A dor da rejeição

A dor da rejeição! Algo que dói, machuca e fere tanto, muito mais que uma dor física. Só sabe da intensidade dessa dor que já sofreu com essa situação.

A dor da rejeição! Algo que dói, machuca e fere tanto, muito mais que uma dor física. Só sabe da intensidade dessa dor que já sofreu com essa situação.

Muitas pessoas sofrem por se sentirem rejeitada e isso gera uma dor sufocante.

Antes vamos ver o que é realmente a rejeição!

Rejeição é a ato de rejeitar algo, é uma reação pessoal, como se fosse um sentimento de desaprovação. Significa desprezar ou recusar algo ou alguém.

O fato de ser desprezado é um dos grandes motivos de todo esse sofrimento.

Mas existe um aspecto que pode trazer ainda mais sofrimento ao indivíduo decorrente da rejeição, que é o fato de que muitas pessoas com a pretensão de se proteger desse sentimento, criam uma máscara, achando que ninguém perceberá essa dor.

O mais importante é que não podemos e muito menos devemos ignorar nossos sentimentos, mas encará-los de frente, mesmo que seja uma situação difícil de enfrentar.

Quando guardamos nossos sentimentos negativos, isso vai destruindo nossa autoestima, autoconfiança e pode trazer prejuízos a sua saúde emocional.

Para que você consiga entender a rejeição, quero explicar que a rejeição é uma ferida emocional, deixando marcas profundas que refletirão na vida adulta. 

Como assim refletir na vida adulta? Pois é, muitas crianças sofrem a rejeição na infância e arrastam suas dores para a vida adulta.

O ideal é quando sofrer a rejeição na infância, ser trabalhado desde pequeno, porque essa rejeição poderá gerar um sentimento de injustiça, uma sensação de humilhação, depressão e codependência.

Vários medos podem surgir devido a rejeição como o de ser abandonado e consequentemente o medo de ser rejeitado novamente.

Quando a pessoa é traída, fica evidente a sensação de rejeição, a pessoa passa a desconfiar de tudo e de todos, deixando de confiar nas pessoas, pois acredita que todos poderão fazer o mesmo.

Outro ponto de dificuldade decorrente da rejeição são os problemas decorrentes da comunicação, a pessoa pode ter uma postura passiva, pois fica sem forças e coragem para falar de si mesmo ou uma comunicação agressiva, fala agredindo com as palavras.

 

A rejeição pode levar a problemas com hábitos alimentares de duas maneiras. A pessoa pode estar tão debilitada emocionalmente que deixa de se alimentar, pois acredita que a vida já não faz mais sentido. Outra maneira de encarar essa situação é descontando toga sua agressividade e raiva na comida, comendo descontroladamente.

Por isso é fundamental estar sempre atento as suas emoções e a maneira como encara isso.

As pessoas têm todo direito de escolherem com quem desejam ficar, pois temos que aceitar que nem todos nos amam ou até mesmo deixam de amar.

A rejeição pode ocorrer em qualquer fase da nossa vida, inclusive na infância.

O medo de ser rejeitado deve ser bem trabalhado e para isso tem alguns pontos importantes que devem ser investidos.

O principal investimento deve ser em si mesmo, pois quando estamos bem conosco fica muito mais fácil de lidar com as diversidades que surgirão em nossas vidas.

Acredite em seu potencial, muitas pessoas dizem que não tem nenhum potencial, isso é uma grande mentira, pois todos nós temos potenciais que devem ser explorados, pois muitos podem estar escondidos dentro de você.

Reflita bem: Qual é o seu potencial? O que você tem para falar consigo mesmo? Quais são as suas qualidades?  O que faz de melhor?

Aprenda a presentear a si mesmo? O que faz para si? Nada? Mude isso o quanto antes! O que fará de bom para si mesmo hoje?

Muitas pessoas estão tão frágeis emocionalmente, que algumas vezes veem a rejeição onde não tem. É importante analisar se a rejeição não é imaginária, pois isso acontece muito quando a pessoa está fragilizada com seus próprios sentimentos internos. Por isso, que é primordial aprender a falar de seus sentimentos.

Valorize-se sempre e deixe a vida acontecer sem pressão

Quando estamos bem consigo mesmo, fica muito mais fácil entender e aceitar que jamais iremos agradar a todos, temos que estar preparados e conscientes dessa verdade, mesmo que pareça cruel, mas verdadeira.

Na vontade de ser aceito por todos, podemos perder a nossa essência, sem se dar conta da importância que temos. Acredite! Você é uma pessoa muito especial?

A rejeição aconteceu e agora? Como lidar e encarar essa rejeição? 

O primeiro passo para isso é investir diariamente na autoestima, que é a imagem que temos de nós mesmos. O que você faz para se agradar diariamente? Isso mesmo, todos os dias. Marque em sua agenda seu nome em todos os dias para que aprenda a ter esse compromisso com você mesmo.

Caso tenha sido rejeitado, não se isole por muito tempo. Chore, coloque tudo para fora, mas estabeleça um prazo para isso. Já chorou o suficiente? Pronto! Agora é a hora de procurar seus amigos e familiares. Fale com as pessoas, tente se alegrar com momentos prazerosos, perto de pessoas que te agregam e jamais perto de outras pessoas negativas e tóxicas que possam te desestabilizar nesse momento tão delicado que está vivenciando.

Não leve a rejeição para o lado pessoal. Aceite que a outra pessoa tem o direito de não querer mais estar ao seu lado.

Afinal o que adianta estar ao lado de alguém que já não te deseja mais? Somente a presença física de alguém não te agrega em nada, muito pelo contrário, pode existir a indiferença que dói tanto quanto o fato de ser rejeitado.

Tenha cuidado com a Autossabotagem e com a autocrítica, pois de nada adianta ficar se criticando e achando que não é merecedor de algo.

Já que foi rejeitado e não pode mudar essa situação, traga isso a seu favor. Use a rejeição para seu crescimento pessoal, afinal são com nossos tombos que levantamos.

A resiliência é fundamental nesse momento para aprendermos com os nossos erros, para não mais os repetir. Analise o que aconteceu que levou a essa rejeição e cresça com essa situação.

Caso não esteja conseguindo sozinha superar essa rejeição, procure a psicoterapia para entender o que aconteceu e como se livrar dessa dor.

Qualquer rejeição dói muito e isso gera sentimentos negativos. Reverta essa situação!

Leia também: Liberte-se dessa dor! Perdoe!

 

 

Paula Espíndola é psicóloga clínica CRP 06/50889. Especialista em Psicopedagogia Clínica e Institucional. Experiência em atendimentos sobre quaisquer relacionamentos, principalmente os relacionamentos amorosos.

Respondendo dúvidas no Canal do YouTube PAULA ESPÍNDOLA PSICÓLOGA sobre relacionamentos feita através das redes sociais, a seguir:

Paula Lúcia de Freitas Espíndola – CRP 06/50889

Sigam minhas redes sociais:

Sites:

http://insightpsique.com.br

https://paulaespindolapsicologa.com/

https://sites.google.com/view/paulaespindolapsicologa/p%C3%A1gina-inicial

Blog:

https://www.relacionamentospsicologia.com.br/

Fanpage:

https://www.facebook.com/paulaespindolapsicologa/?modal=admin_todo_tour

https://www.facebook.com/Insightpsique/

.

Redes sociais:

https://www.instagram.com/paulaespind../.

https://www.instagram.com/relacionamentoabusivopsi/?hl=pt-br

https://opsicologoonline.com.br/ser-mu…

https://www.youtube.com/paulaespindolapsicologa

Grupos do Facebook:

https://www.facebook.com/groups/terapiaparacasais/ Grupo no Facebook: Grupo Terapia para casais https://www.facebook.com/groups/EmBus…

https://www.facebook.com/groups/relacionamentoabusivosilenciodatolerancia/?ref=bookmarks

https://www.facebook.com/groups/MADAmulherescarentesedependentes/

https://www.facebook.com/groups/autoestimaepsicologia/

https://www.facebook.com/groups/EmBuscaDeRelacionamentosSaudaveis/?ref=bookmarks

E-Books (livros digitais):

https://go.hotmart.com/T6764134B

https://go.hotmart.com/X8812559Y

https://go.hotmart.com/B8632369X

 

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn