Skip to main content
Avaliação neuropsicológica infantil

Como é Feita a Avaliação Neuropsicológica Infantil? Veja Aqui!

Tempo estimado de leitura: 6 minutos

Avaliação Neuropsicológica Infantil

Entre inúmeros temas que poderia escolher para escrever o artigo deste mês, resolvi começar com um assunto que mobiliza muito quem busca a avaliação neuropsicológica, a tal entrevista inicial, que nós profissionais da saúde chamamos de anamnese.

Percebo no dia-a-dia do consultório uma certa dúvida dos pacientes (adultos) e dos pais dos pacientes (quando é atendimento infantil) ao se deparar com a necessidade do profissional em fazer essa entrevista. Avaliação Neuropsicológica Infantil

A maioria, provavelmente tomada pela ansiedade de começar logo com a aplicação dos testes não compreende a importância da anamnese.

E esta é crucial para que o neuropsicólogo possa fazer seu trabalho da melhor forma possível, pois é através destes dados que será determinado como a avaliação será conduzida.

Quando atendemos crianças, além de saber a queixa apresentada pela família e/ou escola (normalmente é um desses dois que percebe quando algo não está certo), necessitamos entender um pouco mais da história da criança, desde a concepção, buscando compreender em que circunstâncias ela foi gerada, pois simplesmente muitas coisas acontecem com o bebê neste momento e muitas vezes passa despercebido. Avaliação Neuropsicológica Infantil

Também precisamos saber como a mãe esteve nesse período de gestação, afinal o bebê esteve dentro da mãe por nove meses e dividiu tudo com ela, desde as emoções e todos os hormônios que são produzidos por ela, até todos os problemas de saúde e medicações que podem ter sido necessárias neste momento.

Avaliação Neuropsicológica Infantil

Falamos do nascimento, tipo de parto e possíveis intercorrências que podem ter acontecido, pois afinal foi o dia e a forma que esta criança chegou ao nosso meio e tudo o que aconteceu com ela no momento em que saiu da barriga de sal mãe e respirou nosso ar nos interessa.

Nesse momento o bebê passa por uma avaliação de seu estado, são levados em consideração sinais como frequência cardíaca, respiração, tônus muscular, irritabilidade reflexa e sua cor, após 5 minutos essa avaliação é feita novamente, para saber se se manteve a primeira, se houve melhora ou piora.

A maioria dos pais não sabe, mas essa nota é crucial para sabermos se o que está acontecendo com a criança no momento da busca de avaliação é algo que pode ter se iniciado na gestação ou até mesmo no momento do nascimento ou se pode ter acontecido algo depois.

Investigamos também dados da primeira infância, que é essa fase dos 0 aos 7 anos, para saber como foi seu desenvolvimento, a aquisição das habilidades mais esperadas, como sentar sem apoio, engatinhar, ficar em pé, andar, o tão esperado momento de desfralde, enfim.

Também é verificado se a criança apresenta alguma dificuldade visual, auditiva ou para andar e se locomover. Avaliação Neuropsicológica Infantil

O desenvolvimento da linguagem também é crucial, quando emitiu os primeiros sons, que idade tinha quando pronunciou as primeiras palavras, quando conseguiu formar frases completas e se apresentou dificuldades de fala ou linguagem.

É importante também saber se a criança apresenta ou apresentou alguma doença como epilepsia, ou alguma outra que possa ter interferido em seu desenvolvimento.

Como é o meio onde vive essa criança e qual a dinâmica familiar, como funciona a rotina e como são os relacionamentos também é crucial, pois o ambiente da criança nos diz muito dela, de seu comportamento e de seu funcionamento, dos estímulos que recebeu e o que pode ter desencadeado alguns dos sintomas que apresenta.

Avaliação Neuropsicológica Infantil

É necessário saber também quando os pais começaram a perceber que poderia haver algo de diferente ou errado com seu filho, em uma idade específica ficou mais nítido que havia algum problema ou algum evento pode ter desencadeado um comportamento ou alguns sintomas relacionados a queixa?

São dados importantes para tentar entender o que realmente pode estar acontecendo com a criança, o qual deve ser nosso foco na hora de escolher os testes para investigar melhor.

Precisamos saber também sobre a saúde de forma geral, como, o sono da criança é adequado?

Pois distúrbios do sono podem causar dificuldades no desempenho escolar das crianças, e também há transtornos que afetam o sono das crianças, muitas vezes sendo agitado e não permitindo seu repouso adequado.

Sua alimentação é adequada? Avaliação Neuropsicológica Infantil

Essa pergunta também gera dúvidas, mas sabemos que uma má alimentação pode causar problemas como anemia e falta de vitaminas essenciais para o bom funcionamento cerebral.

Saber quais as alterações de comportamento e de humor que a criança apresenta, se as tem ou não, também é importante, quando?

Há algo especificamente que faça a criança mudar o humor ou o comportamento?

Uma parte muito importante também é saber e entender como a criança desempenha atividades de vida diária, como escovar os dentes, tomar banho, trocar de roupa, enfim, sempre de acordo a sua faixa etária, mas entender o que a crianças já consegue fazer sozinha e de forma correta, o que ela não saber fazer realmente e o que ela não foi estimulada a fazer, é um atraso dela por inabilidade ou por falta de estímulo? Avaliação Neuropsicológica Infantil

Entender esse simples fator poder ser um grande diferencial no momento de levantar uma hipótese diagnóstica e descartar outra.

Compreender como foi a adaptação da criança ao ambiente escolar, se necessitou mudar de escola até o momento da anamnese ao longo do tempo, por quais razões e quantas vezes, nos ajuda a compreender melhor qual a relação da criança com a escola e com o aprender, se suas dificuldades são mais de aprendizagem ou emocionais, até mesmo se apresenta ambas.

Essa criança possui hábitos de estudo? E quais são?

Qual seu desempenho nas matérias? Em quais tem mais dificuldade e em quais tem facilidade? 

A escola tem queixa? Qual é? É de comportamento ou de aprendizagem?

Foi percebido pela escola que a criança tem algum comprometimento?

A escola participa ativamente para compreender e sanar as dificuldades da criança?

Também queremos saber se a criança se socializa bem ou se apresenta dificuldades, se ela interage com todos, se tem mais facilidade de se integrar com crianças mais novas, da mesma faixa etária ou mais velhas, se consegue fazer amizades e mantê-las, enfim, tudo isso são dados que vão nos mostrar sobre como a criança interage com outras pessoas e isso também nos ajuda a descartar ou considerar algumas hipóteses.

Todas essas informações devidamente colhidas, acolhidas e investigadas nos darão um panorama geral da situação e nos ajuda a pensar diante de que situação estamos e como devemos proceder para dar sequência de forma adequada a avaliação da criança.

Avaliação Neuropsicológica Infantil

Escolher quais questionários os pais precisam responder, sim, pois após essa minuciosa entrevista ainda temos alguns questionários relacionados a pontos que nos chamaram a atenção e devem ser aprofundados para melhor compreender o quadro.

Mas, não se preocupem, se o profissional aprofundar bem nessas questões está tudo bem, porém desconfiem se nada disso foi feito antes de iniciar a aplicação dos instrumentos.

É demorado, mas necessário.

Recomendo que você leia também: Problemas Neurológicos: Quando Você Deve Procurar Ajuda?

Andrea Luccas é psicóloga clínica e especialista em neuropsicologia, sua grande paixão.

O foco do seu trabalho é a avaliação e reabilitação de pacientes de todas as faixas etárias, desde crianças de 2 anos e meio até idosos de 89 anos.

Além do trabalho na clínica, desenvolve palestras, workshops, cursos e rodas de conversa sobre os mais variados temas ligados à neuropsicologia.

Contato: (11) 985993281 (WhatsApp)

E-mail: [email protected]

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.