Como e por que o psicólogo deve fazer lives nas redes sociais

Com as lives você poderá promover até dez vezes mais engajamento para seu consultório de psicologia, em comparação com os vídeos publicados no canal e divulgados no blog, no site ou nas redes sociais.
vlogger using  laptop  sharing her content making recording video for her vlog trends

Você realiza atendimento presencial ou online?

 

Aposta no marketing digital para promover o seu consultório, seja ele físico, virtual ou ambos?

 

Aposte nas lives para atender ainda mais o seu público, e, de quebra, fazer marketing do seu espaço de atendimento. Veja abaixo como e por que fazer lives nas redes sociais.

 

Por que as lives são uma aposta que o psicólogo deve fazer?

 

Se você chegou até aqui, provavelmente já atua digitalmente de alguma forma, seja pelo atendimento online, pelo marketing digital, ou pelos dois.

 

Sabe aquela rede social onde você possui uma página, e que possui opção de fazer transmissão ao vivo, também conhecida como live?

 

Se você apostar nessa funcionalidade, poderá promover até dez vezes mais engajamento para seu consultório de psicologia, em comparação com os vídeos publicados no canal e divulgados no blog, no site ou nas redes sociais.

 

Para você ter uma noção do poder das lives, pegaremos um case de sucesso: a Apple.

 

Todos os anos, a gigante de telefonia e eletrônicos faz uma transmissão ao vivo para apresentar as suas novidades.

 

É um evento restrito à imprensa e aos críticos especializados, mas todos podem ter acesso pela live.

 

As transmissões ao vivo também são uma excelente estratégia de cursos.

 

Você já pensou em estender o seu atendimento psicológico presencial ou online, levando-o além da terapia, promovendo conhecimento em cursos e palestras digitais?

 

Já pensou em fazer marketing de conteúdo por lives?

 

O seu público pode assistir a live onde ele estiver, pelo seu dispositivo de acesso preferido, e você atingirá milhões de pessoas por um único canal.

 

Seu poder de alcance é imensurável. Vai perder a chance de chegar onde deseja?

Como fazer lives nas redes sociais

 

Fazer uma transmissão ao vivo é muito mais do que apertar um botão e gravar por vários minutos. É preciso apostar na qualidade do vídeo, para se obter o efeito desejado.

 

Você pode até mesmo fazer sua live a partir de um celular, não precisa ser de um notebook ou de uma câmera profissional. Contudo, deve ser um bom smartphone, que possua uma excelente câmera embutida.

 

A iluminação também é um ponto de atenção. Você pode utilizar a iluminação natural ou artificial, mas é fundamental fazer testes antes de iniciar a live.

 

Se a pessoa perceber que a sua imagem no vídeo está granulada, muito escura ou muito clara, provavelmente ela não perderá tempo assistindo a sua transmissão, mesmo que o tema seja interessante.

 

O microfone pode ou não ser utilizado, vai depender de como a sua voz sair na live.

 

Novamente, recomendamos que você faça testes de áudio antes da transmissão, para dar tempo de preparar-se com bons equipamentos.

 

Se for investir em um microfone, prefira o de lapela, que capta o áudio de forma direcional e diminui as interferências externas, além de não tolher seus movimentos.

 

Também é fundamental que seu smartphone ou notebook tenha bom acesso à internet, e que seja capaz de realizar transmissões ao vivo. Como estamos falando de redes sociais, basta acessar a sua rede escolhida para a live.

 

Equipamentos prontos, é hora de nossas dicas para fazer uma live de sucesso.

 

Você precisa interagir com o público, não somente falar para quem escuta. Essa é a maior vantagem da live, e o que realmente promove o engajamento.

 

Leia o que for escrito e responda a todas as perguntas. Se não conseguir responder na transmissão ao vivo, faça-o depois.

 

Faça uma análise, por aplicativo, sobre os pontos-chave da sua live. Assim, você saberá como melhorar sua próxima transmissão, obtendo mais alcance e benefícios.

 

E atenção aos direitos autorais que podem aparecer, sem querer, na sua live. Por exemplo, marcas em objetos no ambiente, e também fundo musical.

 

Você pode colocar música, sem problemas, mas escolha de um banco gratuito.

 

Para conhecer ter mais dicas como essa, conheça a Plataforma O Psicólogo Online: https://pages.opsicologoonline.com.br/plataforma-opsicologoonline

Há braços,

 

Carlos Costa

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Carlos Costa

Carlos Costa

Psicólogo há 5 anos (CRP-06/122657), coach, empreendedor, músico, poeta e escritor. CEO e fundador do portal e plataforma “O Psicólogo Online”. Através de seus cursos e materias vem contribuindo com a psicologia e com os profissionais psicólogos para uma melhor prática da psicologia online no Brasil e com a valorização da profissão. É criador da plataforma de atendimento online “O Psicólogo Online” que auxilia psicólogos a agendarem e receberem por suas sessões de forma simples e segura e Co-Fundador do Instituto de Terapia Online, que capacita e certifica profissionais para atuarem online de acordo como o CFP.

Artigos recentes