Emoções: Como Elas Influenciam no Processo de Emagrecimento?

emoções

emoções

Está tentando emagrecer a algum tempo e não consegue?

Ou então, você chega perto de sua meta e desiste no meio do caminho?

Já eliminou e depois não consegue manter o peso?

Quantos processos de emagrecimento você já fez no decorrer da sua vida?

Teoricamente emagrecer deveria ser algo fácil.

Comer menos e praticar mais atividade física seriam quase uma fórmula mágica.

Pois é, na prática percebemos que não é tão simples quanto parece muitas vezes à conta não fecha.

emoções Isso por que, emagrecer ou manter o peso envolve uma série de fatores.

Alguns bem conhecidos como dieta inadequada e sedentarismo, outros que atualmente vem sendo bastante discutidos como alterações hormonais (tireoide, insulina, testosterona e outros), além de fatores genéticos.

Porém, um fator importante e que tem ganhado destaque como causa de obesidade ou por dificultar o emagrecimento, é o fator:

  • Emocional.

De fato, nossas emoções, influenciam direta e indiretamente no processo de emagrecimento ou na obesidade.

Uma pessoa ansiosa tende a comer mais e muitas vezes nem se dá conta.

Uma pessoa deprimida pode sentir mais necessidade de comer.

E nesse caso o açúcar acaba sendo uma ótima saída pelo aumento de neurotransmissores relacionados ao prazer.

Ou muitas vezes o deprimido perde o apetite por pura falta de vontade de viver, levando a anorexia.

emoções Outro fator emocional e muito importante é o estresse

emoções
Estresse.

Seja por questões estéticas, de saúde, qualidade de vida ou todas juntas, emagrecer exige um esforço multidisciplinar.

  • Reeducação alimentar;
  • Mudança de hábitos;
  • Mudança de comportamentos;
  • Prática de atividades físicas são cruciais para perder peso.

Porém, cuidar do seu emocional é um fator fundamental e que muitas vezes é deixado de lado.

Se você já tentou várias alternativas para emagrecer e não conseguiu, provavelmente está sendo sabotada pelo seu emocional.

Como o emocional influencia na perda de peso?

Nós nos relacionamos com a comida de forma emocional.

Associamos bons momentos vividos nos jantares em família, numa noite no bar com os amigos ou a sensação boa que temos ao comer um chocolate depois de um dia difícil.

emoções Descontamos nossas emoções no prato e o nosso corpo acaba pagando por isso.

Problemas com o peso começam a surgir quando usamos a comida como válvula de escape para lidar com o estresse e a angústia gerados por outros problemas.

A relação com a alimentação pode ainda gerar distúrbios alimentares mais graves, como a compulsão alimentar, por exemplo.

Dessa forma, é preciso encontrar aquilo que nos prende aos hábitos equivocados e ao excesso de peso para podermos nos libertar dessas questões.

Precisamos aprender a emagrecer de forma saudável e definitiva, reeducando nossa mente e somente depois disso estaremos prontas para ir em busca do peso ideal e buscar uma vida com mais saúde e qualidade.

Quando nossa mente atrapalha?

Pessoas acima do peso geralmente têm dificuldade para emagrecer porque não trabalham o fator psicológico envolvido na alimentação.

emoções Aliás, muitas pessoas não sabem que existe um fator psicológico e emocional que pode comprometer a perda de peso.

Muitas vezes usamos a comida como válvula de escape com já mencionado acima, ou então, quando saímos do que nos propomos a fazer, sentimos muita culpa e vergonha.

Isso nos faz “chutar o balde” e comer de forma descontrolada na maioria das vezes.

Talvez você se sinta culpada por não conseguir emagrecer e muito provavelmente faz disso a causa principal pelos seus problemas como:

  • Solidão;
  • Relacionamentos infelizes;
  • Problemas no trabalho;
  • Entre muitos outros.

Isso afeta diretamente a autoestima e a autoconfiança, nos deixando mais desmotivados no que nos propomos a realizar.

Há ainda uma questão muito importante que o excesso de peso acaba causando que é não acreditar em si mesmo e achar que não é capaz de emagrecer depois de tantas tentativas frustradas.

emoções Você deve ficar pensando como sua vida será quando finalmente conseguir emagrecer.

Entretanto, você não consegue sair do lugar ou quando começa a emagrecer logo desiste e volta a engordar.

Essas dificuldades podem surgir por diversos motivos:

  • Traumas;
  • Estresse;
  • Depressão;
  • Ansiedade;
  • Experiências anteriores (como o comportamento dos pais em relação à alimentação e ao seu peso);
  • Situações em que houve privação de alimentos;
  • Entre muitos outros fatores que variam de pessoa para pessoa.

emoções É muito importante se questionar e identificar suas experiências e o seu comportamento em relação à comida.

emoções
Qual seu comportamento em relação a comida?
  • Você já parou par refletir com é sua relação com a comida?
  • O que a comida significa para você?
  • Ou qual espaço a comida possui hoje em sua vida?

Algumas vezes, emagrecer significa  muito mais que ver a balança descer,  significa que terá que entrar em contato com problemas que podemos considerar ainda mais difíceis e assumir a responsabilidade pelos nossos êxitos e fracassos.

Problemas estes que não desejamos que venha a tona e isso acaba nos estagnando por motivos conscientes, mas muitas vezes inconscientes.

emoções Ninguém usa o sobrepeso para fugir dos problemas e responsabilidades de forma consciente.

É difícil perceber sozinho esse tipo de situação, mas elas certamente prejudicam a sua saúde, muitas vezes essa “fuga” que buscamos nos alimentos é inconsciente e geralmente quando nos damos conta já foi ganho 10 quilos.

Nossas emoções precisam ser identificadas para que possam ser trabalhadas de maneira correta e não estou falando somente da questão física que incomoda a maioria das mulheres, mas também a emocional, além da sua autoestima e felicidade.

Por isso, é preciso encarar essas questões e buscar orientação profissional para lidar com elas.

O profissional vai lhe ajudar a entender o que está ocorrendo, se de fato é uma questão emocional ou fisiológica.

E vai lhe ajudar  identificar quais os gatilhos e emoções que estão lhe impedindo de emagrecer e alcançar sua meta desejada.

emoções Busque o que lhe faz bem e verá que é capaz de coisas que nem imagina.

Leia também esse artigo que diz sobre organizar metas e atingir objetivos: https://opsicologoonline.com.br/planejamento-e-emagrecimento/

Giuliana Ghiraldello

[captura]

Giuliana Ghiraldello CRP 06/129.394,  Psicóloga Clínica, idealizadora do Emagrecimento em Ação.

Consultora em emagrecimento, palestrante, orientadora profissional e de carreira.

Trabalho com atendimentos psicoterapêuticos individuais e em grupo em meu consultório particular e online.

Atendimento infantil, adolescentes, adultos e dependência química.

Orientação Psicológica online.

Administro o grupo online – Desafio: Emagrecendo a Mente e Desafio 21 Semanas – Emagrecimento em Ação

Contatos: Fanpage: Emagrecimento em Ação

Contatos: Fanpage: https://www.facebook.com/PsicologaGiulianaGhiraldello

Telefone: (11) 9 8925-8110 Whatssap

Email: psicóloga.giuliana@gmail.com

Instagram: @emagrecimento_em_acao

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Carlos Costa

Carlos Costa

Psicólogo há 3 anos (CRP-06/122657), coach, empreendedor, músico, poeta e escritor. CEO e fundador do portal e plataforma “O Psicólogo Online”. Através de seus cursos e materias vem contribuindo com a psicologia e com os profissionais psicólogos para uma melhor prática da psicologia online no Brasil e com a valorização da profissão. É criador da plataforma de atendimento online “O Psicólogo Online” que auxilia psicólogos a agendarem e receberem por suas sessões de forma simples e segura.

Artigos recentes