Skip to main content
avosidade

Avosidade: Uma Ótima Maneira de Reinventar a Vida. Confira!

Tempo estimado de leitura: 4 minutos

O que é ser avô? Avosidade

Há pais que não amam os filhos, mas não existe um só avó que não adore o neto.

Victor Hugo

Essa semana estava num shopping e me deparei com uma cena que me chamou muito a atenção e fez com que eu refletisse e escrevesse esse texto hoje para vocês.

Vejo em minha frente, três jovens de aproximadamente uns 20 poucos anos e um senhor com limitações físicas, numa cadeira de rodas, sendo empurrado pelo rapaz.

E num determinado momento eles foram até o restaurante na praça de alimentação, serviram o prato e um deles cuidadosamente cortou os alimentos, pacientemente para que o avô pudesse comer e mastigar os alimentos.

Talvez pela dificuldade de engolir, ou alguma dificuldade motora, mas aquela cena, me tocou tanto, pois vi ali um cuidado, uma delicadeza, um amor entre netos e um avô e pensei: AINDA HÁ ESPERANÇA.

Por isso resolvi fazer este texto para que possamos refletir sobre o papel dos avôs na nossa sociedade, a chamada AVOSIDADE.

Uma palavra desconhecida e um tanto difícil mas vivida no dia a dia por quem tem avôs e sabe a delícia de ser cuidado por eles.

Avosidade: os Avós tem fundamental importância na hierarquia familiar!
Avosidade: os Avós tem fundamental importância na hierarquia familiar!

 

Avosidade Os avós exercem um papel fundamental dentro de uma hierarquia familiar.

 

São considerados os patriarcas da família e que contribuirão com os valores e crenças transgeracionais, influenciando na criação dos netos, pois tais valores serão passados de pais para filhos e assim sucessivamente perpetuando as tradições familiares.

De acordo com  Goldfarb e Lopes (2009) o que irá definir a função do avô não é a idade cronológica nem o papel social.

Mas a ligação à figura materna e paterna e a formação da construção psíquica do sujeito.

Portanto este papel tem uma fundamental função no núcleo familiar, independente se o neto teve contato com os avós ou não.

A figura dos avós carrega uma história, uma cultura, trazem tradições, ritos e desejos vividos pelos nossos antepassados passando assim de geração a geração como forma de compensar na próxima geração os sonhos que foram, idealizados e não vividos, não realizados, no qual sempre é dito:

“Quando tiver meu filho farei para ele aquilo que não tive”, perpetuando um ciclo de desejos que estão intimamente ligados às funções  de maternagem e paternagem.

A chegada dos netos, traz um novo laço geracional, é um novo elo do qual os avós irão ressignificar  e construir esta relação.

Porém relações com sofrimento e dor com os filhos implicarão em relações dolorosas com os netos e futuras gerações, sendo necessário construir uma base sólida, saudável pautada no apoio social e familiar para que este idoso seja sujeito da própria história.

Participando assim de decisões familiares, construindo as relações com os netos e futuras gerações com amor, respeito e dignidade.

Avosidade Proporcionando também um resgate deste sujeito, trazendo uma vitalidade uma energia a mais e um novo sentido a sua vida.

 

Assim como dizia Cecilia Meireles a vida só pode ser vivida se for reinventada, portanto deixo esta poesia como reflexão do que  é a vida.

A vida só é possível reinventada.


Anda o sol pelas campinas
e passeia a mão dourada
pelas águas, pelas folhas…
Ah! tudo bolhas
que vem de fundas piscinas
de ilusionismo… – mais nada.
Mas a vida, a vida, a vida,
a vida só é possível
reinventada.
Vem a lua, vem, retira
as algemas dos meus braços.
Projeto-me por espaços
cheios da tua Figura.
Tudo mentira! Mentira
da lua, na noite escura.
Não te encontro, não te alcanço…
Só – no tempo equilibrada,
desprendo-me do balanço
que além do tempo me leva.
Só – na treva, 
fico: recebida e dada.
Porque a vida, a vida, a vida,
a vida só é possível
reinventada.

Portanto, a avosidade é uma ótima maneira de reinventar a vida!

 

E dar nova esperança para este sujeito que chega a velhice, desesperançoso, e que agora tem um novo incentivo para viver: OS NETOS.

Recomendo que você leia também: O Que é Ser Velho? Descubra aqui!

Até o próximo artigo, abraços!

Roberta Almeida

roberta-almeidaRoberta  da Costa Almeida – CRP 06/118096

Psicóloga Clínica, palestrante, administra um grupo em rede social sobre infância, visando a reflexão e debate sobre este universo, chamado Mundo da Infancia.

Atende crianças, adolescentes, adultos, idosos e  faz Orientação Profissional, é Pós Graduanda em Psicopedagogia pela UCDB.

Já realizou trabalhos voluntários como psicóloga na cidade de Mogi das Cruzes, na ONG CERENEJMY com pacientes com doenças neurológicas e seus familiares.

E na cidade de São Jose dos Campos, com pacientes com cegueira total e baixa visão e  seus familiares.

Contatos: Página do facebook :www.facebook.com/roberta.almeidapsicologaclinica

celular:  (011) 987046469 whatts app

email: robertaalmeidapsico@yahoo.com.br

Compartilhe esse artigo!

Carlos Costa

Psicólogo (CRP 06/122657), Coach, Empreendedor, Músico e Poeta. Idealizador do projeto O Psicólogo Online que tem por objetivo produzir conteúdo informativo e educativo sobre psicologia, saúde mental e assuntos relacionados, além de prestar serviços de orientação psicológica online.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.