Skip to main content
Como lidar com um esquizofrênico

Como Lidar Com Um Esquizofrênico? A Importância do Cuidador e da Família!

Tempo estimado de leitura: 3 minutos

Como Lidar Com Um Esquizofrênico?

Como Lidar Com Um Esquizofrênico?

Descobrir que um familiar tem esquizofrenia é muito impactante para qualquer pessoa!

Imaginem uma mãe/pai que espera um dia ver seu filho/a formado/a, com filhos, trabalhando e de repente descobre que isso não será mais possível? Ou igualmente um casal com uma vida toda pela frente? Como Lidar Com Um Esquizofrênico?

É nesse momento que surgem os mais diversos sentimentos: raiva, culpa, insegurança, negação, pena, revolta, medo, etc.

E você que é cuidador e/ou familiar não precisa se culpar por isso ou pensar que é errado sentir isso, pois são sentimentos normais! Afinal de contas, o cuidador também é ser humano, correto?

Recomendo ler também: 7 Dicas Para Confortar Alguém que Precisa de Apoio Emocional!

O início é bastante difícil e dolorido. A primeira reação é a negação. Os pais, geralmente os principais cuidadores, não acreditam que seu filho/a tenha esse transtorno. Negam que seja verdade, tentam fugir, buscar outras respostas, achar solução e CURA.

TODOS familiares passam por esse momento de negação, uns demoram mais para superar, outros menos. O que é muito compreensível, certo? Pois como falei acima, todas as expectativas que se tinha se vão por água baixo. Como Lidar Com Um Esquizofrênico?

Mas após esse período a aceitação deve começar a “dar as caras”, pois é somente através dela que as coisas se desenvolverão para uma estabilização e melhora do quadro de seu familiar.

Quando a família para de negar a esquizofrenia e encara o transtorno de frente, a vida recomeça a andar. Por quê? Como Lidar Com Um Esquizofrênico?

Porque se começa a buscar o melhor tratamento, as medicações começam a fazer efeito, o cuidador passa a entender o transtorno e o familiar que tem a esquizofrenia passa aos poucos a aceitar também que tem esquizofrenia.

Sentimentos de raiva, incertezas, medos, sempre vão existir. E tudo bem! Estranho seria se não existissem, porque daí o cuidador estará a ponto de enfartar de tanto esconder-se dentro de si mesmo!

Cuidadores/familiares não sintam vergonha de chorar! De passar por períodos de irritação, medo, pois a carga é pesada mesmo! Como Lidar Com Um Esquizofrênico?

Familiares de pessoas que tem esquizofrenia precisam cuidar-se! Precisam encontrar um tempo para si mesmos, pois a sobrecarga que vivenciam é muita e sem um apoio tudo fica mais difícil.

Como eu sempre digo: cuidador você não é de ferro! E se você ficar doente quem ficará responsável pelo que você faz? Certamente tudo será muito pior não é mesmo?

Por isso é tão importante que você encontre seu tempo livre. Como Lidar Com Um Esquizofrênico?

Permita-se “espairecer a cabeça” e se desligar dos problemas, ou você não vai aguentar tanta pressão.

A diversidade de sentimentos dos cuidadores/familiares e a complexidade do transtorno da esquizofrenia são enormes. Por isso a importância dos momentos de lazer. É fundamental que se tenha um espaço para desabafar, trocar experiências e aprender sobre a esquizofrenia.

Aproveito para deixar minha dica a vocês cuidadores sobre os grupos de Psicoeducação, onde os familiares são orientados, trocam experiências, podem expor seus sentimentos e angústias sem medo de julgamentos ou preconceitos.

Esses grupos podem ser para os familiares e os pacientes juntos ou apenas grupos de familiares. A conversa em grupo de pessoas afins faz com que seus participantes se sintam mais à vontade e acolhidos. Ouvir o que cada um já passou e como lidou com a situação ajuda muito.

Através dos grupos surgem ideias e estratégias que podem dar certo para seu familiar. Como Lidar Com Um Esquizofrênico?

Claro, que cada um tem sua individualidade, vai depender qual o tipo de transtorno que cada um tem, e nem sempre o que funcionou para uma pessoa vá funcionar para outra, mas somente o fato de ouvir relatos que deram certo, já faz com que o familiar saia com outro ânimo das reuniões.

No grupo vocês encontrarão o apoio que precisam e aprenderão a conviver com a esquizofrenia de forma a viver mais saudavelmente.

Recomendo ler também: 10 Dicas Para Você Cuidar de Uma Pessoa Com Esquizofrenia

Daniela da Silva

Transtorno mentalDaniela da Silva – Psicóloga com Orientação Psicanalítica (CRP 07/23218). Atua nas cidades de Cachoeirinha e Gravataí/RS, como Psicóloga Clínica e também palestrante. Atendimento direcionado para familiares de pessoas que tem esquizofrenia; relações familiares- pais e filhos.

Email: danipsicologa@outlook.com

Facebook: Psicóloga Daniela da Silva

Instagram: psicologa_danieladasilva; 

Tel/WhatsApp: 51-84059491; 

Blog: www.alemdaesquizofrenia.com

Indicação de Livro: Entre a Razão e a Ilusão: Desmistificando a Esquizofrenia

Carlos Costa

Psicólogo (CRP 06/122657), Coach, Empreendedor, Músico e Poeta. Idealizador do projeto O Psicólogo Online que tem por objetivo produzir conteúdo informativo e educativo sobre psicologia, saúde mental e assuntos relacionados, além de prestar serviços de orientação psicológica online.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.