Depressão no Trabalho: Porque Isso Acontece e Como Reverter Esse Quadro?

depressão no trabalho

Depressão no trabalho

Dizem por aí que o ano só começa após o feriado de Carnaval, momento em que a rotina é retomada com mais força e maior exigência de organização.

É o fim das férias, início das aulas escolares e demais cursos.

Planejamentos são feitos para os próximos meses e o trabalho laboral volta a seguir um fluxo e ritmo mais contínuo para a grande maioria das pessoas.

Mas isso não quer dizer que os velhos problemas do trabalho tenham ficado para trás!

  • A rotina exaustiva;
  • As cobranças dos superiores;
  • As metas a serem atingidas;
  • Reuniões fora de hora;
  • Horários rígidos a cumprir;
  • Relatórios a entregar;
  • As relações profissionais;
  • A falta de diálogo;
  • Imposições;
  • O pouco espaço para tomada de decisões e autonomia.

depressão no trabalho São apenas alguns dos fatores que podem levar uma pessoa a apresentar sintomas depressivos e estresse graves.

depressão no trabalho
Sintomas depressivos e estresses graves.

Não é por acaso que a OMS (Organização Mundial de Saúde) aponta em seus estudos que até o ano de 2020 a Depressão será a 2ª maior causa de incapacidade e afastamentos do trabalho.

No ano de 2016 foram mais de 75 mil pessoas afastadas de suas funções laborais por causa da doença e somente 5% são reintegradas ao trabalho.

Isso quer dizer que a maioria das pessoas ficam longos períodos recebendo auxílio-doença e não há programas governamentais que se preocupem diretamente com os cuidados, tratamentos ou prevenção do adoecimento.

O trabalho e/ou emprego faz parte do que chamamos de “pilares da vida”, assim como a Saúde, o Casamento, a Família, Vida Afetiva, Espiritual etc.

Pense em uma construção:

Lançam-se as bases da edificação e seus pilares de sustentação para que a mesma possa ter estabilidade.

depressão no trabalho Quando um desses pilares ou vários deles sofrem algum tipo de dano, a estrutura inteira ou boa parte dela corre o risco de ruir.

Esta analogia retrata bem a forma como a Depressão vai surgindo…

É como se alguns pilares sofressem algumas rachaduras e fossem desabando lentamente, e a vida ruindo pouco a pouco..

Mas, sendo o Trabalho/Emprego um importante Pilar:

  • Quem não deseja que ele ofereça ganhos justos e condizentes com seu esforço físico e mental;
  • Que proporcione a liberdade de criar e ser autônomo e ainda produtivo para si mesmo e para a empresa;
  • Que ofereça cuidado com sua saúde emocional, pessoal e familiar.

depressão no trabalho Não é mesmo?

Apesar de inicialmente o foco estar mais voltado na questão da remuneração, existem outros fatores, como o Clima Organizacional, por exemplo, que são de grande importância e que aumentam a possibilidade de se manter uma boa saúde mental e evitar o adoecimento psíquico no contexto de trabalho.

Leia também este artigo complementar que nos diz como o estresse no trabalho afeta a saúde do trabalhador e a organização:  https://opsicologoonline.com.br/estresse-no-trabalho/

O Clima organizacional é um conceito que compreende:

  • O campo da subjetividade e diz respeito à forma como os trabalhadores percebem o seu ambiente de trabalho;
  • O clima e as relações mantidas entre seus pares e as chefias;
  • A abertura ao diálogo e comunicação;
  • A transparência nos processos;
  • A confiança;
  • Condições de trabalho;
  • Etc.

depressão no trabalho. Gerando grande influência na produtividade, motivação e engajamento do funcionário.

depressão no trabalho
Depende-se do clima Organizacional a produtividade, motivação e engajamento do funcionário.

Trata-se, portanto, de um “ambiente psicológico” capaz de gerar resultados positivos para a empresa, mas principalmente ao funcionário, que estando satisfeito, torna-se co-responsável pela imagem e desempenho organizacional.

O Trabalho/Emprego portanto, não se resume apenas na relação de cumprimento de ordens, horários e recebimento de salário, mas ele tem uma faceta muito mais profunda que é a Representação Social.

Ele nos fala sobre Pertencimento a um grupo/classe, sobre a capacidade aquisitiva de uma pessoa, de quem somos (características pessoais/personalidade), habilidades e desenvolturas, os conhecimentos, capacidade de mudança e crescimento, aprendizagem, etc.

E nos permite ter responsabilidade, cumprir e fazer compromissos financeiros, usufruir de lazer, realizar desejos e sonhos, além de ser uma importante rede social.

depressão no trabalho Diariamente as pessoas ocupam seus postos de trabalho com tudo o que tem e são em termos psicológicos e emocionais:

  • Com seus traumas e medos;
  • Sonhos e desejos;
  • Expectativas e frustrações;
  • Regados de preocupações financeiras;
  • Preocupações familiares.

E por mais que haja a necessidade de fazer separação e manter o profissionalismo, em algum momento ou por algum gatilho, essas questões pessoais surgem e em confronto com o ambiente psicológico do trabalho (se não for positivo) podem resultar em Depressão.

Apesar de ser um transtorno recorrente (infelizmente) e bastante presente nas Organizações, ainda é comum que seja negligenciado e não reconhecido, levando o profissional a sofrer sozinho com seus questionamentos, chegando a ser visto como preguiçoso ou desinteressado.

depressão no trabalho Manter o equilíbrio neste contexto exige que a pessoa:

  • Desenvolva a capacidade de gerir suas emoções adequadamente
  • Agir positivamente diante das suas próprias reações emocionais e de seus colegas e chefias.

Mas para que esse quadro seja revertido, precisamos primeiro compreender o que é a Depressão para poder diferenciá-la de uma tristeza comum

Leia o Artigo Depressão: Entenda os Aspectos Gerais Do Transtorno Depressivo!

Em linhas gerais, a tristeza comum é passageira, tem um motivo real.

Enquanto que a tristeza da Depressão é mais intensa, sem motivo aparente e leva a pessoa a experimentar momentos de grande solidão e desesperança, precisando ser acompanhada e tratada por um profissional adequado e competente, pois estamos falando de uma psicopatologia.

Vale lembrar que os sintomas podem variar de pessoa para pessoa.

depressão no trabalho Em segundo lugar as empresas precisam:

  • Promover mudanças em sua Gestão;
  • Elaborar um alinhamento contínuo entre as necessidades organizacionais e do trabalhador;
  • Proporcionar um ambiente psicologicamente mais leve e prazeroso, além de saudável.
  • Incluir programas de Qualidade de Vida;
  • Suporte Psicológico;
  • Incentivo ao crescimento intelectual e profissional;
  • Promover espaços de diálogo e aceitação e instrumentos que possam identificar abusos psicológicos e emocionais sofrido nas relações de trabalho.

Toda e qualquer ação voltada para a prevenção do adoecimento psicológico nas Organizações se reverte em um grande investimento no capital humano e principalmente na Saúde do trabalhador, resultando na diminuição de afastamentos e absenteísmo, e no aumento da satisfação de seus colaboradores.

Com Carinho,

Gracy Ramos

 

[thrive_leads id=’498′]

 

Gracy Ramos da S. Nakakura | CRP 01/17360.

Psicóloga Clínica, palestrante, atua com atendimento infantil, de adultos e idosos, com base na Terapia Cognitivo-Comportamental e atendimento Psicopedagógico.

Realiza acompanhamento e Orientação para Pais e Educadores.

Avaliação psicológica e para Cirurgia Bariátrica (pré e pós-operatório).

Já atuou com grupo de pré-adoção em parceria com a 1ª VIJ/DF e com grupo de pais agressores em cumprimento de medidas alternativas pelo MPDFT/TJDF em Samambaia/DF.

Idealizadora do Projeto Conversações Psi –  www.facebook.com/conversacoespsi

Contatos: Consultório – C1 lote 1/13,  8º andar – Sala 810 –  ED. Taguatinga Trade Center – Taguatinga Centro/DF

Telefone: 61 – 981151928 (Whatsapp)

Instagram: @psigracy.rsnakakura

E-mail: gracyrsn.psi@gmail.com

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Carlos Costa

Carlos Costa

Psicólogo há 3 anos (CRP-06/122657), coach, empreendedor, músico, poeta e escritor. CEO e fundador do portal e plataforma “O Psicólogo Online”. Através de seus cursos e materias vem contribuindo com a psicologia e com os profissionais psicólogos para uma melhor prática da psicologia online no Brasil e com a valorização da profissão. É criador da plataforma de atendimento online “O Psicólogo Online” que auxilia psicólogos a agendarem e receberem por suas sessões de forma simples e segura.

Artigos recentes