Skip to main content
como-a-ansiedade-pode-te-salvar

Como a Ansiedade Pode Te Salvar? Descubra Aqui!

Tempo estimado de leitura: 3 minutos

Como a Ansiedade Pode Te Salvar

O conhecimento de si mesmo proporciona saber quando, em que momento, a ansiedade aparece.

Observar suas reações corporais é um dos pontos: sudorese acentuada, mãos geladas, batimentos cardíacos acelerados, funcionam como um gatilho de alerta em situações não confortáveis, onde o medo está imperando.

Muitas vezes essas reações ocorrem em situações de perigo real e outras vezes em perigo imaginário.

Então, podemos dizer que em muitas situações a ansiedade nos salva, nos protege nas situações de perigo real. Como a Ansiedade Pode Te Salvar

Por exemplo: Uma pessoa certa vez relatou-me que em um passeio, uma das atividades recreativas era mergulhar em alto-mar.

E, empolgada em praticar uma atividade esportiva nova para ela, se propôs a realizar a façanha.

Recebiam orientações rápidas de comunicação por gestos no fundo do mar e outras de segurança nesse tipo de esporte.

Em uma lancha, todos com equipamentos de segurança, seguiram para alto-mar um grupo de jovens, alguns já experientes e outros novatos naquela modalidade esportiva.

E eis que no momento do mergulho, recuou e pediu para voltar!

Perguntei: o que você sentiu?

Como a Ansiedade Pode Te Salvar Respondeu-me: um medo incontrolável, um pânico sem medida e uma vontade de sair correndo dali, ao mesmo tempo que senti o sangue sumir do meu corpo, fiquei gelada!

como a ansiedade pode te salvar?
como a ansiedade pode te salvar?

Então, todos esses sintomas de medo, de pânico, de ansiedade ocorridos antes do mergulho a protegeram!

E caso esse medo ocorresse já no fundo do mar, o risco seria enorme, porque o medo paralisa, bloqueia os movimentos, falta o ar, e, a pessoa muitas vezes entra em pânico e não consegue se mexer, se comunicar e pedir ajuda como seria o correto fazer naquele momento.

Perde a fala!

Muitas pessoas chamam isso de ter um sexto sentido e prever um acontecimento ruim.

Inclusive, há estudos nas universidades da França em que a ansiedade pode funcionar como uma espécie de “sexto sentido”, que fazem com que essas pessoas com nível de ansiedade extremo, estejam mais despertas para o perigo.

Esses estudos revelam que a ansiedade atinge com mais rapidez o cérebro permitindo uma descarga de adrenalina também mais rápida, por isso a presença de todos os sintomas citados.

Sabe-se que os ansiosos apresentam uma hipersensibilidade a sinais de ameaça.

Isso pode ser positivo nos momentos de perigo real. Como a Ansiedade Pode Te Salvar

Como o caminho do equilíbrio é o que procuramos, necessário se faz cuidar da nossa mente.

Pois estar em constante estado de alerta, onde os pensamentos fluem para o trágico, para o negativismo, para o perigo imaginário, fazendo com que seu corpo responda com a mensagem de correr, de fugir, traz como consequência o estresse, com o aumento das taxas de cortisol, que levam ao adoecimento físico e psíquico.

Vale ressaltar que quando a ansiedade chega a um ponto em que a pessoa não consegue fazer as tarefas normais do cotidiano ou tem muito medo de tudo, pode haver um transtorno no cérebro que causa a produção de mais adrenalina que o normal.

Sendo assim, deve procurar um psiquiatra ou neurologista para investigar melhor.

Como a Ansiedade Pode Te Salvar E uma vez que toda doença tem aspectos psicossomáticos, um tratamento psicoterápico é sempre um bom aliado.

Porque ajuda o paciente a lidar melhor com as situações que podem aumentar a ansiedade e para que nas situações mais complicadas, a pessoa supere suas dificuldades.

O que é muito comum acontecer é que o paciente demora a chegar à psicoterapia por conta da tão conhecida resistência.

E por isso prolonga seu sofrimento, por achar que os sintomas que sente não provêm de uma sequela emocional.

Até o próximo artigo.

Rosânia Guimarães

RosâniaRosânia de Fátima Guimarães Coaracy Muniz, psicóloga CRP 01/11302.

Atua na clínica atendendo crianças, adolescentes e adultos e faz avaliação neuropsicológica em Brasília/DF.

Contatos: email: rosania1.muniz@gmail.com

Fanpage: https://www.facebook.com/entendendoaansiedade [1]   

Compartilhe esse artigo!

Carlos Costa

Psicólogo (CRP 06/122657), Coach, Empreendedor, Músico e Poeta. Idealizador do projeto O Psicólogo Online que tem por objetivo produzir conteúdo informativo e educativo sobre psicologia, saúde mental e assuntos relacionados, além de prestar serviços de orientação psicológica online.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.