Drogas e Paixões

Drogas e Paixões

DROGAS E PAIXÕES

Olá, sou psicoterapeuta especialista em consumo e consumidores de substâncias psicoativas e atendimento familiar.

Desejo apresentar histórias, artes, estudos e reflexões sobre a influência mútua das drogas e das paixões na nossa vida.

Atendo adolescentes, famílias e casais na modalidade presencial e on-line.

Proponho uma coluna para falar sobre as pessoas com diversos modos de uso de drogas e seus impactos nas relações com os outros e com o mundo: as paixões humanas.

As drogas são substâncias que alteram nossas percepções e sempre fizeram parte da sociedade, seja em momentos de lazer, ritualísticos ou medicinais.

Quando acolhemos uma pessoa que faz uso de drogas, olhamos mais para a substância e esquecemos que há uma pessoa única e seus amores nessa trama de relações.  

Como você tem lidado com essa questão? Drogas e Paixões

Como tem se relacionado com as pessoas usuárias de drogas?

Costuma se dar conta que também há drogas legalizadas?

E quando essa pessoa faz parte da sua família ou é um amigo bem próximo, a sua atitude muda?

Costumamos acreditar que as drogas estão longe da nossa realidade, mas nosso dia-a-dia está repleto de drogas que nos ajuda a lidar com os sentimentos, amores e dores inerentes à vida.

Prazeres e paixões nos mantêm ligados à existência e traz à tona sentimentos intensos e uma busca desenfreada por saciar nossas vontades.

Qualquer pessoa que já se encantou um dia sentiu na pele essa ligação intensa. Drogas e Paixões

Na modernidade, as pessoas estão apaixonadas pela internet, compras, sexo, comida, chocolate ou doces, corpo perfeito, suplementos para aumentar a performance, medicações para dormir, remédios para não sentir dor…

Apaixonadas pelo prazer que encontram nas coisas mais variadas e inusitadas: apaixonadas pela relação de consumo.

E, algumas pessoas, acabam se apaixonando por substâncias legalizadas ou proibidas. Drogas e Paixões

Algumas ficam conectadas com outras paixões e nem acham que estão dependentes, pois o que estão consumindo é legalizado ou não está sendo ingerido, inalado ou aplicado.

Seja qual for a “droga”, há uma história com momentos, sofrimentos, desejos, conquistas e projetos de vida, há paixões boas ou más, leves ou intensas, permitidas ou proibidas.

Para algumas pessoas, desconectar da “droga” é bem difícil e os danos já foram tantos que não conseguimos encontrar mais redes de cuidado social e até mesmo auto-cuidado.

Drogas e Paixões
Drogas e Paixões

Nesse momento, a orientação aos familiares e pessoas significativas é essencial para ajudar a pessoas em uso nocivo a reconstruir um projeto de vida.

A família, próxima ou não, acaba interferindo e se impactando com esse comportamento abusivo ou dependente.

Você já se apaixonou por alguém ou algo?

Aprendeu, na prática, se é fácil se afastar desse algo ou de alguém?

Lembra dos conselhos que recebeu dos amigos?

E as recaídas após o afastamento mesmo estando decidido plenamente sobre a sua escolha…

Com as drogas, qualquer uma delas, esse processo de mudança das paixões não é diferente, mas a resposta da rede social e familiar tem outra pressão…

Nessa coluna, estarei lhe convidando a colocar na berlinda as histórias particulares, os casos inusitados, os encontros e desencontros das paixões além das drogas, sem deixar de falar no tema, claro.

Mas ao invés de julgamentos e medos, desejo uma conversa aberta com intuito de ampliar a percepção dos sistemas envolvidos.

Enfim, dialogar de forma escrita e lhe convidar para nos futuros atos se dispor a arte de revisar nossos conceitos sobre drogas e paixões.

Recomendo que você leia também: Drogas: Por Que os Adolescentes Acreditam Que Deveriam Usá-las?

[captura]

Darliane Dantas de Oliveira é Psicóloga Clínica e Hospitalar (CRP 17/1204), tem formação em Gestalt-Terapia e especialização em “Abordagem Sistêmica Familiar” e “Consumo e Consumidores de Substâncias Psicoativas”.

Atua em Natal e Parnamirim-RN, além de fazer atendimentos on-line.

Atende adolescente, gestante, casal e família. É também poetisa, amante da música, curiosa e colaboradora da comissão de saúde do CRP-RN.

Email: darlianedantaspsi@gmail.com
Facebook: darlianedantaspsi

Instagran: @darlianedantaspsi

WhatsApp: 84-9904-7333

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Carlos Costa

Carlos Costa

Psicólogo há 3 anos (CRP-06/122657), coach, empreendedor, músico, poeta e escritor. CEO e fundador do portal e plataforma “O Psicólogo Online”. Através de seus cursos e materias vem contribuindo com a psicologia e com os profissionais psicólogos para uma melhor prática da psicologia online no Brasil e com a valorização da profissão. É criador da plataforma de atendimento online “O Psicólogo Online” que auxilia psicólogos a agendarem e receberem por suas sessões de forma simples e segura.

Artigos recentes