Skip to main content
Dia da mulher

Dia da Mulher: Um Dia Para Pensarmos Sobre a Mulher e Sua Saúde Mental!

Tempo estimado de leitura: 6 minutos

Dia da Mulher

Que satisfação publicar mais um texto em um dia expressamente simbólico e cheio de significados para nós Mulheres.

Não porque acredite que o dia da mulher é só nos dias 8 de Março de cada ano, mas pela oportunidade de termos um dia para relembrar este marco na História Mundial.

O dia 8 de Março é reconhecido internacionalmente como o “Dia da Mulher”, aquela que séculos atrás, assim como nos dias de hoje, reivindicou seus direitos trabalhistas, o respeito, o reconhecimento e o seu espaço dentro de uma sociedade patriarcal, além da luta pelo fim do trabalho infantil, que era bastante comum na época da Revolução Industrial.

Muitos avanços e conquistas as mulheres já tiveram desde que esta luta iniciou na metade do século XIX nos Estados Unidos e Europa, mas ainda tem muito que avançar. Dia da Mulher

Este dia não deve ser apenas um dia para presentear a mulher, parabeniza-la por suas conquistas perante a sociedade, por seu esforço diário e por todos os papéis que ela desempenha em sua vida particular e social.

Mas sim, deve ser um dia em que a sociedade pare para discutir as discriminações e preconceitos na ocupação de cargos nas empresas, nas diferenças salariais (que ainda existem), sobre a violência moral, sexual, financeira e psicológica que muitas mulheres sofrem diariamente, e além disso, que seja um dia para se pensar sobre a saúde mental da mulher.

O tempo passou e a mulher moderna ou contemporânea está aí representada ao seu lado no seu local de trabalho, dentro do ônibus, no carro da frente, na rua… Dia da Mulher

É aquela que desenvolve várias funções concomitantes: Ela é mãe, filha, esposa, dona de casa, profissional, estudante, motorista, educadora, e claro, mulher!

Mulher com toda a sua amorosidade, perseverança e cuidado com tudo e todos, com seu jeito peculiar de enxergar a vida e as pessoas ao seu redor.

Mas me pergunto até que ponto ser uma mulher tão versátil e tão moderna é um fator tão benéfico para a sua saúde física, emocional e psicológica?

Dia da mulher
Dia da mulher

Por um lado, temos a emancipação feminina e por outro o acúmulo de muitas funções diárias, como resultado de sua afirmação social.

Sim! Dia da Mulher

Existem muitas mulheres que tem grande apoio de seus parceiros e familiares no que diz respeito a divisão da responsabilidade dentro do lar, no cuidado com os dos filhos, educação, no apoio à vida profissional, mas a grande maioria ainda está longe desta realidade.

Apesar disso, o grande desafio que se interpõe dentro deste contexto é a preocupação com a preservação e manutenção da saúde mental e emocional, e da qualidade de vida desta mulher que sofre impactos internos e externos que podem se tornar fatores contribuintes para o surgimento de transtornos psicológicos, como a depressão, por exemplo.

Diante desta realidade, é possível encontrar na literatura vários estudos que apontam que a mulher tem maior propensão ao desenvolvimento de transtornos psicológicos quando comparada com o homem.

Dia da Mulher Mas não existem diferenças de gênero quanto aos sintomas, a duração, resposta aos tratamentos e também ao comprometimento das suas funções, quando se trata de Transtorno Depressivo Maior.

Outros fatores contribuem para que a mulher seja o alvo principal do Transtorno Depressivo, além dos que já foram citados mais acima, como por exemplo as próprias características marcantes de seu desenvolvimento: Dia da Mulher

  • as alterações hormonais que geram a menarca (1ª menstruação),
  • as transformações físicas evidentes,
  • a preparação mensal interna do corpo para menstruação,
  • as mudanças da própria gravidez e do pós-parto,
  • o climatério e a menopausa,

São alguns dos marcos, além da necessidade e desenvolvimento da maturação psicológica que acompanha todo estes processos ao longo dos seus anos de vida.  Dia da Mulher

A mulher é o reflexo da conquista, da garra, da vontade de vencer e de ser reconhecida por tudo isso!

Ela se divide em muitas para conseguir realizar com eficiência todas as suas funções, obedecendo o tempo que não dá trégua, mas que por outro lado e em muitos casos pode demonstrar também o cansaço e o esgotamento físico e emocional diante de tantas exigências impostas.

E em certos momentos e períodos de tempo: Dia da Mulher

  • o cansaço triplica,
  • a energia se escorre pelo ralo,
  • o emocional se abala,
  • as preocupações de acumulam,
  • o humor deprime,
  • a irritação toma lugar,
  • a desesperança surge em seu cotidiano,
  • as lágrimas rolam com mais facilidade,
  • sente-se desinteressada por coisas que antes lhe traziam prazer,
  • a tal da culpa aparece e só atrapalha ainda mais a situação,
  • um sentimento de desvalia, de inutilidade e incapacidade se tornam mais intensos.

Esses são alguns dos sintomas que sugerem o Transtorno Depressivo e que merecem toda a atenção e cuidados para que não se agravem e leve a consequências mais trágicas, como o suicídio. Dia da Mulher

Dia da mulher
Dia da mulher

A identificação dos sintomas é muito importante para que o tratamento possa ser iniciado o quanto antes, reduzindo o impacto e as disfunções causadas pela Depressão em seu cotidiano.

A procura por ajuda pode ser feita pela própria mulher ou por algum familiar ou amigos que percebam essas alterações em sua produtividade e no humor, por mais de 15 dias.

Há casos em que haverá necessidade de terapia medicamentosa e em outros somente o acompanhamento psicológico já pode ser positivo e promover melhoras em termos de alívio e diminuição dos sintomas e das disfunções geradas pela Depressão.

Entretanto, esta avaliação deve ser feita por um Psicólogo ou Psiquiatra, que por meio da observação e uso de instrumentos, poderá indicar o melhor tratamento para cada caso. Dia da Mulher

Dia da Mulher O elevado nível de estresse cotidiano pode estar relacionado ao desenvolvimento da Depressão, mas quero lhe informar que você pode prevenir este quadro, e eu vou informar algumas dicas básicas:

Dia da mulher
Dia da mulher

CUIDE-SE!

Tire tempo para você, para cuidar de sua aparência, do seu corpo, cuidar da sua autoestima, da sua mente!

DIVIDA AS FUNÇÕES!

Não assuma todas as responsabilidades do cotidiano familiar.

Divida as atividades com seu parceiro ou demais familiares, e inclusive, pode incluir os filhos, dando a eles atividades adequadas a sua idade.

PRATIQUE EXERCÍCIO FÍSICO!

A prática de atividade física libera hormônios de relaxamento e prazer.

RESPEITE SEU SONO!

Ter uma rotina com horário certo para ir para a cama, aumenta a qualidade do seu sono e consequentemente você estará mais disposta no dia seguinte.

– FAÇA ALGO PRAZEROSO!

Ter um momento seu, realizando algo que realmente gosta, proporciona prazer, e pode vir a ser um grande redutor de estresse.

MANTENHA SUA VIDA SOCIAL!

Não se isole! Toda as pessoas têm problemas, sejam eles quais forem! Fortaleça seus relacionamentos interpessoais.

Conviva com outras pessoas, tenha companhia para um passeio, para dividir o fardo, para jogar conversa fora, dar boas gargalhadas, etc.. Isso também é saúde mental!

MANTENHA SUA ATENÇÃO!

Seja onde estiver ou fazendo qualquer coisa, esteja plenamente ou consciente naquele momento, vivenciando-o inteiramente.

Estar fisicamente em um lugar com seus pensamentos direcionados a outro lugar, problemas e pessoas, certamente elevará o seu nível de preocupação, estresse e ansiedade.

Se está com seus filhos, esteja! Se estiver trabalho, esteja! Se estiver estudando, esteja, de forma plena e consciente do que está a realizar.

Dia da Mulher Por último eu diria para que você, caso tenha se identificado e se encontre com sintomas depressivos, ou conhece alguma Mulher nestas condições, BUSQUE AJUDA o quanto antes!!

O adoecimento psicológico pode ser evitado!!

O que eu desejo para cada uma de vocês neste 8 de Março? Saúde (Mental).

Recomendo que você leia também: Depressão e Culpa Materna: Como Surgem e o Que Fazer Para Evitá-las?

Com carinho,

Gracy Ramos

Psicóloga, mas antes, Mulher!

 

Gracy Ramos da S. Nakakura | CRP 01/17360.

Psicóloga Clínica, palestrante, atua com atendimento infantil, de adultos e idosos, com base na Terapia Cognitivo-Comportamental e atendimento Psicopedagógico.

Realiza acompanhamento e Orientação para Pais e Educadores.

Avaliação psicológica e para Cirurgia Bariátrica (pré e pós-operatório).

Já atuou com grupo de pré-adoção em parceria com a 1ª VIJ/DF e com grupo de pais agressores em cumprimento de medidas alternativas pelo MPDFT/TJDF em Samambaia/DF.

Idealizadora do Projeto Conversações Psi –  www.facebook.com/conversacoespsi

Contatos: Consultório – C1 lote 1/13,  8º andar – Sala 810 –  ED. Taguatinga Trade Center – Taguatinga Centro/DF

Telefone: 61 – 981151928 (Whatsapp)

Instagram: @psigracy.rsnakakura

E-mail: gracyrsn.psi@gmail.com

Carlos Costa

Psicólogo (CRP 06/122657), Coach, Empreendedor, Músico e Poeta. Idealizador do projeto O Psicólogo Online que tem por objetivo produzir conteúdo informativo e educativo sobre psicologia, saúde mental e assuntos relacionados, além de prestar serviços de orientação psicológica online.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.