Skip to main content
Amar ou ser amado

Amar ou Ser Amado? Dois Tipos Diferentes de Ser e se Envolver!

Tempo estimado de leitura: 2 minutos

Amar ou ser amado?

Você já reparou que existem pessoas que tem uma facilidade muito grande em amar, e outras nem tanto?

Existem pessoas, e acredito que todos conheçam alguém assim, que se apaixonam o tempo inteiro.

Se apaixonam por A, caso A não se interesse logo está interessado(a) em B, senão em C, e por aí vai.

Até que dê certo com alguém. Amar ou Ser Amado

Enquanto outras pessoas parecem que nunca estão apaixonadas ou interessadas em ninguém.

Parecem felizes como estão. Cuidando de suas vidas, de suas coisas, sem parecer se abalar muito.

Mesmo que tenham alguém super apaixonado por perto, tentando conseguir atenção.

Normalmente, somos rápidos em rotular as pessoas do primeiro tipo que descrevi como sendo: carentes, indecisas, frágeis, muito “fáceis”, desesperadas, aceitam qualquer um, etc.

E, da mesma forma, somos rápidos também em rotular as pessoas do segundo tipo que descrevi como: frias, coração de pedra, egoístas, só amam a si mesmas, não amam ninguém, etc.

Ambos os julgamentos são muito precipitados. Amar ou  Ser Amado

As pessoas dos dois tipos são exatamente isso, pessoas, e com medos, desejos, sonhos, etc. como qualquer um. Amar ou Ser Amado

amar ou ser amado
Amar ou ser amado?

Sofrem e tem alegrias como todo mundo. As formas de se alcançar o que se quer, de lidar com isso, é que mudam um pouco.

Quem está no 1o grupo tem uma maior facilidade em projetar esse amor pra fora, identificá-lo, se apaixonar.

Caso não aconteça com uma certa pessoa, em pouco tempo (ou não) pode identificar algo parecido em outra pessoa, e se interessar por ela.

É algo que acontece naturalmente, e ela não tem percepção ou controle.

Quem está no 2o grupo, vai por outro caminho. Amar ou Ser Amado

Esse amor não é facilmente projetado pra fora como acontece no outro grupo.

Fica mais internalizado, e a pessoa consegue levar isso numa boa, e tocar sua vida assim.

Busca um autoaperfeiçoamento, traça seus planos e tenta alcançá-los.

Não que as pessoas do outro grupo não o façam, também fazem: mas muitas vezes querem alguém junto nesse projeto.

Repetindo: não quer dizer que o 1o grupo seja carente, e o 2o grupo frio. São formas de lidar com as próprias questões.

Também não quer dizer que as pessoas não mudem. Ou que seja simples identificar de que lado se está.

Essa é a graça do ser humano, dos sujeitos. É sempre um a um, cada sujeito é um universo próprio. Amar ou Ser Amado

amar-ou-ser-amado-3

Sigmund Freud vai dizer que é comum que haja uma atração entre os indivíduos de um grupo e os do outro.

Um tem o que outro quer. Como sempre, nosso aparelho psíquico busca aquilo que ele identifica como sendo algo que gostaria de ter/ser. Amar ou Ser Amado

E assim caminha a humanidade.

Recomendo que você leia também: Como Se Aprende a Amar? Amando! Sobre Amor e Psicanálise.

Arthur Engel

ArthurPsicólogo (CRP: 05/32234) e psicanalista, pós-graduado em “Psicanálise e Laço Social”.

Atua nas cidades do Rio de Janeiro e Niterói, além de fazer atendimentos on-line.

É também palestrante, colunista, supervisor clínico, orientador de grupos de estudo e consultor para jovens psicólogos.

Email: arthur@lacosocial.com.br
Skype: engelnit
Periscope: arthurengel
WhatsApp: 21-98112-8139

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.