Skip to main content
Autoconhecimento

Autoconhecimento: Você Realmente Sabe Quem é Você?

Tempo estimado de leitura: 3 minutos

Autoconhecimento

Você realmente sabe quem é vocêAutoconhecimento

Hoje eu quero começar com uma pergunta: “Você se conhece? Sabe quem é você?”.

Sim, mas não quero saber se você sabe me dizer seu nome, sua idade e onde você mora, apenas.

Até porque, saber coisas sobre alguém não significa, necessariamente, conhecê-lo, certo?

Basta pensarmos no quanto sabemos sobre nossos artistas favoritos, mesmo sem nunca termos estado com eles pessoalmente.

Voltando a pensar em nossas perguntas iniciais, você já teve alguma vez a sensação de que alguém te conhece melhor do que você?

Como se sentiu diante disso? Autoconhecimento

Ou já aconteceu de alguém querer impor algo a você alegando te conhecer mais que você mesmo?

Como isso ressoou dentro de você?

Existe um clichê que diz que “conhecimento é poder”. E o conhecimento de si mesmo?

O AUTOCONHECIMENTO pode ser considerado um tipo de poder também? Poder para conduzir a própria vida?

Autoconhecimento A verdade é que este é um tipo de conhecimento ao qual não somos, comumente, estimulados a buscar, na nossa cultura.

Recomendo que leia também: Como Ter Amor Próprio? Respeite a Ti Mesmo!

Falando em conhecimentos, pense, por um instante, na enxurrada de conteúdo que chega até você todo dia, através das redes sociais, por exemplo. 

É tanta coisa que você nem dá conta de assimilar tudo, não é?

Muito conteúdo, muita informação e muito conhecimento vindo de fora para dentro.

Existe tanta coisa acontecendo e nos entretendo do lado de fora, que chegamos a descuidar de conhecer aquilo que existe do lado de dentro da gente.

Não fomos ensinados a escutar nossa voz interior (nos preocupamos, sim, com a voz/opinião dos outros).

Deixamos de exercitar a capacidade de perceber e compreender nossos sinais internos.

Nos desconectamos de nós mesmos. E conforme o tempo vai passando, a sensação de necessidades não atendidas vai ficando mais intensa e angustiante.

Parece que algo está pendente, que falta alguma coisa, por mais que mantenhamos nossa vida num ritmo acelerado de trabalho, atividades, afazeres, interações…

Assim, continuamos a nos mover no sentido de saciar a “fome de nossas almas”, que insiste em gritar, mas parece insaciável…

Autoconhecimento Algumas vezes este processo culmina em uma profunda sensação de vazio, tristeza ou ansiedade, que tira o sono, a paz, tira a leveza.

Vemo-nos imersos num mar de perguntas sem respostas. Afinal, quem sou eu? O que eu realmente quero?

O que, de fato, busco? Qual a missão da minha alma? O sentido da minha vida?

Esta pessoa que mostro no dia a dia, no trabalho e nas relações familiares, expressa minha essência e minha verdade?

Ou estou o tempo inteiro me protegendo atrás das máscaras que uso?

Volto a perguntar, (e haja pergunta neste texto!) e agora te convidando a uma reflexão bem honesta e mais profunda:

“Você se conhece? Sabe quem é você?”.

Te convido (e te encorajo) a dar um mergulho profundo dentro de você! Pode imaginar o que encontrará?

E como se sente ao pensar sobre esta possibilidade? Dá medo?

Talvez você não faça ideia de como nem por onde começar.

É através do autoconhecimento que as respostas, que você tanto busca, se mostrarão.

Autoconhecimento é um processo de reconexão com nosso EU. Acontece aos poucos. Requer desejo, dedicação e coragem. Leva tempo.

Promove cura emocional, desenvolvimento pessoal, superação de limites, paz interior, leveza no viver.

Se você deseja tudo isso, vale muito a pena seguir por este caminho.

Bem, este texto objetiva trazer uma brevíssima introdução ao assunto do autoconhecimento, que é um universo em si.

Meu desejo é o de que sirva como uma provocação, que te leve a refletir e despertar para a possibilidade de fazer as coisas serem diferentes dentro de você.

Nos próximos textos, conversaremos sobre pontos específicos do processo de se conhecer e “tornar-se quem realmente se é”, com suas dificuldades, desafios e recompensas, além das ferramentas facilitadoras.

A jornada está só começando.

Então, até breve!

marinaMarina Queiroz é psicóloga (CRP 03/12231) e está se especializando em Neuropsicologia. Atua nas cidades Feira de Santana e Serrinha, na Bahia, com atendimento clínico de crianças, adolescentes, adultos e casais.

Marina acredita que todo ser humano tem em si um potencial inato, uma tendência ao autodesenvolvimento. E que o autoconhecimento é a chave que desbloqueia este potencial, trazendo plena qualidade de vida e realização. O autoconhecimento proporciona o florescimento da Pessoa.

Carlos Costa

Psicólogo (CRP 06/122657), Coach, Empreendedor, Músico e Poeta. Idealizador do projeto O Psicólogo Online que tem por objetivo produzir conteúdo informativo e educativo sobre psicologia, saúde mental e assuntos relacionados, além de prestar serviços de orientação psicológica online.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.