Skip to main content
sexting

Aos Pais, Cuidado! O Sexting Pode Afetar Seus Filho(as) de Forma Negativa!

Tempo estimado de leitura: 6 minutos

Sexting – Conheça essa prática que esta cada vez mais comuns entre jovens e adolescentes. E pode trazer prejuízos físicos e morais pelo resto de suas vidas! No final deixo uma dica de como abordar o tema com seus filhos!

Sexting é uma palavra de origem inglesa derivada da contração de sex e texting, e refere-se a conteúdos eróticos e sensuais divulgados e compartilhados através de celulares.

Foi através de mensagens SMS de natureza sexual que se iniciou, porém, com o avanço da tecnologia  e com novos aplicativos de troca de mensagens como Whatsapp, Messanger, Snapchat e etc. tornou-se viável o compartilhamento de fotos e vídeos, inclusive os de conteúdo erótico, e essa é uma prática cada vez mais comum entre os jovens.

O sexting é uma prática em que adolescentes (não só adolescentes, mas a prática é mais comum entre eles), em sua maioria meninas, divulgam fotos e vídeos onde aparecem nuas ou em poses sensuais através de celulares e da internet e com isso podem ter como consequência uma situação de risco físico e moral.

Muitos jovens acabam praticando sexting sem ao menos perceber, as garotas são as que mais correm risco com essa prática. Acabam sendo facilmente induzidas, muitas vezes por garotos mais velhos ou mesmo de idade semelhante, que de alguma forma convencem essas garotas a tirarem fotos ou fazerem vídeos em poses sexuais.

Mal intencionados, esses garotos ao receberem as fotos, divulgam e compartilham na internet, por meio dos aplicativos de troca de mensagens, e quando a garota menos percebe, ela já está conhecida na escola, no bairro, na cidade…

Cresce a cada ano o número de jovens compartilhando fotos de si mesmo em poses sensuais
Cresce a cada ano o número de jovens compartilhando fotos íntimas em poses sensuais

Quando isso ocorre a garota passa por uma situação constrangedora e carregada de pré conceito e julgamento moral. As principais vítimas do sexting são as meninas e as mulheres, por conta do machismo social.

Não estou dizendo que meninos não passem pela mesma situação, mas a sociedade é mais branda quando isso ocorre com eles. Agora quando isso acontece com meninas, ela se torna a “putinha”, a “sem vergonha”, a “vagabunda” e diversos outros termos de conotação pejorativa que você possa imaginar.

Com isso a garota passa por um transtorno tremendo em sua vida, em todos os lugares que costuma frequentar. Muitas vezes os primeiros a julgar são os próprios pais e parentes, culpabilizando a garota, depois vem os amigos e a sociedade como um todo.

Mas será que em algum momento os pais sentaram com seus filhos adolescentes para conversar sobre os perigos físicos, sociais e morais que o sexting trás para eles?

Será que a escola, que também tem um papel educativo, em algum momento realizou um debate ou discussão sobre isso?

Será que a sociedade como um todo tem dado a devida atenção para isso e de alguma forma esteja conscientizando os jovens sobre o sexting?

Muitas vezes os jovens e as garotas, acabam fazendo coisas sem pensar nas consequências que isso pode trazer para suas vidas, e isso pode acontecer pelos simples fato de nunca terem ouvido sobre o assunto ou pela falta de alguém ter chegado para esse jovem e o feito pensar sobre tudo isso.

Sendo assim, vamos entender um pouco mais sobre as consequências emocionais que o sexting pode trazer para os jovens.

Consequências emocionais do Sexting

Julgamento Moral e Humilhação: Quando uma imagem ou vídeo sensual é enviado para outra pessoa, não existem garantias de que essa imagem irá permanecer privada. E na maioria dos casos não permanece.

Uma vez que um relacionamento termina, ou um amigo fica muito irritado, geralmente as imagens são compartilhadas como forma de se vingar do antigo parceiro ou amigo.

E a partir do momento que as fotos são compartilhadas, a pessoa passa por experiências de constrangimento e humilhação.

Bullying: Uma vez que os vídeos e fotos foram divulgadas e compartilhadas, os jovens passam por assédio moral e cyberbullying. O jovem passa a ser assediado tanto pessoalmente quanto pela internet, gerando mais constrangimento e sofrimento psíquico.

Perca de amizades: Muitas amizades terminam quando uma pessoa tem uma imagem ou vídeo sensual divulgados na internet. Isso ocorre muitas vezes porque os pais proíbem seus filhos de continuarem amigos da pessoa que teve as imagens divulgadas, por medo de seus filhos passarem pelas mesmas consequências e constrangimentos que a vítima.

E muitas vezes os próprios amigos, ao invés de apoiarem, decidem se afastar, para não ter que carregar o peso das consequências junto ao amigo.

Culpa e Vergonha: o jovem que tem suas imagens divulgadas geralmente se arrepende, mas mesmo assim passa a ter um sentimento de culpa e vergonha. E sua autoestima fica extremamente afetada, correndo o risco de se tornar uma pessoa deprimida.

Depressão: ao ter sua imagem divulgada, o jovem passa a carregar, muitas vezes sozinho, todo o peso das consequências que isso traz para sua vida. Dessa forma pode se deprimir, perder a esperança de que um dia poderá viver em paz novamente e em um ato de desespero pode chegar a cometer suicídio.

Consequências Legais do Sexting

A divulgação e compartilhamento de imagens de conotação sexual pode ser considerado crime, se enquadrando em injúria ou difamação. Esse tipo de conteúdo também fere o Estatuto da Criança e do Adolescente e no caso da indução de um maior de idade pode ser considerado pornografia infantil.

Uma vez que uma foto ou vídeo se espalha pela internet, é praticamente impossível retirá-lo da rede. Dessa forma o trauma e o constrangimento podem perseguir a vítima pelo resto de sua vida.

Esse texto, é justamente para alertar os adolescentes e jovens, os pais, e toda a sociedade, que devemos nos responsabilizar pelo que acontece com nossa juventude, para que tomem consciência de que esse tipo de conversa deve ser realizada com os jovens, com os seus filhos, e principalmente com as garotas, que são as principais vítimas.  

Mas Como Conversar Com Meu Filho(a) Sobre o Sexting?

Muitos pais, por mais banal que isso possa parecer, não sabem conversar com seus filhos, não sabem se aproximar, como entrar no assunto e muitas vezes acabam brigando, o que não ajuda em nada.

O ideal é ter uma conversa franca com os filhos, conversa como gente grande e civilizada, tentando nunca acusar, mas mostrar que se preocupa e quer o bem.  

Vou deixar aqui um exemplo de como os pais podem fazer isso, escolha um momento tranquilo, em que você e seu filho(a) estejam em harmonia, então vá até ele(a) e diga:

Filho(a), gostaria de conversar com você sobre um assunto muito sério. Pode ficar tranquilo(a) que você não aprontou nada e meu objetivo não é te dar uma bronca, apenas te alertar sobre um assunto muito importante, e quero fazer isso porque eu te amo e me preocupo muito com você e com sua vida.

Você já ouviu falar em sexting?

Depois de ter feito essa pergunta a resposta pode ser, sim ou não.

Se for não, como você já sabe um pouco sobre o assunto, explique para ele(a) o que você sabe e de todos os perigos que isso pode trazer.

Se for sim, pergunte a ele(a) o que sabe sobre o assunto e depois diga o que você sabe sobre o assunto, façam uma troca de informações, em seguida discutam sobre os perigos que isso pode trazer para suas vidas.

E é muito importante, para manter o diálogo saudável, jamais acusar seu filho(a), mesmo que você desconfie de algo. Se seu filho(a) já tiver feito isso essa conversa pode servir para alertá-lo e abrir sua mente para os perigos do sexting.

E se seu filho não praticou, vai reforçar ainda mais os cuidados que ele(a) tem de si mesmo(a).

É algo muito simples, mas que para alguns pais é extremamente difícil. E se você é pai ou mãe e ainda não teve essa conversa com seus filhos, fica aqui o convite, ou até mesmo o apelo para que faça.

Mesmo os pais que pensem que o filho(a) não apronta, é inteligente, nunca os decepcionou, mesmo que você pense que seu filho(a) nunca faria isso, converse com ele.

Não são raros os casos de filhos que os pais consideram com todas essas qualidades acima, mas em algum momento podem ser induzidos e acabam praticando sexting, e uma vez que isso acontece não tem mais volta.

Espero que esse artigo tenha ajudado de alguma forma, gostaria de saber o que você pensa sobre o assunto, deixe seu comentário abaixo me dizendo o que achou e cadastre-se no site para receber conteúdo em primeira mão.

Para Atendimento Psicológico Online Clique Aqui!

 

Compartilhe esse artigo!

Carlos Costa

Psicólogo (CRP 06/122657), Coach, Empreendedor, Músico e Poeta. Idealizador do projeto O Psicólogo Online que tem por objetivo produzir conteúdo informativo e educativo sobre psicologia, saúde mental e assuntos relacionados, além de prestar serviços de orientação psicológica online.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.