Cinco erros mais comuns dos psicólogos nas redes sociais

Marcar presença nas redes sociais é importante para o psicólogo, mas é fundamental que o trabalho digital seja feito com muito planejamento.

As redes sociais são excelentes estratégias para promoção do psicólogo na rede. Contudo, por falta de conhecimento, alguns erros são cometidos pelos profissionais.

 

Assim, o resultado desejado não é atingido, e acredita-se, erroneamente, que a tática não é assertiva. Leia o artigo a seguir para conhecer os cinco erros mais comuns, para que você não os cometa!

 

Falta de planejamento de postagens

 

Marcar presença nas redes sociais é importante para o psicólogo, mas é fundamental que o trabalho digital seja feito com muito planejamento. Ou seja, é preciso publicar conteúdo de qualidade, com bom visual estético, e que reflita os valores do seu consultório.

 

Também é essencial, nesse planejamento, estudar o conteúdo publicado pelos colegas de profissão. Assim, você obterá ideias para atrair o seu público, para que o potencial cliente se sinta ainda mais atraído por seu serviço.

 

Querer resultados imediatos

 

Marketing de conteúdo nas redes sociais é uma estratégia interessante, que pode trazer excelentes resultados para seu consultório, mas é essencial entender que não acontece como um passe de mágica. Ou seja, o sucesso digital da sua clínica não acontecerá de uma hora para outra.

 

É fundamental que todos os profissionais entendam que nada vem fácil nem de graça, e que é preciso ter dedicação para que os resultados sejam percebidos. As redes sociais podem auxiliar nessa tarefa, mas elas não são milagrosas.

 

Portanto, aposte na estratégia, mas não desanime se os resultados não forem vistos imediatamente. Persista, preste atenção nos outros erros e siga em frente.

 

Deixar o site desatualizado

Pelo fato de apostarem em outros métodos digitais, como as redes sociais, muitos psicólogos deixam o site de lado, ou seja, não o atualizam constantemente. Contudo, é preciso mantê-lo sempre alimentado com as informações atualizadas, pois o site é a principal forma de contato.

 

Nele devem constar todas as suas informações profissionais, e de preferência ele deve estar atrelado ao blog, onde será publicado marketing de conteúdo.

 

Outra dica importante é tornar o site responsivo, isto é, adaptável para dispositivos móveis, como smartphones e tabletes.

 

Pouca ou nenhuma atualização nas redes sociais

 

Acima nós dissemos que as redes sociais somente trarão resultados se houver dedicação e esforços do psicólogo. Se não for assim, os resultados provavelmente não serão percebidos.

 

Desse modo, recomendamos que suas contas em mídias sociais sejam atualizadas com frequência, para que o potencial cliente saiba que novidades serão colocadas em breve.

 

Não atualizar é um erro comum, acredite, e a impressão passada ao consumidor é a pior possível.

 

Afinal, ele pode achar que você nem atua mais com atendimento presencial ou online, que é alguém amador, que não transmite credibilidade, ou que não tem nada de relevante para passar ao público.

 

Fazer de qualquer jeito

 

Veja bem que um erro leva a outro!

 

Note: é preciso ter planejamento para postar com frequência, e as postagens não podem ser feitas de qualquer jeito. Se não, o resultado positivo não é percebido, e você vai achar que as redes sociais não são importantes.

 

Pelo contrário, se você aplicar estratégias adequadas de marketing digital, preferencialmente com investimento (impulsionar publicação, links patrocinados, etc.), os resultados positivos podem ser vistos, sim. Não imediatamente, como citamos, mas aparecem.

 

Portanto, faça um bom planejamento de postagens, com pesquisas e inclusão de fontes confiáveis.

 

Varie nos formatos de publicação, promova interação, responda a tudo o que for comentado, e não se esqueça de analisar as métricas para saber o que precisa ser ajustado nas próximas publicações.

 

Não se sinta constrangido ou desmotivado por errar. Trabalhar com marketing digital não é fácil, mas você sempre pode modificar suas estratégias para obter os resultados desejados.

Leia também: Dicas para produzir seus próprios podcasts

 

Há Braços,

Carlos Costa.

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn