Skip to main content
Meu filho não foi bem na escola

Meu Filho Não Foi Bem Na Escola, Preciso de um Diagnóstico!

Tempo estimado de leitura: 4 minutos

Meu Filho Não Foi Bem Na Escola

É preciso falar, quando chega o fim de ano há um aumento enorme na demanda.

Incrivelmente surgem muitos pais buscando um laudo para seus filhos, alegando que acreditam que o filho tem discalculia, dislexia, déficit de atenção e milhares de outras queixas e que só com um diagnóstico seus filhos poderão ser aprovados.

Primeiro, as vezes a criança realmente tem alguma dificuldade ou realmente um transtorno na aprendizagem, mas foi negligenciada até aquele momento em que os pais viram que não dava mais para ignorar, pois o problema estava chegando no pesadelo de ter um filho que perdeu o ano.

Segundo, pode acontecer de a criança não ter nada, nenhum tipo de transtorno e realmente seu problema ser não se aplicar aos estudos o tanto quanto deveria e que os pais na realidade nunca se importaram com isso ou deixaram a responsabilidade toda para a criança ou adolescente, pois afinal de contas “estudar faz parte das suas obrigações”, como se a participação direta dos pais nesse processo não fosse realmente importante.

Terceiro, e não menos importante, e na verdade é um sinal de alerta, temos por aí muitas crianças e adolescentes que tem sim dificuldades de aprendizagem ou dificuldades na escola, porém não chega a ser um transtorno desses que levam CID (Código Internacional de Doenças), ou que precisa de tratamento medicamentoso, e pouco se fala disso, acontece que problemas emocionais podem também causar impactos na aprendizagem.

Muitas vezes as crianças e adolescentes vivem em um ambiente hostil, onde há brigas frequentes. Meu Filho Não Foi Bem Na Escola

Muitas crianças vivem em um ambiente hostil e isso colabora para o fracasso escolar!
Muitas crianças vivem em um ambiente hostil e isso colabora para o fracasso escolar!

As vezes são crianças e adolescentes que apesar de “ter tudo” são negligenciadas afetivamente pela família.

Em outros casos podem ser vítimas de bullying na escola ou no prédio onde vivem, e nem sempre os pais têm consciência do que está acontecendo com o filho.

Todos esses fatores e mais alguns podem sim gerar uma dificuldade na escola, podem tirar a concentração da criança, pois ela está sob pressão, preocupada com diversos problemas que se destacam diante dos estudos.

Uma criança que está com problemas emocionais pode se sentir desmotivada, desencorajada, pode até mesmo pensar que “não adianta de nada” se esforçar para aprender, já que vive tantos problemas.

Mas isso não quer dizer, que o baixo desempenho escolar esteja sendo forjado, que a criança está “fazendo corpo mole” e que então não precisa se preocupar, pois vai passar em algum momento.

Ao contrário do que podem estar pensando, esses casos também precisam de nossa atenção e um acompanhamento adequado, principalmente com psicoterapia e claro também um acompanhamento psicopedagógico para ajudar a criança e mostrar que ela consegue sim melhorar seu desempenho na escola e que ela é capaz, já que normalmente a crença dessas crianças e adolescentes é de incapacidade e descredito nelas mesmas.

Mas que relação tem tudo isso com o aumento da demanda em busca de um diagnóstico no fim de ano? 

A visível desilusão dos pais ao receberem um laudo que mostra que o filho não tem um transtorno que possa “justificar” uma aprovação pelo aluno ter um CID.

Porém é preocupante também, quando percebemos que os pais não entendem que o fato de não ter um CID não quer dizer que seu filho não precisa de acompanhamento e que o quadro não é menos grave do que realmente ter um transtorno.

E sinceramente até as escolas deixam muito a desejar nesse sentido, pois as mesmas acabam negligenciando os problemas emocionais de seus alunos, como se simplesmente pudessem guardar seus sentimentos para oferecer o desempenho escolar desejado por todos.

Então fica um alerta ao pais e aos educadores, desde os professores, coordenadores pedagógicos, diretores e realmente a todos os envolvidos com a aprendizagem das crianças e dos adolescentes que não é grave somente apresentar um transtorno que prejudica a aprendizagem, mas tão grave quanto isso é ter um problema emocional que pode estar tão forte e tendo um peso tão grande para a pessoa que chega a causar impacto no seu desempenho escolar, muitas vezes até provocando desinteresse nos estudos. Meu Filho Não Foi Bem Na Escola

Imaginem o peso que tem para uma criança ou até mesmo um adolescente um problema ou um sentimento que tira sua concentração?

Quão grande é para essa pessoa o que está acontecendo a ponto de atrapalhar sua aprendizagem?

Levantando todas essas questões, podemos realmente perceber que não é algo que possa ser taxado de frescura. Meu Filho Não Foi Bem Na Escola

Por tanto pais e educadores, não pensem que sair do consultório sem um CID quer dizer que não devem se preocupar, pelo contrário devem voltar seu olhar para seu filho ou seu aluno para ajudar ele a sair do ponto onde está e perceber que consegue ser melhor apesar do que está passando.

Também devo reforçar que nesses casos o acompanhamento psicoterápico é de extrema importância.

Recomendo que você leia também: Problemas Neurológicos: Quando Você Deve Procurar Ajuda?

Andréa Luccas

andrea-luccasAndrea Luccas é psicóloga clínica e especialista em neuropsicologia, sua grande paixão.

O foco do seu trabalho é a avaliação e reabilitação de pacientes de todas as faixas etárias, desde crianças de 2 anos e meio até idosos de 89 anos.

Além do trabalho na clínica, desenvolve palestras, workshops, cursos e rodas de conversa sobre os mais variados temas ligados à neuropsicologia.

Contato: (11) 985993281 (WhatsApp)

E-mail: contato@psicoandrealuccas.com.br

 

Carlos Costa

Psicólogo (CRP 06/122657), Coach, Empreendedor, Músico e Poeta. Idealizador do projeto O Psicólogo Online que tem por objetivo produzir conteúdo informativo e educativo sobre psicologia, saúde mental e assuntos relacionados, além de prestar serviços de orientação psicológica online.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.