Skip to main content

Corpo Sexual: Lugar de Aprisionamento ou Prazer?

Tempo estimado de leitura: 3 minutos

Corpo Sexual

Meu maior medo de tocar o meu corpo, é tornar-me, viciada em mim mesma. Isso me assusta! (S. C. S.) Corpo Sexual

Se eu pedisse para algumas pessoas descreverem o que é corpo, muitas pessoas dariam diversos exemplos, alguns iguais, outros diferentes, entretanto, cada indivíduo, possui maneiras diferentes de lidar com o seu próprio corpo e isso ocorre devido à maneira de lidar com o mundo e consigo mesmo, em conseqüência desse processo perpassar as experiências adquiridas no decorrer da vida de cada um.

Desse modo, o CORPO SEXUAL É O LUGAR DE APRISIONAMENTO OU DE PRAZER?

Para responder essa questão, é preciso pensar que cada indivíduo reage aos estímulos, sejam eles positivos ou negativos, de maneira diferente.

Associar corpo/sexo e encará-lo como um corpo sexual, é preciso compreender que o sexo é uma conversa entre os corpos: o toque fala e os sentidos respondem com prazer. Por muitas vezes, nem sempre esse diálogo é espontâneo.

Por muito tempo a nossa sociedade só compreendeu como parte sexual do nosso corpo, às genitálias, visto que, durante anos, ou talvez desde sempre, o homem penetrava seu pênis, em decorrência adquiria o seu prazer, caso a mulher atingisse seu orgasmo, ela estaria feliz, todavia, essa não era uma preocupação do homem.

Mas porque se preocupar com o orgasmo agora, uma vez que, por muito tempo o orgasmo feminino, era algo que não cabia nas discussões e quando esse estabelecia, era tratado como patologia ou possessão demoníaca, você sabia disso?

Só foi admitida a existência do orgasmo feminino, na década de 60.

Com a evolução humana, a mulher conseguiu conquistar sua dignidade e patamar de igualdade com o homem, todavia, as convenções sociais ainda privavam-a de viver na íntegra a sua sexualidade.

Com os estudos e o maior interesse em sanar as dificuldades de prazer das mulheres, foram desenvolvidos estudos e pesquisas objetivando estabelecer ações e estratégias de conhecimento para homens e mulheres se conhecerem e aumentarem seu prazer a partir de cada contato amoroso.

Leia Também: Ser Mãe x Ser Sexual: As Mães Também São Mulheres!

Dentro desse processo, pode-se compreender que o corpo é dotado de diversas zonas erógenas, visto que muitas regiões do nosso corpo são cheias de nervos e dotadas de sensibilidade. Corpo Sexual

Isso quer dizer que, se forem estimuladas, elas possibilitarão muitas sensações de prazer. Cabe ressaltar que, as genitálias, tanto a masculina quanto a feminina, são as partes mais dotadas de sensibilidade, devido o grande fluxo de inervações, entretanto, como já falado anteriormente, não são os únicos canais de prazer e excitação. Corpo Sexual

Fica o convite para deliciarem em seus corpos, afinal, como nos parques de diversões: o que adianta ter todos os brinquedos, se fazemos uso só de um?

É preciso tocar com carinho o corpo do(a) parceiro(a), escolhendo bem a intensidade e os locais. O toque pode ser com as mãos, com a boca, língua e até com os dentes, mas precisa ter cuidado para não machucar, e ao invés de proporcionar prazer, ocasionar dor.

corpo sexual
Corpo Sexual: é preciso ter carinho!

Qualquer parte do corpo vale quando o assunto é prazer, mas as zonas erógenas femininas são pontos especiais que multiplicam a sensação prazerosa e te deixam em ponto de bala, descubra quais são, junto com seu(a) parceiro(a)! Corpo Sexual

Muitas pessoas possuem dificuldades de lidarem com o seu corpo e sua sexualidade, devido às convenções sociais, suas crenças, valores e por muitas vezes, traumas advindos de experiências negativas, além de histórico de doenças.

Leia Também: Sexo Virtual: Do Prazer à Compulsão!

Nesses casos, buscar a ajuda de um especialista (Psicólogo, Sexólogo, Psiquiatra e Ginecologista), poderá ajudar a lidar com tais questões. Corpo Sexual

Fica o convite: Experimente e logo após, responda: O CORPO SEXUAL É O LUGAR DE APRISIONAMENTO OU DE PRAZER?

julianoJuliano Coimbra dos Santos – CRP 16/3680. Psicólogo, Especialista em Sexualidade Humana, Especialista em Gestão Empresarial e de Recursos Humanos, Graduado no Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos. Atua como Psicólogo Clínico e como Psicólogo na Execução da Medida de Internação Socioeducativa no Instituto de Atendimento Socioeducativo do Estado do Espírito Santo – IASES. Diretor da JCSPSIC – Treinamento & Desenvolvimento Humano e atua como Professor do Centro de Pós Graduações – CESAP.

Contato: coimbraopsicologoonline@gmail.com

Carlos Costa

Psicólogo (CRP 06/122657), Coach, Empreendedor, Músico e Poeta. Idealizador do projeto O Psicólogo Online que tem por objetivo produzir conteúdo informativo e educativo sobre psicologia, saúde mental e assuntos relacionados, além de prestar serviços de orientação psicológica online.