Skip to main content
como dizer não

Como Dizer Não Pode Elevar Sua Autoestima? Veja Aqui!

Tempo estimado de leitura: 3 minutos

Como Dizer Não

Antes de pensarmos em quantificar a autoestima e igualar todos como se fosse possível (mesmo que algumas pessoas tenham a tendência em fazer isso).

É importante pensar sobre a qualidade da nossa autoestima, o quanto estamos estimulando-a ou nos sabotando.

O que seria uma autoestima na medida certa? Como

Dizer Não

Existe essa possibilidade ou seria mais um movimento preestabelecido para nos padronizar?

Tenho pensado muito nos fatores que podem gerar autoestima. 

Como já disse em um texto anterior, (Você pode ler cliacando aqui), sendo a autoestima subjetiva, pessoal e intransferível, ela é única, e por isso, esses fatores estimuladores vão se diferenciar de pessoa para pessoa.

Como Dizer Não Um dos fatores que observo como sabotador da autoestima é a dificuldade das pessoas em dizer não.

 

Muitas vezes esse comportamento é iniciado na infância, onde a criança para agradar e assim ter o amor dos pais, acredita que é preciso sempre fazer o que eles querem e o que mandam.

E os pais muitas vezes não percebem que este comportamento pode gerar uma falta de autonomia e senso crítico na criança.

Na maioria das vezes, a criança “bagunceira” é a que chega ao consultório precisando de ajuda.

Porém, essa criança de alguma forma, já está demonstrando seus questionamentos e vontade própria.

Na verdade, neste momento, quem precisa de ajuda são os pais que apresentam dificuldade em lidar com comportamentos desafiadores. Como Dizer Não

A criança quieta, mais calada e sempre complacente, é a que de verdade pode estar precisando de ajuda, pois reprime seus sentimentos e emoções.

Mas esta não dá trabalho, não é mesmo?  C

omo Dizer Não

É importante ressaltar que esse comportamento da criança em só dizer sim, é inconsciente, mesmo assim, esta necessidade de agradar pode-se estender por uma vida inteira e consequentemente ter reflexo na autoestima.

A dificuldade em dizer não iniciada no núcleo familiar muitas vezes é estendida aos relacionamentos afetivos, relacionamentos no trabalho, e relacionamentos interpessoais.

Essa atitude é reflexo inconsciente do medo da rejeição e crença idealizada de que poderá agradar a todos.

Porém o que acontece é que nem sempre isso vai acontecer.

Inclusive, na maioria das vezes não acontece, pois essa dificuldade em dizer não, torna suas atitudes e escolhas superficiais, demonstrando falta de “personalidade” como diria o senso comum.

Essa dificuldade de dizer não pode aparecer desde situações simples do dia a dia, como por exemplo, dizer não a um parente que vive pedindo seu cartão de crédito emprestado, mas não paga, ou demora muito a pagar

Ou dizer não para um convite de aniversário, sendo que naquele momento você não está com a mínima vontade de socializar, até situações mais difíceis, quando o excesso de sim ao outro provoca um excesso de nãos a si mesmo.

Como Dizer Não?

 

Uma maneira mais prática de começar a treinar para dizer “não” é se perguntar: entre você e o outro, quem você escolhe?

Cada “não” que você disser para o outro, é um “sim” que está dizendo a você.

Como dizer não? Penso que o não para o outro é um sim para você!
Como dizer não? Pense que o não para o outro é um sim para você!

 

E na hora de responder, nada de meias palavras, quanto mais se tenta justificar, mais difícil se posicionar.

É importante ressaltar, você não precisa se justificar, você precisa acreditar nas suas escolhas e desta forma dizer mais “sim” para você mesmo.

O nosso querer deve ter muita força!

Então, que tal começar a agradar a si mesmo e não tanto ao outro? Como Dizer Não

Não que em alguns momentos não possamos ter atitude e ceder ou agradar o próximo, mas a regularidade deste comportamento pode sim minar sua autoestima e amor próprio.

E vamos em frente, como Cora Coralina nos diz:

Recria tua vida, sempre, sempre.

Remove pedras e planta roseiras e faz doces. Recomeça.

Com carinho, Suzane.

Para atendimento online com Suzane clique aqui! 

suzaneSuzane Guedes é Psicóloga (CRP 05/42766), Especialista em Psicologia e Desenvolvimento Humano e atualmente cursa formação clínica em Arteterapia.

Atua nas cidades do Rio de Janeiro e Três Rios-RJ com atendimento clínico à crianças, jovens, adultos e idosos; ministra grupos e oficinas terapêuticas. Também trabalha como orientação psicológica online.

Suzane acredita na psicoterapia como grande ferramenta de auxílio ao desenvolvimento pessoal e social.

Contatos profissionais: (21) 96985-4954

Atendimento online: http://www.atendimento.opsicologoonline.com.br/suzane-guedes

Email: suguedes@yahoo.com.br

Facebook:

Instagram: @olharparasi

Carlos Costa

Psicólogo (CRP 06/122657), Coach, Empreendedor, Músico e Poeta. Idealizador do projeto O Psicólogo Online que tem por objetivo produzir conteúdo informativo e educativo sobre psicologia, saúde mental e assuntos relacionados, além de prestar serviços de orientação psicológica online.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.