Skip to main content
Diagnóstico de depressão

Diagnóstico de Depressão: O Que Isso Significa? Descubra Aqui!

Tempo estimado de leitura: 4 minutos

Diagnóstico de Depressão

Diagnóstico de Depressão

Sabe-se que a tristeza faz parte das emoções básicas do ser humano e ela se apresenta em momento diversos da vida.

Entretanto, existem critérios para diagnosticar e diferenciar a tristeza comum do Transtorno Depressivo.

O transtorno Depressivo pode acometer qualquer pessoa, desde a infância até a velhice.

Em qualquer dos casos ele é passível de tratamento e controle. Diagnóstico de Depressão

Receber o diagnóstico de Depressão dificilmente será algo confortável.

Por um lado muitos pensamentos, mitos e sentimentos como a vergonha, o fracasso e a decepção envolvem este momento.

Porém, o diagnóstico também elicia uma esperança de melhora, de retomada do prazer, do olhar vivo e disposto para a vida.

Após o diagnóstico de depressão, o paciente é o principal personagem na busca pelo reequilíbrio de suas emoções e principalmente no que se refere a seguir as orientações dos profissionais que o acompanham.

 

É importante esclarecer que o termo diagnóstico é o ato de descrever e analisar os sintomas (informados/declarados) e sinais (observáveis) apresentados pelo paciente no momento da consulta.

É uma maneira de se trabalhar com mais clareza e objetividade em busca da cura, da diminuição dos sintomas e melhora da qualidade de vida do paciente.

O diagnóstico de Depressão é basicamente clínico e requer durante a consulta médica ou psicológica, o máximo de informações possíveis para averiguar:

  • o estado de humor e suas alterações,
  • questões relacionadas ao prazer,
  • motivação,
  • produtividade e trabalho,
  • sobre a vida social,
  • qualidade do sono,
  • alteração dos pensamentos,
  • tempo e duração dos sintomas,
  • entre outras informações importantes para fechamento do diagnóstico.

 

Em um primeiro momento observa-se principalmente os sintomas e os sinais presentes.

Mas também pode ser importante o encaminhamento médico para a realização de exames laboratoriais, exames físicos e avaliação psicológica, com objetivo de afastar outras doenças ou identificar o uso de substâncias medicamentosas ou não, como fatores que podem estar relacionados ao quadro depressivo.

Recomendo que você leia também: Depressão: Entenda os Aspectos Gerais Do Transtorno Depressivo!

O tratamento disponível na área da saúde mental para a Depressão envolve acompanhamento psicológico.

Em alguns casos também há necessidade de terapia medicamentosa, que poderá ser acompanhado por um médico psiquiatra.

O uso de medicamentos proporciona o equilíbrio emocional mais rápido e melhora a atividade neuronal do cérebro e suas funções, auxiliando no processo de diminuição dos sintomas.

Diagnóstico de Depressão Entretanto, é importante salientar que a medicação em si não tem o objetivo de tratar as causas da Depressão e quem faz este acompanhamento é o Psicólogo durante o processo psicoterápico.

 

As sessões/atendimentos de psicoterapia buscarão (com o tempo) diminuir o uso do medicamento (e seu desmame), aumentar a qualidade de vida e autonomia do paciente, amenizar o impacto dos sintomas e suas causas no cotidiano da pessoa com Depressão.

A representação social, no que se refere ao senso comum, ainda costuma invalidar ou negar de alguma forma tudo aquilo que a depressão causa e retira da vida de uma pessoa – o desejo de viver, a vontade de realizar, a energia física e psicológica.

O fato de se confirmar uma Depressão pode tornar-se um peso maior quando em algum momento houver a necessidade de assumi-la, pois existe uma tendência de se taxar o deprimido como alguém que não se esforça e não tem força de vontade.

Sabemos que isto não é verdade e que a Depressão é uma patologia que merece toda atenção e cuidados.

Em seu estado mais grave e profundo, pode inclusive levar uma pessoa a cometer um ato de suicídio.

Diagnóstico de Depressão Não porque ela seja fraca, preguiçosa, falta de fé ou não dê valor a tudo que tem, mas a dor na alma torna-se tão intensa junto com a dificuldade de se libertar do vazio que há em si, que o propósito é cessar com o sofrimento e livrar-se da dor.

 

A rede de apoio, seja ela familiar, de amigos ou de instituições, assim como o acompanhamento médico e psicológico são essenciais para evitarmos que o problema se agrave ainda mais. 

Diagnóstico de depressão: A rede de apoio é importantíssima!
Diagnóstico de depressão: A rede de apoio é importantíssima!

 

E além de evitar o isolamento social, a rede de apoio possibilita que a pessoa com Depressão tenha companhia, que mantenha suas atividades cotidianas e convivência com outras pessoas.

Quanto mais isolado estiver, maiores serão as chances de que o depressivo se entregue e não busque ajuda para enfrentar e vencer a Depressão.

Dispor-se ao tratamento é um ato de coragem e demonstra o desejo de viver uma vida com mais sentido, significados e qualidade.

 

Busque ajuda. Você não estará só!

Com carinho,

Gracy Ramos da S. Nakakura.

graceGracy Ramos da S. Nakakura | CRP 01/17360.

Psicóloga Clínica, palestrante, atua com atendimento infantil, de adultos e idosos, com base na Terapia Cognitivo-Comportamental e atendimento Psicopedagógico.

Realiza acompanhamento e Orientação para Pais e Educadores.

Avaliação psicológica e para Cirurgia Bariátrica (pré e pós-operatório).

Já atuou com grupo de pré-adoção em parceria com a 1ª VIJ/DF e com grupo de pais agressores em cumprimento de medidas alternativas pelo MPDFT/TJDF em Samambaia/DF.

Idealizadora do Projeto Conversações Psi –  www.facebook.com/conversacoespsi

Contatos: Consultório – C1 lote 1/13,  8º andar – Sala 810 –  ED. Taguatinga Trade Center – Taguatinga Centro/DF

Telefone: 61 – 981151928 (Whatsapp)

Instagram: @psigracy.rsnakakura

E-mail: gracyrsn.psi@gmail.com

Carlos Costa

Psicólogo (CRP 06/122657), Coach, Empreendedor, Músico e Poeta. Idealizador do projeto O Psicólogo Online que tem por objetivo produzir conteúdo informativo e educativo sobre psicologia, saúde mental e assuntos relacionados, além de prestar serviços de orientação psicológica online.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.