A Importância da Avaliação Neuropsicológica: Faça, Previna-se, Cuide-se.

Avaliação Neuropsicológica

Avaliação neuropsicológica.

Janeiro Branco de 2018, é uma campanha que vem ganhando força com o decorrer dos anos e foi criada com o intuito de conscientizar as pessoas sobre o cuidado com a saúde mental.

O que é muito bom, pois não podemos pensar que devemos pensar isso somente no adoecimento e sim como uma forma de evitar o adoecer.

Mas há algumas campanhas venho observando como a Neuropsicologia, ou na verdade os profissionais da área, se manifestam nesta campanha.

Percebo que grande parte não consegue ligar sua atuação como neuropsicólogo com essa campanha e muitos acabam se reduzindo a visão de psicoterapia.

Mas, Neuropsicologia também é saúde mental.

Neuropsicologia também necessita de um olhar preventivo e não só de adoecimento.

Neuropsicologia não serve só no momento em que um transtorno está instalado.

Posso falar sobre isso com um pouco mais de propriedade, pois no fim de 2017 tive uma curiosa procura.

Recebi um primeiro contato de um filho buscando avaliação para sua mãe devido a algumas queixas, como memória e atenção.

Ao explicar a este filho como funcionava a avaliação neuropsicológica o mesmo se interessou em submeter os 4 membros de sua família de origem ao processo.

avaliação neuropsicológica
Avaliação neuropsicológica.

A avaliação neuropsicológica é uma investigação minuciosa dos processos cognitivos, ou seja, da forma como nosso cérebro funciona, onde iremos verificar como estão os processos como:

  • Atenção;
  • Memória;
  • Percepção;
  • Orientação;
  • Planejamento;
  • Organização;
  • Linguagem;
  • E muitos outros.

E ao explicar isso o filho de buscava ajuda para a mãe percebeu que o processo de avaliação poderia ajudar muito mais do que somente a mãe.

Isso foi resultado não somente de explicar o processo, mas sim de uma psicoeducação sobre o que é a avaliação neuropsicológica.

Mostrando que não serve somente para quem tem sintomas de um possível adoecimento, mas sim de detectar potencialidades e dificuldades.

De poder verificar se uma pessoa tem sinais de que algo não anda bem e do quanto tudo isso pode impactar em seu dia a dia e até no seu desempenho profissional.

Infelizmente é preciso tomar muito cuidado ao levantar a bandeira da avaliação neuropsicológica como indispensável para um check-up.

Muitas pessoas, e até colegas da área acham que se trata de promover a área de atuação, mas não se trata de fazer clientela.

Se trata de pensar que o que faço, pode ajudar muito além do adoecimento, como uma forma de:

  • Prevenção;
  • Detecção;
  • Sinalização da necessidade de iniciar uma intervenção;
  • E até mesmo um direito de cada pessoa conhecer suas potencialidades e suas dificuldades.

E por qual motivo não conseguimos ver também os casos de crianças, adolescentes e até adultos com Transtornos de Aprendizagem como uma questão de saúde mental?

Afinal, sabe-se bem que quem tem esses transtornos pode ser afetado por problemas de:

  • Autoestima;
  • Depressão;
  • Ansiedade;
  • Em alguns casos pode desenvolver até mesmo transtornos de personalidade;
  • Ou outros tipos de transtorno de humor.

Então qual é a razão para não se falar de Neuropsicologia quando se fala de Janeiro Branco e saúde mental?

Avaliação Neuropsicológica
Conhecimento.

Através da Neuropsicologia podemos disseminar o conhecimento, fazer uma verdadeira psicoeducação e levar essas informações para todos os lugares, como:

  • Escolas;
  • Empresas;
  • E outras instituições.

Aí vem a pergunta, mas Neuropsicologia nas empresas?

Sim!!!

Você sabia que quadros de estresse podem causar comprometimentos cognitivos na atenção e na memória?

E muitas pessoas nem sabem disso.

Imagine como seria poder conscientizar as pessoas e até mesmo as empresas de que essas questões afetam o desempenho de seus funcionários.

avaliação neuropsicológica
Desempenho de funcionários afetado.

Não somente nas questões emocionais mas também nas cognitivas.

Provavelmente O investimento nas empresas em saúde mental iria aumentar, pois um funcionário desatento ou com problemas de memória normalmente tem prejuízo na produção.

Por isso, é necessário insistir em não deixar de destacar a importância da Neuropsicologia no que diz respeito a saúde mental.

Saúde mental pede psicoeducação e quem trabalha com Neuropsicologia deve fazer psicoeducação constante na sua atuação.

Este texto na verdade é um convite e um chamado a reflexão para que os colegas da área possam ver “além do horizonte”.

Para que possam abraçar a Neuropsicologia como algo que vai além de uma simples avaliação feita com um monte de testes.

Saiba como é feita a avaliação neuropsicológica em idosos: https://opsicologoonline.com.br/avaliacao-neuropsicologica-em-idosos/

 

[thrive_leads id=’498′]

 

Andrea Luccas é psicóloga clínica e especialista em neuropsicologia, sua grande paixão.

O foco do seu trabalho é a avaliação e reabilitação de pacientes de todas as faixas etárias, desde crianças de 2 anos e meio até idosos de 89 anos.

Além do trabalho na clínica, desenvolve palestras, workshops, cursos e rodas de conversa sobre os mais variados temas ligados à neuropsicologia.

Contato: (11) 985993281 (WhatsApp)

E-mail: contato@psicoandrealuccas.com.br

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Carlos Costa

Carlos Costa

Psicólogo há 3 anos (CRP-06/122657), coach, empreendedor, músico, poeta e escritor. CEO e fundador do portal e plataforma “O Psicólogo Online”. Através de seus cursos e materias vem contribuindo com a psicologia e com os profissionais psicólogos para uma melhor prática da psicologia online no Brasil e com a valorização da profissão. É criador da plataforma de atendimento online “O Psicólogo Online” que auxilia psicólogos a agendarem e receberem por suas sessões de forma simples e segura.

Artigos recentes