Como ter segurança nos relacionamentos?

Muitas vezes é necessário, rever sua postura dentro dessa união e aprender a lidar com as dificuldades e problemas que com certeza surgirão, pois, nenhuma relação duradoura fica livre de dificuldades.
Sad girl is holding heart symbol by her finger and looking at it. Love and relationships concept

Como ter segurança nos relacionamentos? Será possível? Acredito muito no amor e com certeza poderemos ter segurança numa relação.

Antes vamos refletir em alguns pontos. O que é necessário para uma relação saudável? Porque é claro, que a segurança faz parte do relacionamento saudável.

 O que você acredita ser importante para se ter essa relação saudável?

A troca e o compartilhamento, ou seja, o saber dividir e dosar são pontos primordiais, pois faz parte da construção desse relacionamento saudável.

Com os passar do tempo nessa união, muitos se acomodam, esquecendo de boas atitudes e comportamentos no início da relação.

Muitas vezes é necessário, rever sua postura dentro dessa união e aprender a lidar com as dificuldades e problemas que com certeza surgirão, pois, nenhuma relação duradoura fica livre de dificuldades.

Algumas pessoas apresentam muitas dificuldades de lidar com os conflitos existentes e sofrem por não saberem lidar com isso e consequentemente, não tem coragem e iniciativa para tomar suas decisões.

Quando não conseguimos enfrentar de frente esses problemas, é necessário procurar ajuda psicológica, ou seja, a psicoterapia, que poderá nortear as suas ideias, entender o mecanismo desse bloqueio emocional e com tudo isso levando ao autoconhecimento para assim ter mais facilidade em relacionar-se com as pessoas.

Pois deve ficar claro, que todos nós somos diferente e será necessário respeitar as diferenças individuais.

Mas de onde será que surge a insegurança nos relacionamentos?  Ela é fruto dessas dificuldades.

E como lidar com isso? Vou dar algumas dicas para você colocar em prática e assim conseguir ter mais segurança nessa relação amorosa.

O primeiro passo é acreditar mais em seu potencial, aprenda a se valorizar sempre, isso te tornará uma pessoa mais decidida em suas decisões.

O grande vilão do relacionamento é o ciúme excessivo, que destrói qualquer relação. Quando temos mais autoconfiança fica mais fácil de controlar o ciúme.

Aprenda a respeitar a individualidade do seu parceiro e tenha seus próprios momentos individuais, pois é muito saudável quando apreciamos nossa companhia.

Proponha sempre o diálogo com seu parceiro de uma maneira respeitosa com fala e escuta, dê oportunidade para outro falar. Tenha sempre a clareza de seus sentimentos e desejos.

Não crie expectativas, não idealize tanto, aprenda a ser mais realista.

Isso tudo é fácil? Depende de como está sua autoestima, então vamos refletir de coração aberto em como estamos nos vendo realmente.

Ouvimos muito falar em ter autoestima, mas afinal o que é autoestima?

Autoestima é a imagem que temos de nós mesmos, tanto física como emocional. Quando se fala de autoestima, muito se pensa nos aspectos físicos, que fazem parte, mas acredito que não são os fundamentais.

Temos que ter uma valorização positiva de nós mesmos e estar atento que o lado emocional, é o que mais prejudica a pessoa.

A autoestima está diretamente ligada com o amor-próprio, que deve ser muito cultivado, pois sempre nos fortalece e dá a sonhada autoconfiança, que leva a segurança nos relacionamentos.

E como trabalhar autoestima e autoconfiança? Através do autoconhecimento.

Quando estamos bem consigo mesmo, nos sentimos mais leves e preparados para enfrentar qualquer obstáculo que venha a ocorrer.

O nosso astral melhora e contagia as pessoas que estão ao nosso redor.

Então sempre se valorize, ame-se e curta a vida intensamente, viva cada dia como se fosse o último.

E quando não estiver feliz comigo mesmo? O que posso fazer?

Quando os pacientes chegam até mim, falando que não estão bem consigo mesmo, sempre proponho um exercício para ser feito em casa, sozinhos e de coração aberto.

O exercício é o seguinte, vá até seu espelho, dê preferência que consiga observar seu corpo inteiro.

Olhe sem medo e receio, como eu disse deve-se estar de coração aberto para esse exercício.

Agora que já se olhou por três minutos, mesmo que pareça os minutos mais longos de sua vida. Encare-se!

Pergunte para si mesma: “O que posso melhorar hoje para eu me sentir melhor? Eu disse hoje, não procrastine, jamais deixe para amanhã o que pode ser melhorado em sua autoestima.

Pense sempre em pequenas mudanças, tente reverter essa situação aos poucos. É fundamental dar pequenos passos para que você seja persistente e não desista sendo firme a si mesma.

Cada passo, mesmo que pequeno, são bem significativos.

Você deve estar se perguntando: Mas como melhorar a minha autoestima que está tão abalada?

Vamos por partes, primeiro conscientize-se dessa necessidade pessoal. Esteja disposta a pensar positivamente sobre você, esqueça os maus momentos, agora é a hora de fortalecer-se.

O que você gosta de fazer? O que te agrada?

Faça atividades que lhe dê prazer, que realmente goste de fazer, não abra mão desse investimento.

Muitas vezes, está tão preocupada e ajudar aos outros, que você mesma passa despercebida.

Pense também em se exercitar, isso fará um bem enorme para elevar a autoestima. Faça um esporte que goste. Ah, mas não tenho dinheiro para investir em mim mesma!

Então faça uma caminhada, não arrume desculpas para si e consequentemente adiar seu elevar sua autoestima.

É necessário querer investir em si mesma!

Muitas vezes ficamos rodeados de pessoas que nos fazem mal, então procure estar mais tempo do seu dia com pessoas que goste e que coloquem para cima.

Quanto aos demais, conviva somente o que for realmente necessário.

Agora vou dar o segundo exercício de autoestima, uma atividade bem desafiadora.

Proponho a você pegar um caderninho e anotar como título “minhas conquistas”. Anote diariamente as suas ações para elevar sua autoestima.

O que fez para si hoje? Faça exercício todos os dias para assim aprender a investir ais em você.

Será fácil? No início não será, mas com persistência ficará mais prazeroso olhar realmente para si mesma.

Conseguiu fazer esses dois exercícios? Está pronta para o próximo?

Então lá vai o último exercício de hoje. Pegue aquele caderninho e separe uma outra parte para mais esse exercício.

Escreva numa folha desse caderno seus pensamentos negativos e destrutivos. Agora analise racionalmente como você os encara, mas seja fiel a si mesma.

Coloque esses exercícios em prática e vá em busca da sua felicidade.

Leia também: Término de Relacionamento: Sentimento de Luto. Como Lidar?

Paula Espíndola é psicóloga clínica CRP 06/50889. Especialista em Psicopedagogia Clínica e Institucional. Experiência em atendimentos sobre quaisquer relacionamentos, principalmente os relacionamentos amorosos.

Respondendo dúvidas no Canal do Youtube PAULA ESPÍNDOLA PSICÓLOGA sobre relacionamentos feita através das redes sociais, a seguir:

http://insightpsique.com.br

https://www.insightpsiqueonline.com.br/

https://www.facebook.com/Insightpsique/

https://www.instagram.com/paulaespindolapsicologa

https://www.youtube.com/channel/UCsAhzuEEAIuXFRt4Uymn6sg   

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Carlos Costa

Carlos Costa

Psicólogo há 5 anos (CRP-06/122657), coach, empreendedor, músico, poeta e escritor. CEO e fundador do portal e plataforma “O Psicólogo Online”. Através de seus cursos e materias vem contribuindo com a psicologia e com os profissionais psicólogos para uma melhor prática da psicologia online no Brasil e com a valorização da profissão. É criador da plataforma de atendimento online “O Psicólogo Online” que auxilia psicólogos a agendarem e receberem por suas sessões de forma simples e segura e Co-Fundador do Instituto de Terapia Online, que capacita e certifica profissionais para atuarem online de acordo como o CFP.

Artigos recentes