Cuide de Seus Medos, a Autoestima Agradece

Autoestima

Autoestima Agradece

Nossa autoestima ao longo da vida passa por diversas provas.

Na infância ela é muito relacionada ao amor e olhar dos pais, primeiros seres que interagem com a criança ou que deixando de interagir, vão influenciando diretamente o modo de ser daquele pequeno no mundo. 

Na adolescência, os grupos de amigos e outras referências como professores e irmãos mais velhos, podem ser direcionadores e influenciadores diretos na autoestima e comportamento dos jovens.

Na vida adulta, cabe a cada um cuidar da sua própria autoestima, e muitas vezes ela se relaciona com as conquistas realizadas no âmbito pessoal e profissional. Autoestima Agradece

Porém neste processo de cuidar, fortalecer, perder e criar nova autoestima encontramos com alguns desafios pelo caminho.

Alguns estão mesmo dentro da gente, são os autossabotadoresAutoestima Agradece

Este mecanismo é muito comum e criamos para nos proteger de ameaças externas ou para não encararmos o novo, as dificuldades que podem surgir, e acabamos perdendo também oportunidades de crescimento, de conquistas, e de, apesar dos erros, acertar.

Um grande autossabotador da autoestima é o medo. Autoestima Agradece

Medo
Medo

O medo de fracassar, o medo de não ser bom o suficiente, o medo do olhar do outro, afinal, “O que os outros vão achar de mim? O que os outros vão pensar?”.

O medo que impede o crescimento e desenvolvimento pessoal.

O medo como função protetiva tem seu valor, afinal nos coloca em alerta para situações que envolvem riscos pessoais e nos traz certa dose de prudência, porém o medo quando é paralisante, quando impede do indivíduo agir, criar, inovar, e até mesmo se relacionar com outras pessoas, é um medo que precisa ser olhado com cuidado e atenção.

No filme norte-americano de 2006 Desafiando Gigantes, o ator e produtor da obra Alex Kendrick vive o personagem Grant Taylor, um técnico de futebol que está vendo sua carreira arruinada após tantas derrotas, na vida pessoal enfrenta o desafio de não conseguir ser pai, sente-se um fracassado, mas está cansado de sentir medo e cria uma filosofia própria para alcançar novos resultados. Autoestima Agradece

É um filme inspirador e apresenta questões muito pertinentes relacionadas ao medo e autoestima.

Autoestima Agradece No meu trabalho clínico com psicologia e arteterapia, percebo o quanto de riqueza pessoal pode ser desperdiçada se não estivermos atentos e cuidadosos com nós mesmos.

Eu enquanto psicóloga e arteterapeuta, pontuo sempre que necessário os pensamentos e sentimentos oriundos do medo, o quanto às vezes as pessoas são movidas por seu medo e não por seu desejo, por sua criatividade, por sua vontade de viver e auxilio nessa ampliação do olhar frente a uma questão que talvez não fosse vivenciada por medo.

Claro que cada um tem um tempo para entender e transformar seus medos, algumas pessoas são naturalmente mais prudentes na tomada de suas decisões, outras postergam tanto que acabam perdendo alguma oportunidade.

O autoconhecimento auxilia muito nessa observação da diferença entre o medo e a prudência, entre o refletir e o não agir.

Entre entender que algumas situações exigem mesmo paciência, e aí o medo torna-se realmente protetivo de algumas situações.

E entender também que em alguns momentos difíceis a melhor decisão é cuidar do que precisa ser cuidado, esperar o tempo passar, curar feridas para novamente voltar à cena.

Autoestima Agradece Entretanto, nossa autoestima pode ser muito fortalecida se mesmo com muitos erros, nós tentarmos.

Se mesmo com muitas bolas na trave, nós chutarmos em direção ao gol.

Se mesmo com alguma dificuldade nós nos arriscarmos.

Afinal, o medo pode e vai existir, o que ele não pode é ser paralisador.

Como diz o ditado “se der medo, vai com medo mesmo”. Autoestima Agradece

Vai! Afinal a vida passa, a vida é breve, a vida tem um tempo que não cabe a nós decidir o the end, apesar de tudo que podemos fazer para preservá-la.

E que sempre você possa entender que o medo de perder tira a vontade de ganhar.

Cuide de seus medos, a autoestima agradece.

Recomendo que você leia também: Em Meio ao Caos: é Possível Ter Autoestima e Vivenciá-la?

Com carinho e gratidão,

Suzane Guedes.

[captura]

Suzane Guedes é Psicóloga (CRP 05/42766), Especialista em Psicologia e Desenvolvimento Humano – UFJF, Arteterapeuta clínica de formação junguiana – POMAR-RJ.

Atua nas cidades do Rio de Janeiro e Três Rios-RJ com atendimento clínico à crianças, jovens e adultos; ministra grupos e oficinas terapêuticas.

Contatos profissionais:

olharparasi@gmail.com

(21)96985-4954

Instagram: @olharparasi

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Carlos Costa

Carlos Costa

Psicólogo há 3 anos (CRP-06/122657), coach, empreendedor, músico, poeta e escritor. CEO e fundador do portal e plataforma “O Psicólogo Online”. Através de seus cursos e materias vem contribuindo com a psicologia e com os profissionais psicólogos para uma melhor prática da psicologia online no Brasil e com a valorização da profissão. É criador da plataforma de atendimento online “O Psicólogo Online” que auxilia psicólogos a agendarem e receberem por suas sessões de forma simples e segura.

Artigos recentes