Skip to main content
o que é a ansiedade

O Que é a Ansiedade? Descubra aqui!

Tempo estimado de leitura: 5 minutos

Entendo mesmo o que é a Ansiedade?

Tenho o compromisso de escrever um artigo hoje para minha coluna Entendo a Ansiedade.

E, nos últimos dias vivenciei com muita ansiedade, a longa internação de uma pessoa muito amada, que infelizmente partiu dessa vida.

E neste momento tão difícil me pergunto: Entendo mesmo o que é a Ansiedade?

A emoção primária da ansiedade é o medo. O primeiro sentimento que reconhecemos que estamos sentindo é o medo.

E com ele, percebemos todos aqueles sintomas incontroláveis.

Numa situação real de preocupação, de ansiedade, você consulta seu celular milhões de vezes, alguém ligou? Alguém enviou um whatsap? Alguém enviou uma notícia?

E quando você fica sem bateria do celular e seus pensamentos invasivos, com foco no negativo, no medo, povoam a sua mente de forma incessante e você começa a sentir tudo: coração acelerado, sudorese, as pernas bambas, a adrenalina a aumentar e você não consegue se controlar!

Sim, todos nós sentimos tudo isso quando estamos distantes e uma notícia dessas te deixa imóvel e sem ação, literalmente paralisada!

Essa é a tal ansiedade real! Real diante de um fato da vida! O Que é a Ansiedade

Sim, todos temos medo da morte! E a única certeza da nossa vida é que ela vai acontecer. E nunca estamos preparados para ela! O Que é a Ansiedade?

O que é a ansiedade?
O que é a ansiedade?

Desses sentimentos não podemos fugir, são inatos, fazem parte da nossa essência.

Somos seres sociais, vivemos e convivemos com pessoas que amamos, criamos vínculos saudáveis e mudamos a vida das pessoas e elas mudam as nossas, onde a busca de todos nós, é a felicidade!

Agora, e a tal ansiedade imaginária? O que é a ansiedade?

Que chega com tudo e sem explicação, fazendo com que seu corpo reaja para se proteger ou para fugir, trazendo com ela todo o mal-estar no corpo e que faz você viver e reviver várias vezes ao dia tudo isso?

E com consequências sérias para sua saúde física e mental.

Um sintoma que causa pânico e medo da morte são os batimentos cardíacos acelerados, pois você pensa que vai morrer, que está tendo um infarto e corre ao hospital apavorada!

E diante do resultado dos exames e do médico ele te fala: Não é nada, seus exames estão ótimos!

E você se pergunta? Será que estou louca, eu sei o que senti?!

Eu te digo: Você teve uma crise de ansiedade!

Ela não é imaginária, no sentido de que você “imaginou”, como diz o senso comum, sentir-se mal.

Não! Ela é real, porque você sentiu-se mal de verdade!

Infelizmente, muitas pessoas estigmatizam a pessoa ansiosa, a pessoa depressiva.

Ainda ouvimos: Isso é frescura! Quer chamar a atenção!

E mais uma vez, afirmo aqui, a doença mental é algo muito sério e é largamente estudada pela ciência, seja por medicamentos mais eficazes, seja por técnicas psicoterápicas mais atuais. O que é a ansiedade?

O que é a ansiedade?
O que é a ansiedade? É algo muito sério!

O norte da Terapia Cognitivo-Comportamental é que os pensamentos, sentimentos e comportamentos prejudiciais não são inatos e sim aprendidos.

E, uma vez que não são inatos, eles podem ser desaprendidos com a ajuda de um profissional especializado.

A ansiedade, assim como outras emoções, surge de acordo com a forma pela qual interpretamos uma situação, que às vezes não temos consciência e sim uma “intuição”.

Dessa forma nossos sentidos corporais funcionam em estado de alerta e transmite essas informações ao nosso cérebro. O que é a ansiedade?

Quando o nosso cérebro, que é a parte mais racional do nosso corpo, detecta uma ameaça, nosso sistema límbico, responsável pelas nossas emoções, envia a mensagem de medo que se transforma em ansiedade com todos os sintomas físicos que conhecemos.

Então, por exemplo, os batimentos cardíacos acelerados interpretados como um ataque do coração, com as sensações físicas como: aperto no peito, formigamento no braço, que são sintomas de uma doença grave, ganham força de verdade para a pessoa que tem a crença disfuncional de que tem um problema de coração e por isso vai morrer.

Por isso, salientamos que o modo como interpretamos esses sinais internos que é crucial.

Então, se você muda seu pensamento, mudará também suas emoções.

Essas crenças disfuncionais vão sendo construídas por nossas experiências de vida, e são decorrentes dos nossos pensamentos automáticos, que muitas vezes nem sabemos que temos e que regem nossas vidas.

De acordo com o teórico e fundador da Terapia Cognitivo-Comportamental, Aaron T. Beck, as pessoas com transtornos de ansiedade tendem a apresentar um sistema de crenças nocivo a respeito de si mesmas, do mundo em que vivem e do futuro.

Algumas crenças que são superestimadas e por isso mesmo controlam os comportamentos dos ansiosos: O que é a ansiedade?

  • # é sempre mais sábio presumir que o pior vai acontecer;
  • # problemas podem surgir a qualquer momento, por isso preciso estar sempre preparado;
  • # sou uma pessoa vulnerável e alguma coisa poderá acontecer;
  • # preciso estar no controle de tudo.

Então, com base nessas crenças disfuncionais e sempre com foco na negatividade, surgem os pensamentos automáticos como por exemplo: Isso não vai dar certo! Não vou me dar bem na prova! Não sou competente para aquela vaga! etc…

E com eles os sentimentos de menos valia, de incapacidade que vão minando a autoestima e esse ciclo vicioso vai comandando a vida da pessoa.

Assim, no processo terapêutico, a pessoa aprenderá a reconhecer esses pensamentos automáticos e crenças distorcidas que comandam sua vida.

E aprenderá a questioná-los e a perceber que muitos desses pensamentos são falsos, não têm força de comando em sua vida e aprenderá a exercitar a mente para pensamentos mais positivos, mais capacitantes e, portanto, mais efetivos de provocar uma mudança mais positiva, mais criativa para sua vida num processo de mudança cognitiva e comportamental.

Recomendo que você leia também: Como a Ansiedade Pode Te Salvar? Descubra Aqui!

Até o próximo artigo.

Psicóloga Rosânia Guimarães

Rosânia de Fátima Guimarães Coaracy Muniz, psicóloga CRP 01/11302.

Atua na clínica atendendo crianças, adolescentes e adultos e faz avaliação neuropsicológica em Brasília/DF.

Contatos: email: rosania1.muniz@gmail.com

Fanpage: https://www.facebook.com/entendendoaansiedade [1]   

Carlos Costa

Psicólogo (CRP 06/122657), Coach, Empreendedor, Músico e Poeta. Idealizador do projeto O Psicólogo Online que tem por objetivo produzir conteúdo informativo e educativo sobre psicologia, saúde mental e assuntos relacionados, além de prestar serviços de orientação psicológica online.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.