados, além de prestar serviços de orientação psicológica online.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.