Skip to main content
Meus pais não me entendem

Por Que Meus Pais Não Me Entendem? Se Você é Adolescente Leia Esse Artigo!

Tempo estimado de leitura: 5 minutos

Meus Pais Não Me Entendem :/

Olá novamente!

Meus Pais Não Me Entendem

Muitas vezes venho aqui trazendo a proposta de levar maior compreensão sobre o universo adolescente para aqueles que já esqueceram que um dia também pertenceram a esse público, que já tiveram e causaram os mesmos problemas que hoje tanto reclamam, essa é minha proposta com essa coluna.

Porém hoje o objetivo é falar com você adolescente, você que é tão incompreendido inúmeras vezes e que grita aos ventos o quanto deseja ser respeitado e levado em consideração.

O quanto quer ter sua opinião e sentimentos validados, que quer ser considerado alguém que sabe o que quer da vida e quer ter autonomia para fazer as próprias escolhas. 

Tenho uma pergunta pra você: Você considera o outro lado? Meus Pais Não Me Entendem

Nesse momento você pode achar que vem mais à frente um pequeno sermão, mas não é o caso.

Hoje eu escrevo com o mesmo objetivo de sempre: lutar pelos seus direitos.

Mas como você bem sabe, pois é ensinado desde sempre na escola, é com os direitos que adquirimos na vida, que vem também os deveres básicos que precisamos cumprir com ou sem vontade, isso em todas as fases da vida.

Lembra- se do filme do Homem Aranha quando o tio Bem diz: “Com grandes poderes vem grandes responsabilidades.”? Meus Pais Não Me Entendem

Pois é, assim é na vida real também e por isso escrevo hoje, para te conscientizar que para que sua vontade seja respeitada existem algumas questões que você precisa levar em consideração, por pior e por mais chato que possa parecer.

Quando crianças ansiamos por chegar à adolescência porque achamos que é nessa idade que a vida ganha sentido e nós superpoderes.

Mas quando finalmente chega a adolescência percebemos a doce ilusão que tínhamos em mente e acabamos por ansiar, a chegada dos tão esperados 18 anos, afinal com 18 anos somos maiores de idade e donos de nosso próprio nariz.

Mais uma doce ilusão! Meus Pais Não Me Entendem

Meus pais não me entendem
Meus pais não me entendem

Meus Pais Não Me Entendem

Quando chegamos ao início da vida adulta a cobrança aumenta e, vejam que injusto, precisamos continuar a dar satisfações aos nossos responsáveis.

Pois os mesmos alegam que moramos no mesmo teto que eles e comemos da comida que eles compram e preparam, é então que eles dizem coisas do tipo:

“Quando você tiver seu próprio dinheiro aí você pode escolher o que fazer.”

“Enquanto você viver sobre o mesmo teto que eu terá que obedecer as minhas regras.”

“Você acha que se manda só porque já fez 18 anos?”

E outras coisas do tipo. Meus Pais Não Me Entendem

Pode confessar que nessa altura do texto você já deve ter se dado conta que não está sozinho nessa empreitada, do contrário como eu poderia saber de tantos detalhes não é mesmo?

Mas vamos seguir em frente.

Após todo esse período eis que chega o dia em que ganhamos nossa carta de alforria. Será mesmo?

Meus Pais Não Me Entendem Sem dúvidas é o que imaginamos, mas veja bem, se até aqui nada foi como havíamos pensado, porque agora seria diferente?

Por que agora seria diferente?
Por que agora seria diferente?

Meus Pais Não Me Entendem

Temos nosso emprego, alugamos ou compramos uma casa ou apartamento e vamos morar sozinhos.

Ou casamos e achamos que finalmente chegou o nosso momento e que é agora que faremos o que bem entendermos.

Mas sinto lhe informar que é apenas mais uma pegadinha de tantas que a vida nos prega, pois é agora que a cobrança começa pra valer. Meus Pais Não Me Entendem

Se na adolescência somos cobrados para tirar boas notas, arrumarmos nosso quarto ou irmos onde nossos responsáveis querem, na vida adulta temos que fazer o salário ser suficiente para nos sustentar, pagar as contas e às vezes sustentar outra(s) pessoa(s).

É aí que a brincadeira fica séria demais e, por mais absurdo que possa parecer, passamos a sentir falta da época que pedíamos dinheiro em casa e esse vinha com o mínimo de esforço, da época em que gastávamos sem nos preocupar demasiadamente se o dinheiro iria ou não sobrar, da época em que nossa maior preocupação era passar de ano na escola e escolher o que faríamos da vida.

Ok, sei que posso estar parecendo essas pessoas que escrevem textos motivacionais, mas a verdade que eu quero lhes mostrar é que a cobrança faz parte da vida.

E quem cobra é porque também é cobrado por alguém ou por alguma coisa, nem que seja pela consciência moral que deve criar um cidadão de bem que saiba cuidar da própria vida e não precise enfrentar as mesmas dificuldades que eles precisaram enfrentar um dia.

Esse é o sublime caminho do amor que, por mais que venha acompanhado de alguns gritos, castigos e muita cobrança, só pensa em educar sem causar dor, mesmo que em nossa cabeça idealizadora não possa ser nem de longe a melhor maneira. Meus Pais Não Me Entendem

Por isso hoje eu te convido a olhar as coisas pelo outro lado, experimente fazer esse pequeno exercício de empatia, mesmo que não consiga executá-lo no momento da raiva.

Mas assim que tiver um breve tempo em que seus sentimentos não estejam muito confusos e consiga pensar um pouco, tente se colocar no lugar da pessoa que está te cobrando e pergunte a si mesmo o que faria se estivesse no lugar dela, pergunte- se qual seria a sua reação ou qual seria a alternativa ao comportamento dela.

Meus Pais Não Me Entendem Se após esse exercício você se der conta de que a pessoa fez o que tinha que fazer, que tal dizer isso a ela em uma conversa franca?

Meus pais não me entendem!
Meus pais não me entendem!

Da mesma forma vale se você perceber que a pessoa se excedeu, você também pode conversar francamente em um momento em que as emoções estejam contidas e seja possível ouvir e ser ouvido.

Então é isso por hoje, essa dica simples e complicada ao mesmo tempo pode ser a chave de um relacionamento mais saudável e assertivo na sua casa e para te ajudar a conseguir o respeito e o reconhecimento que tanto deseja. Meus Pais Não Me Entendem

Recomendo que leia também: Privacidade e Adolescência: É Possível Caminharem Juntos?

Até o próximo texto e pense no assunto.

Para atendimento online com Ellen Moraes clique aqui! 

Ellen de Oliveira Moraes Senra – CRP 05/42764

Psicóloga especialista em Terapia  Cognitivo Comportamental, autora do livro digital Adolescer sem Vacilo: Compreendendo o Universo Adolescente

Experiência no atendimento clínico a Crianças e Adolescentes individual ou em grupo.

Contatos: Tel/Whatsapp (21)97502-4033

Email: ellenmsenra@gmail.com

 

Carlos Costa

Psicólogo (CRP 06/122657), Coach, Empreendedor, Músico e Poeta. Idealizador do projeto O Psicólogo Online que tem por objetivo produzir conteúdo informativo e educativo sobre psicologia, saúde mental e assuntos relacionados, além de prestar serviços de orientação psicológica online.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.