O que o psicólogo precisa saber sobre contabilidade e abertura de empresa

Além de pagar menos impostos, ter uma clínica cadastrada como pessoa jurídica mostra ao público que você é um profissional sério e responsável.
contabilidade

Clínicas de psicologia também são consideradas como empresas. Portanto, se você deseja iniciar o seu próprio negócio, deve aprender algumas noções de contabilidade e os passos necessários para abertura de uma empresa.

Leia abaixo para conhecer as informações.

Os impostos são fundamentais

A grande preocupação contábil dos proprietários de negócios são os tributos e impostos, especialmente a declaração de Imposto de Renda.

É preciso entender bem essa parte, para não cair na malha fina e talvez ter problemas com a Receita Federal.

A quantia incide sobre os recebimentos do ano anterior, e varia se você está cadastrado como pessoa física ou jurídica.

Se for pessoa física, ou seja, psicólogo cadastrado como profissional autônomo, a porcentagem de pagamento ao Leão pode chegar a 30% dos seus rendimentos.

Se for pessoa jurídica, o valor dos impostos diminui consideravelmente, portanto é a saída optada por muitos profissionais.

Contudo, quando se abre uma empresa é necessário atentar-se a outros quesitos, que mencionaremos a seguir.

Opções de empresa para o psicólogo

Você pode abrir a sua empresa em várias categorias, isto é, Empresário Individual, EIRELI (Empresa Individual de Responsabilidade Limitada) ou Sociedade Limitada, e tendo o CNAE nº 8650-0/03 (Classificação Nacional de Atividades Econômicas), que é referente a atividades de psicologia e psicanálise.

Em todas as formas é possível optar por cadastro no regime tributário do Simples Nacional ou do Lucro Presumido.

Sendo do último caso, os impostos são a partir de 16,33%, enquanto no Simples Nacional ficam no mínimo 16,93%.

São porcentagens próximas, então deve-se escolher de acordo com os benefícios de cada situação.

Por que abrir uma empresa

Além de pagar menos impostos, como você percebeu acima, ter uma clínica cadastrada como pessoa jurídica mostra ao público que você é um profissional sério e responsável.

Além disso, torna-se possível a emissão de notas fiscais e a organização da vida financeira do consultório.

Ser cadastrado como pessoa jurídica também permite que você tenha comprovação de renda, facilidade para aquisição de empréstimos bancários, aumento do limite do cartão de crédito, descontos com planos (médicos, odontológicos e de telefonia), compra de veículos, etc.

Passo a passo para abertura de empresa

Você realmente decidiu que quer cadastrar-se como pessoa jurídica, mas não tem ideia de por onde começar?

Continue lendo nossas dicas, porque agora vem um passo a passo para abertura de empresa.

  1. Encontre um contador de sua confiança. Se você não tem um, peça indicações a outros amigos, que podem ou não ser psicólogos ou profissionais do segmento. Faça pesquisas na internet, invista um bom tempo nisso para não se arrepender mais tarde.

 

  1. Agora é hora da elaboração do contrato social. Será determinada a qualificação dos sócios, as atividades e os serviços desenvolvidos, o tipo de empresa e seu local de operação, a participação de cada sócio e quem será o administrador, o pró-labore e regras para deliberações importantes.

 

  1. Feito o contrato, é hora de proceder com os registros na Junta Comercial, no CNPJ e na Inscrição Estadual.

 

  1. A seguir, é hora de finalizar esses registros, comparecendo à Inscrição Municipal.

 

  1. Proceda com o alvará de localização e funcionamento.

 

  1. Busque licenças e inscrições nos órgãos de regulamentação tanto estaduais quanto municipais.

 

  1. Faça o último registro necessário, agora no órgão de classe, de acordo com o Estado de sua residência.

 

  1. Obtenha o Certificado Digital.

 

Como você percebeu, são diversos passos para abertura de uma empresa, mas você poderá contar com a colaboração do seu contador sempre que for necessário.

O profissional se encarregará de providenciar os documentos para a sua pessoa jurídica, facilitando o seu expediente e a realização do seu desejo.

Há Braços

Carlos Costa

Leia também: Redes sociais para psicólogos: como usá-las sem quebrar nenhuma regra?

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Carlos Costa

Carlos Costa

Psicólogo há 5 anos (CRP-06/122657), coach, empreendedor, músico, poeta e escritor. CEO e fundador do portal e plataforma “O Psicólogo Online”. Através de seus cursos e materias vem contribuindo com a psicologia e com os profissionais psicólogos para uma melhor prática da psicologia online no Brasil e com a valorização da profissão. É criador da plataforma de atendimento online “O Psicólogo Online” que auxilia psicólogos a agendarem e receberem por suas sessões de forma simples e segura e Co-Fundador do Instituto de Terapia Online, que capacita e certifica profissionais para atuarem online de acordo como o CFP.

Artigos recentes