Skip to main content
abraço

Abraço Amigo – Pelo Menos 4 Abraços Por Dia Para Melhorar Sua Saúde e Bem Estar!

Tempo estimado de leitura: 4 minutos

Aaaaa o abraço! Quem nunca recebeu um abraço apertado, cheio de carinho e afeto? Você sabia que este gesto simples pode melhorar sua qualidade de vida e sua autoestima? O abraço pode diminuir os sintomas de diversas doenças, além de trazer consigo a sensação de paz. Confira nesse artigo como 4 abraços por dia podem melhorar sua saúde física e mental. Pratique sem moderação, sua saúde agradece!

Abraço Amigo – Pelo Menos 4 Abraços Por Dia Para Melhorar Sua Saúde e Bem Estar!

 

Abraçar é um ato benéfico para todas as pessoas, mas por quê? Você deve estar se perguntando. “Quando damos um abraço, todos os órgãos do nosso sistema é ativado: o coração, o cérebro, os sensores da nossa pele e nosso sistema endócrino. E tem mais, este gesto simples nos traz energia extra e a sensação de paz e equilíbrio”.

“Quando eu estiver triste, simplesmente me abrace”

Samuel Rosa / Nando Reis

E isso não é tudo, para apoiar uma pessoa em um momento difícil, mais do que usar as palavras, podemos também abraçá-la. Com o abraço “as pessoas ficam mais suscetíveis a despertar a criança dentro de si” afirma o espanhol José Antônio Serrano, musicoterapeuta e facilitador de biodança do instituto Terapias Creativas e Energéticas.

Abraçar faz despertar a criança dentro de você!
Abraçar faz despertar a criança dentro de você!

Segundo o psicólogo Matt Hertenstein “o simples ato de abraçar não é sentido apenas pelo corpo”. Este gesto simples reduz a segregação de cortisol, um hormônio produzido pelo nosso organismo em situações estressantes, de acordo com a Associação Americana de Psiquiatria (APA, na sigla em inglês).

Hertenstein explicou na rede de rádio NPR dos EUA que o abraço promove a segregação de oxitocina, um hormônio cuja a função principal é fazer com que o indivíduo se sinta bem. O efeito químico também está ligado a bondades sociais, cujo objetivo é conectar pessoas entre si e estimular o convívio em grupo.

Quando uma pessoa é tocada, acariciada e abraçada, os receptores da pele também são ativados. Estes enviam sinais do nervo vago para o cérebro, responsável pela redução da pressão arterial, conclui um estudo elaborado em 2010 pela Universidade de Miami, na Flórida. Então, quanto mais abraços, menor a pressão arterial

Alguns especialistas dizem que são recomendados quatro abraços diários para sentir as melhorias, de acordo com fontes da  Asociación Mexicana para la Superación Integral de la Familia (AMSIF), enquanto outros especialistas como Serrano dizem que o mínimo seriam 12 abraços.

Todos os tipos de abraços são válidos. E em qualquer pessoa, em um amigo, no pai ou na mãe, ou até mesmo em um estranho. “Nós saímos para dar abraços em pessoas estranhas, e embora elas mostrassem resistentes em um primeiro momento, depois do abraço se sentiam muito bem”, acrescentou o especialista. 

E eles não estão sozinhos na prática do abraço altruísta. Uma iniciativa que começou em 2004 na Austrália sob o nome de Free Hugs, foi projetada para ajudar as pessoas a superarem as situações de estresse que enfrentam frequentemente, tais como condições adversas do cotidiano, os efeitos negativos da crise econômica, os problemas de saúde, ou qualquer outro problema de natureza emocional.

Free Hugs ou Abraços Grátis é a prática do abraço altruísta!
Free Hugs ou Abraços Grátis é a prática do abraço altruísta!

Para os seguidores deste movimento, o abraço é um ato de gentileza e cordialidade e tem como objetivo promover a interação emocional entre indivíduos. “Abraços são recomendados para todos, mas são especialmente indicados para pessoas que estão passando por problemas emocionais. Também é muito eficaz na terapia de grupo.

Infelizmente o abraço é um gesto simples cada vez menos praticado, devido a sociedade individualista em que vivemos. Nós perdemos o contato com o outro, a relação com o outro, o compartilhar com os outros”, continua Serrano.

Graças a essa iniciativa, os cientistas começaram a estudar os efeitos dos abraços nas pessoas, área denominada Abraçoterapia – prática alternativa destinada a melhorar a saúde física e mental por meio do contato físico – e que nos últimos anos vem demonstrando resultados positivos em indivíduos que sofrem de estresse, depressão e outros transtornos afetivos.

“Tudo o que você pensa e sofre, dentro de um abraço se dissolve.”

Martha Medeiros

Uma pesquisa sobre autoestima, publicada no journal of science Psychology em 2012, revelou que os abraços reduziam de forma significativa o medo da morte e os conflitos existenciais.

A universidade do estado de Ohio advertiu que os contatos físicos e os abraços se tornam cada vez mais importantes e necessários com o passar dos anos, quando estamos chegando na velhice. Este estudo mostrou que quanto mais frágeis nós somos, mais se torna importante esse contato para nossa saúde e bem estar.

Sendo assim, você já sabe o que deve fazer para deixar o seu dia e o dia das pessoas que te cercam bem melhor, abrace seus familiares, amigos ou até mesmo pessoas estranhas, pratique a abraçoterapia, seja um abraçador, como diz Caetano Veloso “Ei! Hoje eu mando um abraçaço”.

Se você gostou desse artigo inscreva-se em nosso site e receba as atualizações, artigos e dicas para sua saúde e bem estar, compartilhe este artigo e siga-nos nas redes sócias!

Para Atendimento Psicológico Online Clique Aqui!

Fonte: ElPais

Compartilhe esse artigo!

Carlos Costa

Psicólogo (CRP 06/122657), Coach, Empreendedor, Músico e Poeta. Idealizador do projeto O Psicólogo Online que tem por objetivo produzir conteúdo informativo e educativo sobre psicologia, saúde mental e assuntos relacionados, além de prestar serviços de orientação psicológica online.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.