Skip to main content
adolescentes

Quando Deixamos de Ser Adolescentes?

Tempo estimado de leitura: 5 minutos

Adolescentes

Dia desses estive com uma menina prestes a completar 18 anos, ela estava ainda com aquele brilho de inocência no olhar que, caso eu não soubesse a sua idade, diria bem que tinha uns 12 anos ainda.

Conversando, ela me revelou que não se sentia como uma pessoa prestes a ingressar na vida adulta, pois de fato nem mesmo conseguia ainda acreditar estar passando pela fase da adolescência já que em sua essência se sentia apenas uma menina carente de afeto e envolta por diversos problemas de seu universo familiar. Adolescentes

Estávamos na praia esse dia e isso fez com que eu refletisse sobre o assunto.

Quando é que nossa mente entende que nos tornamos adultos? Adolescentes

Parei e pensei em minha própria experiência, alguém na beira dos 30 anos que por vezes se pega vendo contos infantis ou mesmo com aquela birra de menina grande, mas que ainda não cresceu.

É claro que hoje entendo minhas obrigações sem que ninguém precise me lembrar das mesmas ou me cobrar, entendo que se gastar demais não sobrará para prover as demais despesas do mês, vejo claramente as consequências de meus atos, escolhi há tempos um caminho na vida e, através deste caminho, venho trilhando minha vida. Adolescentes

Porém não me recordo de um momento específico em que meu corpo ou minha mente, fora as questões biológicas, estivesse percebido aquele “Opa! Agora você é uma adolescente!” ou aquele “Ei, agora você é uma mulher adulta, então aja como tal!”.

Honestamente não lembro desses momentos e se me perguntarem direi que esses nunca existiram. Adolescentes

A verdade é que a vida exige marcos que nos dividem e nos classificam, mas em nossa essência pode ser que nunca crescemos de fato, então como seria possível nos prepararmos para essa vida?

Eu lhes digo, não é! Adolescentes

O que podemos fazer é aproveitar os anos que temos, os que vivemos, aquele que se encontra no momento presente.

Pois veja que curioso, costumava ouvir em demasia que só se faz 15 uma vez, mas hora essa, parando para pensar percebi que não só os 15, mas os 18, os 20, os 30…

Ou seja, cada idade que temos, só as temos uma vez e nunca mais, tudo bem que vivemos nelas por um ano inteiro, mas jamais voltamos a tê-la novamente, então porque a super valorização dos 15?

Seria por aquele mito de que é nessa idade que a menina deixa de ser apenas uma menina? Eu lhes digo, não eu.

Permaneci menina por muitos anos após os 15, na verdade em minha essência sinto que ainda sou aquela menina frágil e que precisa de colo vez ou outra e às vezes aquela garota que se sente pressionada a tomar sempre as decisões certas, então não tem como deixar de ser o que fomos durante anos de uma hora pra outra.

Foi isso que eu disse para aquela menina tão angustiada com os seus 18 anos que estava para chegar, que ela não precisava apressar a vida, pois a vida por si só vai nos empurrando e quando percebemos já estamos diante de momentos decisivos que nos ditam a fase de desenvolvimento em que nos encontramos, disse a ela que levasse o tempo que julgasse necessário para então crescer de fato, pois quem disse que crescer é tão maravilhoso quanto imaginamos em nossa infância?

Disse ainda que não se prendesse a rótulos sociais, pois quem disse que o adulto é melhor que o adolescente e que esse segundo é melhor do que a criança? Adolescentes

adolescentes
adolescentes

Se tivesse hoje que escolher uma idade para ter, creio que seria uns 12 anos, aquela idade linda em que eu ainda brincava de  bonecas, acreditava no velhinho Noel e esperava por ele a cada natal.

A idade em que não me preocupava com nenhum cálculo matemático que não fosse aquele exigido na escola.

A linda idade em que eu não era tão cobrada e que o futuro era algo tão distante e ilusório que eu podia me permitir sonhar em o que seria quando crescesse sem me preocupar em escolher naquele momento. Adolescentes

Veja bem, não é que eu não goste dessa faixa dos 30, na verdade eu gosto muito, pois essa idade me trouxe lindas experiências que eu jamais sonhei ser capaz de realizar, é no agora que a minha felicidade e plenitude se encontra, mas tenho que confessar que por vezes me pego pensando nos 12 com um tom de saudosismo, mesmo que no momento seguinte eu me veja de volta ao presente e muito consciente do que eu sou e do que eu ainda almejo ser.

Então hoje o que venho lhe dizer é isso, não se prenda a idades, não se prenda a rótulos, não se renda a pressão excessiva que tira o gosto do prazer de cada fase que vivemos.

Viva o hoje, pois a música diz que pode ser que o amanhã não chegue nunca e por isso pode ser que não reste tempo suficiente nem mesmo para se arrepender do que não viveu. Adolescentes

O melhor momento para se viver é o agora, pois é agora que podemos fazer diferente e quem sabe chegar a fazer a diferença em nossas próprias vidas e até na vida de alguém, é no agora que temos a nossa melhor idade, a idade em que podemos fazer o que nos é permitido fazer, mesmo que no auge da adolescência você possa julgar que na verdade não pode fazer nada você sabe que em muitos momentos você consegue sim fazer o que quer, até porque não é garantido que na vida adulta poderá seguir livremente sua própria vontade já que as cobranças nunca acabam, apenas se modificam com o passar dos anos.

Pense, reflita, conscientize-se a todo momento, mas não esqueça que o agora é o seu momento e que o hoje é o seu melhor dia.

Volto em breve para conversarmos mais, então até a próxima vez!

Recomendo que você leia também: Desvendando a Adolescência: Você Esqueceu Que já Foi Adolescente ?

Ellen Moraes

Ellen de Oliveira Moraes Senra – CRP 05/42764

Psicóloga especialista em Terapia  Cognitivo Comportamental, autora do livro digital Adolescer sem Vacilo: Compreendendo o Universo Adolescente

Experiência no atendimento clínico a Crianças e Adolescentes individual ou em grupo.

Contatos: Tel/Whatsapp (21)97502-4033

Email: ellenmsenra@gmail.com

Carlos Costa

Psicólogo (CRP 06/122657), Coach, Empreendedor, Músico e Poeta. Idealizador do projeto O Psicólogo Online que tem por objetivo produzir conteúdo informativo e educativo sobre psicologia, saúde mental e assuntos relacionados, além de prestar serviços de orientação psicológica online.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.