Cuidados com a Black Friday

O mês da Black Friday chegou e com ele as campanhas agressivas de marketing das lojas. Para que você aproveite bem esse momento, entretanto, são necessários alguns cuidados
cuidados com black friday

O mês da Black Friday chegou e com ele as campanhas agressivas de marketing das lojas. Para que você aproveite bem esse momento, entretanto, são necessários alguns cuidados. Vamos falar sobre isso no texto de hoje. 

Antes disso, um pouco de história: a Black Friday começou nos Estados Unidos, nos anos 60, numa sexta-feira após o dia de Ação de Graças, uma data comemorativa muito importante para os norte-americanos. Como o comércio fecha durante a quinta-feira do dia de Ação de Graças, o intenso movimento do dia seguinte começou a ser chamado de Black Friday, para desespero da polícia e alegria dos lojistas. 

No Brasil, a data comercial Black Friday só foi adotada a partir de 2010 e logo recebeu o apelido pejorativo de “Black Fraude”, por conta do comportamento desonesto de alguns lojistas de maquiar o preço antes da Black Friday para vender pelo preço normal durante a sexta-feira. 

Mas não é só por conta disso que você precisa tomar cuidado com a Black Friday.

Na verdade, o objetivo dessas datas comerciais inventadas é aquecer o comércio e fazer você comprar mais. Muitas vezes, comprar o que você não precisa. 

Os especialistas em marketing conhecem muito bem a mente humana e sabem quais são os gatilhos mentais que eles precisam ativar para fazer com que você compre de maneira impulsiva. E isso vale tanto para compras presenciais como para compras online.

O comportamento de manada

O primeiro gatilho utilizado na Black Friday é o efeito manada. O próprio fato de se estabelecer uma data apenas para o consumo já predispõe as pessoas a quererem comprar. Afinal, todos estão comprando e você não quer ficar de fora. 

E como se isso não bastasse, o comércio promove eventos de abertura de loja, às vezes em horários inusitados. Tudo isso cria um incentivo muito forte ao consumo por impulso. 

A aversão à perda

O segundo gatilho é a aversão à perda. Não só por não querer ficar de fora, mas porque as lojas te induzem a pensar que os estoques estão acabando. Sempre digo que nós não queremos perder nada, nem mesmo aquilo que não temos. 

E é assim que o marketing segue se aproveitando dessa nossa fragilidade para nos fazer temer a perda dos produtos que estão acabando, dos descontos que “só” aparecem nessa data.

A escassez

O sentimento de aversão à perda está intimamente relacionado com o gatilho de escassez. Você não quer perder aquilo que te disseram que está acabando. 

Mas será que está acabando mesmo? Provavelmente não!

Observe, por exemplo, os sites de compra de passagens aéreas. Muitas vezes, ao pesquisar um determinado voo, o site informa que outras 8 pessoas estão pesquisando aquele mesmo trecho e que, além disso, restam apenas 5 vagas no voo. 

Isso pode ou não ser verdade, você não tem como saber. Então cria-se uma aflição, um senso de urgência artificial, que pode fazer com que você compre sem pensar. 

Mas se você acessar o site de novo na semana que vem, é provável que o alerta seja o mesmo: restam apenas 5 vagas no voo.

Como se proteger disso?

O marketing, na maioria das vezes, se utiliza de técnicas não muito louváveis para estimular o consumo por impulso, isso é fato. Mas isso não quer dizer que não podemos fazer nada. 

A primeira coisa a se considerar é: você já estava querendo comprar determinado produto?

Essa pergunta é muito importante, porque se você só passou a querer esse produto durante a Black Friday, as chances de cair no consumo por impulso são maiores. 

Lista de desejos

Então, antes de mais nada, faça uma lista de compras ou lista de desejos.

E isso não é só para a época da Black Friday. Tenha sempre a sua lista de desejos com você. Quando sentir vontade de comprar alguma coisa, em vez de comprar imediatamente, apenas anote na sua lista.

Esse procedimento simples ajuda a acalmar um pouco a aversão à perda e o senso de urgência. 

Faça pesquisa de preços

Depois, com sua lista nas mãos, utilize sites de busca, como Zoom ou Buscapé, e faça uma pesquisa de preços. É possível até mesmo ver o histórico de preços do item que você deseja comprar. 

Assim você pode saber se o desconto que está sendo oferecido na Black Friday é realmente vantajoso. E tenha sempre em mente que, se o desconto não é vantajoso ou é muito pequeno, talvez não valha tanto a pena assim. 

Faça as contas

Depois de decidir se você realmente quer comprar esse produto, pesquisar se o preço está vantajoso, é hora de verificar se você pode comprá-lo, ou seja, se está dentro do seu orçamento.

Muitas pessoas evitam fazer essas contas porque não querem se frustrar ao descobrir que não podem comprar agora. 

Mas essa é uma escolha que você precisa fazer: ou você irá se frustrar ao descobrir que não pode comprar agora, mas pode se planejar para comprar depois, ou irá se frustrar ao descobrir que está endividado porque comprou coisas que estavam fora do seu orçamento. 

Negocie

Se a compra está dentro do seu orçamento, então é hora de comprar? 

Calma aí. 

Não se esqueça de negociar. Se estiver comprando na loja, sempre converse com o vendedor, peça desconto, negocie, fale com o gerente. Leve dinheiro em espécie para tentar obter um desconto maior. 

 

Tomando esses cuidados você poderá aproveitar com segurança a Black Friday ou qualquer outra data de consumo, sem cair nas compras por impulso e sem comprometer o seu orçamento. 

Leia também: Ler esse texto agora vai mudar sua vida

 

Deyse Medeiros é psicóloga (CRP-01/20480) e servidora pública, graduada em Letras e Psicologia, com formação em Psicologia Econômica, e uma estudiosa apaixonada de Educação Financeira. Atua como psicóloga online na abordagem psicanalítica e na interface entre Psicologia Econômica e Educação Financeira.

 

Acredito que quanto mais conscientes estivermos de como nossas emoções afetam nossa relação com o dinheiro, mais capazes seremos de tomar boas decisões. Decisões que realmente reflitam nossa verdade interior, que estejam alinhadas com nossos sonhos e metas, enfim, que nos conduzam a uma vida melhor e mais rica, não só de dinheiro, mas também de experiências e possibilidades.

Contatos:

Website: https://deysemedeirospsi.com.br/

E-mail: contato@deysemedeirospsi.com.br

Instagram e Facebook: @deysemedeirospsi

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn