A Saúde Mental: Fator de Verdadeira Riqueza do Século XXI.

A Saúde Mental

A Saúde mental

Estamos vivendo momentos difíceis:

  • Crise financeira e política;
  • Desemprego;
  • Distorção de valores.

As pessoas estão correndo e estão perdidas sem saber para onde vão.

Aliás, um comentário corriqueiro:

O tempo está voando!

Perdemos o controle dos dias, dos meses e num piscar de olhos, o ano já passou!

A Saúde mental E, tudo isso traz consequências sérias para nossa saúde.

Esses dias ouvi do meu cardiologista:

“Estou fazendo acompanhamento com uma psicóloga. Nossa! Como minha vida mudou”.

E acrescentou:

“Eu, como médico falo: “Cuidamos da nossa saúde física e esquecemos da nossa saúde mental. Essa é a mais importante”!

Sim, estar bem, consciente do que faz, com a cabeça boa, indo e vindo e tendo consciência do seu Eu, é realmente isso que precisamos buscar.

Essa é a verdadeira riqueza!

A Saúde mental E o que temos visto crescer a cada dia são as pessoas adoecendo.

Pessoas tomando remédios de tarja preta e levando uma vida sem qualidade.

As pessoas preferem aquilo que é fácil, que não dá trabalho, como tomar remédios, ao invés de buscar o autoconhecimento, a compreensão dos seus sintomas e do seu mal-estar, através da psicoterapia.

A depressão como o mal do século, os transtornos de ansiedade ocorrendo das crianças aos adultos.

As crianças com o acesso aos equipamentos eletrônicos, internet de forma livre, não estão dando conta de tanta informação, uma vez que seu desenvolvimento psíquico ainda imaturo e sistema nervoso em formação, não tem ainda capacidade suficiente para receber esse turbilhão de coisas.

E os adultos, com uma necessidade de estar conectado o tempo todo, teclam de forma compulsiva seus celulares e não se desligam deles nem para dormir, e consequentemente a insônia, a ansiedade, o estresse, etc.

A Saúde mental Quantas pessoas falando que pensam em suicídio.

Que não aguentam mais, que não querem mais lutar!

Que estão desistindo da vida!

E isso é real.

E temos que falar disso também.

Pessoas adoecidas!

O quanto nós psicólogos podemos ajudar, podemos apoiar, podemos ouvir as dores dessas pessoas.

Olha a Campanha Janeiro Branco, que lindo, que engajamento no país todo.

Essa é a nossa missão:

A Saúde mental Fazer algo pelo nosso próximo.

Qualquer um de nós pode fazer alguma coisa.

Um abraço, um apoio, um sorriso, um ouvido de ouvir, uma palavra, uma força.

Sabemos que a cultura da medicalização é muito forte e que a Psicologia, que é uma ciência menina, nos seus cinqüenta e poucos anos, tem trabalhado na busca dessa mudança de postura e de visão.

Por isso mesmo muitas pessoas estão buscando a terapia.

Já ouvimos comentários assim:

Nossa a Clínica de Psicologia na qual faço terapia está sempre cheia, quase não tem horário vago.

E até amigos próximos em conversa informal falam:

“Estou fazendo terapia e como estou mais feliz!”

A Saúde mental Então, observamos que o preconceito, a vergonha de falar claramente que está fazendo terapia já mudou muito.

A Saúde Mental
Vergonha.

E isso é muito bom! Mas, a luta continua!

Ainda existem pessoas que pensam que não é “louca”, que não precisa “pagar para falar com alguém”, que isso “é perder tempo e tenho mais o que fazer” e por aí vai.

Observamos também a Medicina como nossa aliada, quando os médicos após tratarem da pessoa doente fisicamente e percebem que esse paciente está doente emocionalmente e recomenda:

Procure um Psicólogo.

Vai ser bom pra você!

A Saúde Mental como a verdadeira riqueza do século XXI, que estamos tratando  neste artigo, porque lá nos primórdios, a doença mental era escondida, era estigmatizada, as famílias sentiam vergonha de falar que um ente querido estava doente.

A Saúde mental As pessoas eram escondidas dentro de casa, para que ninguém visse e procurar um médico para cuidar daquele doente era algo inimaginável.

Ou se a família tivesse condições financeiras internavam seus familiares nos Hospitais Psiquiátricos e eram dopados com medicamentos fortes e eles viviam em condições sub-humanas.

Graças a Deus vencemos essa era triste da nossa história com a Luta Antimanicomial e hoje os pacientes são tratados de forma mais humana.

Apesar de que as internações em clínica psiquiátricas ainda primam pela medicação, muitas vezes de forma exagerada, deixando os pacientes apáticos e assim dão menos trabalho, infelizmente.

Então nossa luta é para que esses pacientes institucionalizados sejam acompanhados por psicólogos que possam fazer um trabalho de conscientização do adoecimento tanto do doente, quanto de suas famílias, com diminuição de medicação e psicoterapia na abordagem cognitivo comportamental.

Sabemos que cada caso é um caso.

Mas temos conhecimento de clínicas em que os pacientes têm seu quadro pior do que antes de serem internados.

A Saúde mental Sim, há medicações psiquiátricas que podem desencadear outros quadros psíquicos.

E como sofrem os pacientes e seus familiares!

Então a importância de se poder contar com profissionais capacitados e que realmente amam o que fazem, porque com amor, tudo tem um melhor resultado!

Finalizo este artigo, com uma reflexão:

O que podemos fazer para aumentar a riqueza em saúde mental para qualquer pessoa que esteja precisando?

E, às vezes essa pessoa está do seu lado, é do seu convívio e você não sabe que ela está sofrendo!

Até o próximo artigo.

Leia também o artigo sobre meditação, saúde e qualidade de vida: https://opsicologoonline.com.br/meditacao-saude-e-qualidade-de-vida/

Psicóloga Rosânia Guimarães

CRP 01/11302

[captura]

Rosânia de Fátima Guimarães Coaracy Muniz, psicóloga CRP 01/11302

Atua na clínica atendendo crianças, adolescentes e adultos e faz avaliação neuropsicológica em Brasília/DF.

Contatos: e-mail: rosania1.muniz@gmail.com

Fanpage: https://www.facebook.com/psicorosaniaguimaraes/

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Carlos Costa

Carlos Costa

Psicólogo há 3 anos (CRP-06/122657), coach, empreendedor, músico, poeta e escritor. CEO e fundador do portal e plataforma “O Psicólogo Online”. Através de seus cursos e materias vem contribuindo com a psicologia e com os profissionais psicólogos para uma melhor prática da psicologia online no Brasil e com a valorização da profissão. É criador da plataforma de atendimento online “O Psicólogo Online” que auxilia psicólogos a agendarem e receberem por suas sessões de forma simples e segura.

Artigos recentes